Continuando...

#RaivaDoGuYang  (Ò ‸ Ó)


Eu estava devendo uma foto só do ZZ. hehe
(Sou fangirl do Johnny, sim. XD)
__________________________________________________




Cap. 207: Eu só quero ficar com você.




Depois que Gu Yang saiu do apartamento, Gu Hai entrou no quarto deles de novo apenas para ver que Bai Luo Yin ainda estava dormindo profundamente na cadeira. Tocando gentilmente no cabelo dele, ele notou que apenas uma parte dele estava seca, enquanto a outra metade ainda estava encharcada.
Com o pensamento de não querer que ele adoecesse, Gu Hai pegou o secador. Porém, ainda inchando com uma raiva desagradável, ele mudou o ar de quente para frio e imediatamente ligou o secador antes de aponta-lo para a cabeça de Bai Luo Yin. Apesar de ser verão, o ar-condicionado do apartamento estava configurado em uma temperatura muito fria, tornando completamente impossível que sentissem qualquer ar quente. A rajada repentina de ar frio soprou em Bai Luo Yin com tanta velocidade que fez ele tremer e acordar com um sobressalto assustador. Os olhos sonolentos de Bai Luo Yin se voltaram apressados para os espelhos para uma olhada rápida e, contrário às suas expectativas, o corte de cabelo estava realmente muito bom. Sem qualquer outro pensamento, ele olhou para o cabeleireiro de pé ao lado dele e percebeu que ele tinha virado uma pessoa completamente diferente.
“Cadê seu irmão?” Bai Luo Yin perguntou.
Assim que aquelas palavras entraram no cérebro de Gu Hai, o nome irritante soou repetidamente na cabeça dele antes dele arremessar bruscamente o secador na direção da mesa de estudo. Ele olhou para Bai Luo Yin, seus olhos marcados com uma densa aura sinistra que ameaçava entrar em erupção.
“Você não ficou porra de tempo suficiente com ele, não é? Você está mordido que eu tenha voltado cedo para casa?” [Lena: Gu Hai, querido, já falamos sobre isso, é feio descontar a raiva na vítima. -_-“]
As duas perguntas foram disparadas sem o mínimo indício de uma necessidade de distinguir certo de errado. Isso penetrou os nervos de Bai Luo Yin tão profundamente que seu humor deu uma volta para pior. Ele honestamente não podia mesmo compreender como o cérebro de Gu Hai funcionava.
Como pode um simples corte de cabelo se tonar tão complicado e distorcido assim que passa pelo cérebro dele?
“Isso mesmo! Seria melhor se você não tivesse voltado essa noite, porra!”
Tendo dito isso, Bai Luo Yin arrancou com desprezo o pano que cobria seu corpo e jogou no chão. Assim que ele estava prestes a se afastar, uma mão firme agarrou o braço dele de repente e o segurou no lugar antes de jogá-lo para trás forçadamente. Isso foi tão repentino que a cabeça de Bai Luo Yin quase bateu no armário ao lado da cama deles.
Um segundo depois, tirando vantagem do desequilíbrio momentâneo de Bai Luo Yin, Gu Hai rapidamente o empurrou e pressionou o corpo em cima dele.
“Você quer que eu morra de raiva, não é?”
“Quem está deixando quem com raiva, heim?” Os dedos esguios de Bai Luo Yin agarraram as roupas de Gu Hai enquanto ele olhava diretamente nos olhos dele. “O que eu fiz de errado? Ele me pentelhou infinitamente e insistiu em me dar um corte de cabelo. Além de deixa-lo cortar, o que mais eu poderia ter feito? Você quer que eu dê um tapa na cara dele? É o seu irmão! Se ele não fosse seu irmão, eu nem mesmo daria atenção a ele!”
Dois pares de olhos se trancaram em meio à aura sombria que desviava entre eles, enquanto suas respirações se entrelaçavam com um sentimento opressivo que parecia sufoca-los.
Depois de ficarem em um empasse pelo que pareceu uma eternidade, Bai Luo Yin finalmente quebrou o contato visual e falou com um tom implacável, “Eu não quero mais discutir com você.”
Depois, ele imediatamente pressionou as mãos com firmeza no peito de Gu Hai para empurrá-lo. A primeira tentativa foi fracassada e Gu Hai ainda estava encarando-o com um olhar determinado no rosto, recusando-se a mover mesmo um centímetro. Sua segunda tentativa teve sucesso em empurrar o touro obstinado para o lado apenas quando ele colocou toda a sua força.
