...


Preciso dizer que gosto muito de Like Love, mas eu ia gostar mais ainda se o Mai Ding não fosse tão enjoadinha!!! Mas An Ziyan é meu amorzinho, não posso evitar de amar esses dois <3

Zöish.
____________________________________________________


Capítulo 18: A alegria e o pânico na noite de Natal.

Tradução/Inglês: Adrian Julian
Tradução: Geovanna Zöish
Revisão: Lena

Logo ia ser Natal. Este era o feriado favorito de Mai Ding. E mesmo que não fosse nevar nesta parte da cidade, Mai Ding pensou que realmente não importava. O ambiente por si não era a única coisa que contribuía para a atmosfera. As próprias palavras eram capazes de produzir uma sensação de calor.
O único arrependimento de Mai Ding foi que An Ziyan não estaria ao seu lado neste Natal.
Li Ming também não estava em nenhum lugar à vista. Na escola, Mai Ding podia ver vários casais preparar presentes um para o outro. Mai Ding, não tendo nada a fazer, decidiu também seguir o exemplo e estava procurando um presente adequado para An Ziyan, mas quanto mais procurava, mais indeciso ele se tornava. Além disso, ele estava extremamente quebrado este mês. Suas despesas de moradia sozinhas minaram a maior parte de seu subsídio. Ele não tinha outra escolha a não ser ir a uma loja que vendia várias quinquilharias perto do campus. Depois de alguma pesquisa, ele comprou uma luminária de estrelas para An Ziyan no final.
Houve um evento de Natal naquela noite e, como ele estava se sentindo um pouco entediado, Mai Ding decidiu ir dar uma olhada no que tinha para oferecer. Mas no momento em que ele estava no evento, ele meio que se arrependeu de participar dele: todos tinham parceiros ou estavam com um grupo de amigos. Todo mundo estava feliz e rindo, mas isso fez Mai Ding se sentir ainda mais solitário.
Mai Ding pensou em An Ziyan. Ele sentia muita saudade dele. Ele desejou que An Ziyan pudesse aparecer e ficar ao seu lado. Tais esperanças continuaram a fluir em sua mente e logo o dominaram.
Depois de algum tempo, ele não pôde mais aguentar. Tirou o telefone e ligou para An Ziyan.
“AnZiyan, estou me sentindo tão só.” Ele disse quando a chamada foi conectada. “Que bom seria se você estivesse ao meu lado.” Do lado de An Ziyan, estava um pouco barulhento e Mai Ding lamentou ter ligado. Ele sentiu que estava perturbando An Ziyan. Afinal, essa era a época em que as famílias se reuniam. Ele estava exagerando aqui? Antes que An Ziyan pudesse responder, ele desligou.
Ele queria ser amado. Ele queria um abraço. Havia apenas tantas coisas que ele queria e essa percepção o assustou um pouco. Ele queria An Ziyan e tudo relacionado a ele. Ele percebeu como ele se tornara egoísta. Ele sabia que em um relacionamento, quanto mais apertado você se agarrasse a uma pessoa, mais fácil era de perder seu amor. Ele já havia conseguido mais do que poderia esperar. Por que ele estava se sentindo assim?
De onde ele estava, Mai Ding podia ver as pessoas se divertindo. Ele não estava com disposição. No final, ele decidiu que era melhor apenas voltar para o dormitório e dormir. Tão lentamente, ele caminhou para o campus e o céu já estava escurecendo. Como ele estava andando na direção do dormitório, ele enfiou as mãos no bolso e estava indiferentemente chutando uma pedra.
Parecia ter andado muito longe. Quando ele chegou ao dormitório, ele olhou para cima e pensou ter visto alguém no quinto andar. A luz estava fraca e ele não podia ter certeza. Poderia ser? Era An Ziyan? Uma pontada de desejo o acertou e ele correu para cima das escadas, mas quando chegou ao quinto andar, não havia ninguém à vista. Ele suspirou.
Ele sentiu que os céus estavam novamente tirando sarro dele. Ele estava obviamente sentindo falta de An Ziyan tanto que ele estava começando a alucinar sobre ele.
De um modo impassível, tirou as chaves e estava prestes a abrir a porta do seu quarto, mas não conseguiu resistir a verificar mais uma vez se An Ziyan estava por perto. Ele não sabia por que sentia tanta falta de An Ziyan. Por que An Ziyan não poderia estar ao seu lado? Ele balançou a cabeça, sabendo que era inútil e passou a entrar em seu dormitório.