Ainda se sentindo agitado, Bai Luo Yin tirou as próprias roupas, jogou-as grosseiramente sobre a cama e fez uma linha reta até o banheiro para tomar um banho. Os olhos de Gu Hai viajaram silenciosamente para as roupas espalhadas de Bai Luo Yin. Ele as fitou por um momento enquanto pensava na pessoa que as tinha vestido, então ele enterrou a cabeça e inalou o cheiro cativante que era só de Bai Luo Yin. Lenta, mas certamente, o cheiro sedutor o ajudou a acalmar suas emoções.
Quando Gu Hai estava prestes a levantar para tomar banho, ele descobriu algo que fez seu sangue ferver enquanto corria pelas suas veias pronto para explodir a qualquer segundo. A calça de Bai Luo Yin tinha sido dilacerada e as costuras rasgadas criavam uma grande abertura. Cada fio arrebentado que estava pendurado de cada lado da costura parecia agitar impiedosamente as emoções de Gu Hai. [Lena: Oh shit. ||||O_O||||]
Agarrando aquela calça, Gu Hai foi até a porta do banheiro e tentou abri-la. Quando a porta não abriu, ele imediatamente deu um chute violento nela. Então ele entrou e andou até Bai Luo Yin, que estava no meio do banho. Com um rosto escurecido, ele jogou a calça que apertava com força em sua mão no corpo molhado de Bai Luo Yin. Sem dizer mais nada, ele forçou sua saída e bateu a porta com um bang.
Sentindo-se bem agravado pela forma que as coisas se desenrolaram, Gu Hai desceu para a quadra de basquete do condomínio para jogar uma partida de dois até que seu corpo inteiro estivesse coberto de suor. Enquanto o suor continuava a se formar e pingar de seu corpo, era como se a raiva em seu coração também estivesse escapando simultaneamente dele. Na hora que ele olhou para seu relógio, já passava de uma hora. Olhando para cima para a janela do apartamento deles, ele imaginou que fosse hora dele voltar e dormir. [Lena: Baobei, que orgulho!!! Você se controlou! * őő *]
Assim que ele chegou na frente do apartamento deles, tinha um pedaço de papel pregado na porta. Nele tinham várias palavras grandes escritas em um acesso de raiva.
“Pessoas irracionais, por favor, façam um desvio!”  [Lena: Bwahahahaha]
O canto dos lábios de Gu Hai subiu, revelando um sorriso afetado enquanto ele abria a porta e entrava.
Bai Luo Yin já estava dormindo agora. Gu Hai primeiro tomou banho antes de se aconchegar no lençol. No entanto, pouco tempo depois dele deitar, Bai Luo Yin sentou.
A chama do isqueiro emitiu uma fraca luz azul que rapidamente desvaneceu assim que tocou a ponta do cigarro. Então, sopros de fumaça saíram pelo canto da boca de Bai Luo Yin.
Gu Hai estreitou os olhos e virou ligeiramente para o lado e olhou para a pessoa a seu lado. Em vez de ver o rosto da dita pessoa, ele foi cumprimentado pela larga expansão da costa nua de Bai Luo Yin. Enquanto ele olhava para ela por um momento, ele inconscientemente estendeu a mão para tocá-la.
“Você pode me explicar o que exatamente aconteceu com a calça?”
Sem dar rodeios, Bai Luo Yin respondeu diretamente com três palavras, “Eu não sei.”
Pouco depois dele dizer isso, Bai Luo Yin espirrou, o que foi seguido por um segundo espirro. Vendo-o naquele estado semi miserável, Gu Hai estendeu o braço com a intenção de puxá-lo de volta para a cama, no entanto aquele garoto teimoso se recusava a se mover. Quando Bai Luo Yin espirrou pela terceira vez, Gu Hai perdeu completamente a paciência. Ele enganchou o braço forçadamente em volta do pescoço de Bai Luo Yin e o puxou para baixo.
Antes que Bai Luo Yin pudesse dizer as palavras ‘cai fora’, Gu Hai selou os lábios dele com um beijo exigente. Sob o controle tirânico de Gu Hai, o fôlego de Bai Luo Yin foi roubado à força e cada possível palavra violenta ou nociva que ele pudesse dizer foi engolida uma por uma..... Então ele espalhou beijos lentamente do queixo de Bai Luo Yin para os lados e ponta do nariz dele, pálpebras e orelhas. Gu Hai continuou beijando o rosto dele com seus lábios macios até que a respiração irregular de Bai Luo Yin estabilizasse, e então ficasse completamente caótica novamente.