“Alguém está procurando por mim! Entendo.” Era aquela voz que era tão familiar para Mai Ding. Mai Ding se virou e viu An Ziyan encostado na parede.
“Você é minha imaginação?” Mai Ding não podia ter certeza, mas diante dele era realmente seu An Ziyan.
“Você é mesmo um idiota.”
Mai Ding correu para An Ziyan e pulou nele.
“Por que você está aqui? Você não estava com sua família? Como é possível que você esteja aqui? Quando você chegou? Você esperou muito? Como você sabia que eu voltaria ao dormitório?” Mai Ding tinha tantas perguntas. Ele tinha tantos pensamentos e sentimentos que queria compartilhar: seu choque, sua gratidão, como ele se sentia tocado; todas essas emoções, Mai Ding queria expressar a An Ziyan, mas as palavras de alguma forma falharam.
“Pare de ser tão barulhento.” An Ziyan disse, e ele agarrou a mão de Mai Ding. “Venha, vamos celebrar o Natal juntos.”
Mai Ding assentiu e segurou as mãos de An Ziyan com força, temendo que isso fosse apenas um sonho.
An Ziyan levou Mai Ding para sua casa. E mesmo que a casa não estivesse decorada para a temporada, Mai Ding estava mais do que satisfeito. Lembrou-se do presente que tinha comprado e tirou-o rapidamente da sacola. “Aqui. Comprei isso para você.”
An Ziyan franziu o cenho. “O que é isso? Uma lixeira?”
“Que lixeira! Você realmente não tem gosto. Ele correu para apagar as luzes e voltou para ligar a lâmpada que tinha comprado. Imediatamente, o quarto escuro estava cheio de estrelas, como se os dois estivessem ao ar livre numa noite estrelada. “Você não acha que é muito bonito?”
[Zöish: Eu tenho uma dessas!!!]
“Você não está comprando isso para si mesmo?”
“Quer dizer que você não gosta? Você é um idiota. Você não pode dizer algo legal quando alguém lhe dá um presente?”
“Por favor, desligue a sua lixeira. Está começando a machucar os meus olhos.”
“Eu disse que não é uma lixeira. É uma lâmpada de estrelas.” Mai Ding foi ficando irritado lentamente pelo fato de que seu presente não foi apreciado. Mas no final, ele decidiu desligá-lo e foi ligar as luzes da sala em vez disso.
“Vá para o quarto de hóspedes e traga o telefone aqui para mim.” An Ziyan instruiu.
“Já não sou sua empregada.” Mas ele ainda obedecia.
Em sua mente ele estava se perguntando por que o telefone estaria no quarto de hóspedes. Quando abriu a porta para o quarto de hóspedes, o quarto estava escuro. Ele sentiu o interruptor que estava na parede e quando ele finalmente acendeu as luzes, ele ficou chocado. Parecia que ele tinha entrado em um mini-cinema. Havia uma grande tela de projeção e abaixo o que era um leitor de DVD. Em frente à tela estava um sofá e nas proximidades havia várias prateleiras. E em cada prateleira, havia muitos DVDs organizados todos de acordo com o país de origem e ano de produção. Mai Ding escolheu aleatoriamente um para ver e percebeu que estes filmes eram todos seus favoritos. Ele se sentiu mal de repente. Na verdade, sua lâmpada de estrelas ficou ofuscada em comparação com o que An Ziyan tinha feito. Ele queria gritar em voz alta, arrancar os cabelos fora, morder algo. Obviamente isso deve ser um sonho!
Mai Ding tropeçou desajeitadamente no andar de baixo e desabou ao lado de An Ziyan. “Eu sabia. Você pode tirar essa máscara falsa que você usa: você é realmente Papai Noel!”
“Você acha que comparando-me com um velho gordo que usa um terno vermelho, isso vai me fazer feliz?”
“Então você deve ser James Bond.”
“Pare de perder tempo e vá fazer o jantar.” An Ziyan disse, empurrando Mai Ding de cima dele.
“Estou tão feliz além de palavras. Não consigo controlar como me sinto.” Pela primeira vez em sua vida, ele sentiu que não havia nada para reclamar. Tudo que ele podia fazer era só sorrir.
“An Ziyan, este é o melhor presente que já recebi na minha vida. Muito obrigado.” E depois de dizer isso, ele foi direto para a cozinha para começar a preparar o jantar.
“Tem certeza de que não precisa estar com sua família?” Perguntou Mai Ding da cozinha.
“Mmm.” An Ziyan grunhiu em resposta.
“Estou apenas sendo muito egoísta? Eu já tenho você ao meu lado durante todo este tempo. Agora que é Natal eu ainda quero você aqui. No meu estado atual, eu simplesmente não posso evitar, mas quero mais. É realmente um pecado, mas o que eu tenho medo é que um dia você vai me odiar por isso.” Mai Ding estava à espera da resposta de An Ziyan.