Depois de mais alguns beijos, os lábios sorrateiros de Gu Hai pararam bruscamente quando ele olhou para Bai Luo Yin com olhos brilhantes.
“É porque não tem mais a pressão dos estudos, nós também já cuidados dos problemas com nossos pais e nossos dias estão bem confortáveis que você não se sente tranquilo se não entrar na porra de uma discussão comigo?”
Gu Hai era expert em duas coisas: agir como um idiota e culpar o outro mesmo quando ele mesmo era culpado.
O olhar aborrecido de Bai Luo Yin se moveu para Gu Hai, “Sai de cima de mim primeiro, então vou lhe dizer exatamente o que aconteceu com aquela calça.”
Dando outro beijo na bochecha dele, Gu Hai se moveu para o lado obedientemente.
Dois segundos depois, um monstruoso guincho miserável ecoou dentro do quarto.
“Owwww!!!... Não me belisca! Você não pode me beliscar aí! Homens não deveriam dificultar as coisas uns para os outros assim. Ow, ow, ow!!!!!”
Quando os dedos como ferro de Bai Luo Yin finalmente pararam seu ataque, o rosto de dor de Gu Hai já tinha ficado de um feio tom púrpura.
“Gu Yang vestiu suas roupas e vagabundeou pelo nosso apartamento. Eu o confundi acidentalmente com você e deu um chute forte nele. Porém ele não estava disposto a me perdoar e ficou insistindo que era tudo culpa minha. Então nós começamos a discutir e, pouco tempo depois, isso piorou para uma briga. Olha, foi assim que a calça ficou daquele jeito.”
O coração de Gu Hai se apertou, “Ele não bateu em você, bateu?”
“Não, nós ficamos presos em um empasse por um tempo, então, depois de alguns minutos, acabou.”
“Ele deve ter feito essa porra de propósito.....” Gu Hai resmungou para si mesmo enquanto encarava Bai Luo Yin. Apenas depois que outro segundo passou que ele de repente percebeu uma coisa estranha e perguntou rapidamente, “Então como ele conseguiu lhe dar um corte de cabelo?”
Bombardeado pela sequência de perguntas, a paciência de Bai Luo Yin para respondeu se transformou em irritação. Ele retorquiu irritado, “Como vou saber?! Você deveria fazer essa droga de pergunta a seus ancestrais! Como foi que a família Gu ficou doida desse jeito? Todos vocês são tão estranhos!!”
Gu Hai não disse nada enquanto ouvia a erupção de Bai Luo Yin com um rosto endurecido.
“Eu só vou lhe explicar isso. Agora cabe a você acreditar em mim ou não!”
Depois que estas palavras voaram da boca dele, Bai Luo Yin virou-se solenemente e deixou sua costa voltada para Gu Hai mais uma vez.
Os braços fortes de Gu Hai envolveram Bai Luo Yin gentilmente por trás antes dele aconchegar o rosto na curva do pescoço dele. Quando ele falou, a voz dele ainda mantinha um tom forte e inflexível.
“No futuro, tente não provocá-lo o máximo que puder.”
Um pequeno pote de cerâmica estava parado inocentemente na frente de Bai Luo Yin. Olhando para isso, ele realmente queria apanhar aquele pote e acertá-lo na cabeça da pessoa atrás dele.
“Como é que eu virei a pessoa que provocou ele? Quando foi que eu já provoquei ele primeiro?”
Gu Hai parecia não ter ouvido nada do que Bai Luo Yin tinha acabado de contabilizar. Ele simplesmente cuidou da própria vida e continuou sua tirada, “Ele não é tão simples como nós somos. Alguém como ele é muito mais complicado do que você jamais pode imaginar.”
“Ele pode ser o que quiser. Eu não tenho interesse em saber nada sobre ele.” Bai Luo Yin disse, seu tom envolvido com indiferença.
Pegando a mão de Bai Luo Yin com firmeza, Gu Hai falou calmamente, “Eu não quero que você o entenda. Eu só quero lembrar você de manter sua guarda contra ele. Não o considere levianamente como alguém que anda no mesmo caminho que nós.”
Bai Luo Yin de repente lembrou de algo e zombou friamente.
“Mas ele disse que, entre vocês dois, um é um delinquente vulgar e o outro é um mais refinado. Essencialmente, vocês são a mesma coisa. É apenas o jeito que você mostra que é diferente.”
“A mesma coisa meu rabo!” Gu Hai rangeu os dentes com raiva enquanto continuava a se justificar, “Ele está elogiando a si mesmo! Tem uma grande diferença entre nós dois! Eu posso ter uma língua afiada, mas eu tenho um coração bom. Ele é a porra de um desgraçado impiedoso que fala com dureza e se recusa a admitir os próprios erros! Você ainda lembra da história que lhe contei sobre a pipa? Só daquele assunto trivial você pode ver claramente a diferença entre nossos caracteres!”
Teria sido melhor que Gu Hai nunca tivesse mencionado aquele assunto novamente. Infelizmente, assim que ele o mencionou, Bai Luo Yin sentiu vontade de rir de novo. Em vez de ver as más intenções de Gu Yang, só o que ele descobria era a idiotice de Gu Hai. [Lena: Huahuahuahauh Precisa de um exemplo novo, GH! XD]
“Não me venha com esse sorriso malicioso! Estou falando sério com você aqui!” Agora amuado, Gu Hai agarrou a bochecha corada de Bai Luo Yin e puxou para o lado – apesar de certificar-se de não puxar com muita força.
Bai Luo Yin reuniu força o suficiente para impedir a si mesmo de rir. “Okay, okay, eu já entendi.”
Fazendo bico levemente, Gu Hai olhou intensamente para o rosto de Bai Luo Yin por algum tempo. Não demorou muito tempo para ele notar o estranho piscar de luzes refletido nas pupilas claras e limpas de Bai Luo Yin. E até o canto da boca dele parecia se contrair ora sim ora não como se tentasse se controlar. Só de olhar, Gu Hai sentiu o terrível estado de seu próprio orgulho sofrer um duro ataque.
Rangendo os dentes, Gu Hai imediatamente pulou em Bai Luo Yin com toda sua força, “Você ainda tem coragem de rir? Você ainda quer rir? Porra, eu vou deixar você rir o quanto quiser então. Eu vou lhe deixar rir pra caralho......” [Lena: hehehe *rindo feito besta aqui*]
“Hahaha..... –hiccup-..... hahaha.....”
__
De manhã cedo no outro dia, Gu Hai foi grosseiramente despertado de seu sono por uma ligação de Gu Yang às sete horas.
“Já está acordado?”
Gu Hai bocejou, “Por que você acordou tão cedo? Você não disse que sua audiência começa às nove horas?”
“Você acha que isso é o mesmo que ir pra aula? Onde você pode simplesmente entrar quando o sino toca?!”
Sentindo-se ligeiramente irritado pela perturbação, Gu Hai esfregou os olhos sonolentamente e respondeu com impaciência, “Tá bom, eu entendi. Estou levantando agora.”
No entanto, depois que a ligação foi finalizada, Gu Hai imediatamente se enterrou nos lençóis de novo em vez de levantar como havia dito. Bem quando ele se virou para encarar Bai Luo Yin a procura do calor dele, ele viu os olhos dele se movendo em uma batalha para acordar. Ele sorriu, pensando que a expressão de Bai Luo Yin era exatamente como a de um ratinho inocente. Incapaz de se controlar, Gu Hai soprou ar nos cílios dele e o provocou por um tempo até que Bai Luo Yin recuperasse completamente a consciência.
“Eu tenho que sair um pouco. Meu irmão precisa ir a uma audiência, então eu tenho que acompanhá-lo. Depois que me lavar, eu vou cozinhar um pouco de congee pra você. Na hora que você acordar, você pode comer imediatamente.”
“Não precisa.” Bai Luo Yin esticou o corpo, “Eu tenho que sair também.”
“Para que você vai sair?” Gu Hai perguntou enquanto vestia as roupas.
Bai Luo Yin relaxou os músculos e sentou, “Eu não mencionei pra você que desisti da chance de entrar na universidade sem ter que fazer a prova? Naquela hora, teve um professor que me ajudou a cuidar desse assunto. Como eu desisti bruscamente da oportunidade e nem mesmo disse uma única palavra ao professor com antecedência, eu acho que foi bem rude da minha parte. Eu quero ir até lá e dar uma explicação adequada ao professor.”
Gu Hai assentiu com a cabeça, “Você já contatou esse professor?”