An Ziyan aproximou-se dele por trás. “Está bem. Tudo o que você quiser, eu vou dar a você. Você pode ter o que quiser, inclusive eu.” E depois de dizer isso, ele desligou o fogo do fogão e passou a abraçar Mai Ding com força. Sedutoramente, puxou Mai Ding para o sofá.
Mai Ding tentou empurrar An Ziyan de lado. “O que você está fazendo? Tenho jantar para preparar.”
“Você não me quer?”
“Você é um idiota. Eu não quis dizer esse tipo de ‘querer’. Não podemos ficar um pouco mais puros neste Natal?” An Ziyan sentou-se no sofá e puxou Mai Ding para si mesmo. Ele então procedeu a despir Mai Ding, mas Mai Ding resistiu. “O que você está fazendo?”
“Abrindo meu presente de Natal.” Na Ziyan disse descaradamente e empurrou as mãos de Mai Ding de lado e procedeu a tirar cada peça de roupa de Mai Ding. Em pouco tempo, Mai Ding estava no abraço de An Ziyan tão nu como no dia em que nasceu. An Ziyan estava beijando-o por toda parte e já que já estava nesta fase, Mai Ding já não podia fazer nada para detê-lo.
An Ziyan estava acariciando suas costas e mesmo que não fosse sua região sensível, ainda fez Mai Ding tremer um pouco. Mai Ding estava acariciando An Ziyan sem saber. An Ziyan respondeu empurrando seu dedo na boca de Mai Ding e Mai Ding usou sua língua para lamber tudo ao redor e uma vez que estava tudo molhado, An Ziyan enfiou o dedo lentamente no traseiro de Mai Ding.
Mai Ding não conseguia controlar seus desejos por mais tempo. Ele gemeu suavemente em êxtase, “Ah ... eu preciso de você em mim.”
Na Ziyan colocou Mai Ding deitado no sofá. Lentamente, ele desfez suas próprias calças e estava prestes a penetrar em Mai Ding. Tudo parecia estar indo muito bem e de primeira, mas os dois meninos, no calor de sua paixão, não perceberam que alguém estava prestes a entrar na casa.
E enquanto eles estavam no meio de um ato extremamente íntimo, uma mulher estava parada à porta.
“Que merda vocês estão fazendo?” Ela rugiu.
Mai Ding ficou chocado além de palavras. Ele olhou para cima e viu uma moça alta que tinha uns vinte anos de idade. Ela parecia bastante elegante, mas seu brilho metálico estava voltado para um muito desnudo Mai Ding.
Mai Ding estava se perguntando quem seria essa pessoa. Ela era Bai Xiaosi? Ela era outra antiga chama de An Ziyan?
“Eu dou a vocês um minuto para colocar algumas roupas!” Ela latiu e saiu, batendo a porta atrás dela.
Mai Ding foi afetado pela mudança dos acontecimentos. Ele empurrou An Ziyan de lado e rapidamente tentou encontrar suas roupas para colocá-las. An Ziyan, por outro lado, teve apenas que colocar em suas calças. Ele não parecia estar tão afetado.
“Quem é ela?”
“Minha irmã mais velha.” Disse An Ziyan, despreocupado, encolhendo os ombros. No fundo, no entanto, ele estava um pouco irritado que sua irmã teve que interrompê-lo.
Depois de descobrir que a dama era na verdade a irmã mais velha de An Ziyan, o rosto Mai Ding ficou pálido. Irmã mais velha? Por que ele não disse que ele tinha uma irmã mais velha? Seu coração batia furiosamente.
“O que devemos fazer agora?” Perguntou a An Ziyan. Ele parecia um pouco desesperado.
“É sua culpa. Agora sua irmã descobriu. Você viu o rosto dela? Parecia que podia matar alguém. O que devo fazer? Acho melhor ir embora.”
Antes que An Ziyan pudesse dizer qualquer coisa, Mai Ding abriu a janela e estava prestes a fazer o que ele fez quando estava aprendendo a dirigir um carro.
E pular ele fez. Mas no minuto em que pulou, ele foi pego por An Su, a irmã de An Ziyan
“Fugindo? Você não vai ser deixado a solta tão facilmente.”
*****

5 Comentários

  1. Porra maior empatada foda essa irmã do ano ziyan e.e

    ResponderExcluir
  2. Mai ding pareceu qndo se mete em furada a primeira que pensa e em fugir abandonar o navio kkkkkkkkk, tbm acho Mai Ding enjoado mas An Zian as vezes e bem frio, O nao chegou a empata foda kkkkk vlw meninas

    ResponderExcluir
  3. AN Zian é um fofo ele fala brusco mas faz tudo o que o Mai Ding quer.Obrigado!

    ResponderExcluir
  4. Zöish vc tem uma lixeira tb... *ͺ*

    ResponderExcluir