“Seu irmão me ajudou a entrar em contato com ele.”
De repente, a compleição de Gu Hai mudou para várias cores, mas ele escolheu não dizer nada.
Depois que os dois tomaram banho e se limparam, eles foram juntos para o quarto e vestiram suas roupas. Bai Luo Yin se virou para olhar para Gu Hai com um sorriso caloroso e disse, “Você pode ir primeiro, já que não estou com pressa de qualquer modo.”
“Vamos juntos!” Gu Hai disse alegremente.
“Nós não vamos na mesma direção.”
“Eu vou querer deixar você primeiro, depois eu vou me encontrar com meu irmão.” Gu Hai disse suplicantemente enquanto olhava para Bai Luo Yin.
“Por que você quer perder tempo? É mais conveniente se nós apenas dirigirmos nossos próprios carros! Além disso, o seu irmão não lhe disse para ir mais rápido? Você deveria se apressar agora. Eu vou dirigir meu próprio carro um pouco!”
No entanto, Gu Hai ainda insistiu, “Eu mesmo quero levar você até lá, ou não consigo relaxar.”
Incapaz de persuadir Gu Hai a mudar de ideia, Bai Luo Yin não teve escolha além de acelerar seus movimentos e ir para a porta com ele.
Exatamente quando o carro fez uma curva para sair da vizinhança, Gu Hai recebeu outra ligação de Gu Yang.
“Onde você está agora?” Gu Yang perguntou.
Tinha um toque de impaciência no tom de Gu Hai quando ele falou, “Eu acabei de sair da vizinhança.”
“Quanto tempo vai demorar pra você chegar aqui?”
“Não tenho certeza.” Gu Hai disse enquanto acelerava lentamente, “Eu preciso levar o Yin Zi num lugar primeiro, depois vou encontrar você.”
Depois de um momento de silêncio incômodo, a voz de Gu Yang foi transmitida do outro lado.
“Você está dirigindo o carro dele?”
Bem quando Gu Hai estava prestes a dizer ‘sim’, de repente um carro disparou de uma intersecção na direção deles. Sentindo-se ansioso, ele pisou no freio, mas não houve resposta e o carro continuou a seguir em frente por vontade própria. Gu Hai apertou o volante o mais forte que podia para manobrar o carro. Foi só depois de fazer aquela curva brusca e emocionante que ele mal conseguiu evitar uma perigosa colisão.
“Vamos conversar depois.”
Gu Hai desligou rapidamente o telefone e imediatamente virou a cabeça para o lado para olhar para Bai Luo Yin. Só a expressão de Bai Luo Yin já lhe dizia que ele estava completamente abalado e assustado. Os olhos dele estavam ligeiramente arregalados e a respiração dele saía esporadicamente como se ele mal conseguisse respirar.
Sentindo pena, Gu Hai estendeu seu longo braço antes de seus dedos entrelaçarem nos cabelos de Bai Luo Yin, acariciando-o gentilmente. Então, com um tom suave, ele confortou Bai Luo Yin, “Aquilo assustou você ainda agora?”
Deleitando-se no conforto do toque de Gu Hai, Bai Luo Yin respirou fundo e disse fracamente, “No futuro, tente não atender o telefone ou fazer ligações quando estiver dirigindo.”
Gu Hai deu um sorriso caloroso a ele antes de virar sua cabeça para a estrada. Notando que o carro estava prestes a entrar na avenida aberta onde outros veículos estavam vindo na direção deles, Gu Hai imediatamente pisou no freio com toda sua força. Mas não houve resposta. Ele pisou no freio de novo. Ainda não houve resposta...
... e o tempo parou.
Em um flash, o sorriso gentil de Gu Hai congelou em seu rosto......


*****

Lena: Não-não-não-não-não- Isso não tem graça!!!

PUXA O FREIO DE MÃO, GU HAI!!!!

10 Comentários

  1. Aí não pq esses autores acham que acidente de carro são interessantes numa história eles pensam nos leitores não 😭😭😭😭😭

    ResponderExcluir
  2. Acho que meu coração parou de bater 😢😢😢

    ResponderExcluir
  3. Buaaaa que loucura esse autores querem matar os leitores do coração.😫

    ResponderExcluir
  4. Ai gente que isso?! Tô com medo e já chorando!

    ResponderExcluir
  5. Deixa eu descer esse final.. MDS!! Isso só pode ser coisa do irmão dele! Aff tá me dando crise existencial agr.

    ResponderExcluir