Oi beu povo!!! (tô gripada XD)

Vamos nos livrar da abstinência um pouquinho, sim? ^^/

Beijins~        
Lena.
Deus abençoe quem faz essas montagens. (♥ω♥ ) ~♪
________________________________________________ 




[Vol. 2] Cap. 14: Uma noite de indescritível tristeza.




Do outro lado da rua em frente a Empresa de Tecnologia Haiyin tinha uma Casa de Chá [1] bem conhecido. Yan Ya Jing estava sentada lá agora, esperando por Gu Hai.
[N/T1: 茶餐 (Chá Cān tīng), lit. ‘restaurante ou café de chá” (XD). É um tipo de restaurante comumente encontrado em Hong Kong, Macau e Guangdong. Eles são conhecidos por terem menus ecléticos e preços acessíveis, incluindo comidas de Hong Kong e comida ocidental com estilo de Hong Kong. Não sei se “Casa de Chá” seria apropriado, mas acho que chega perto. hehe]
“Como está a condição de sua mãe?”
Com apenas uma olhada, estava óbvio que Yan Ya Jing estava muito mais magra que antes e o brilho costumeiro que os olhos dela emitiam tinha desaparecido.
“Ela não está bem. O câncer se espalhou por toda a cavidade abdominal dela. O médico disse que não há esperança de que algum tratamento atual possa curá-la. A única coisa que pode ser feita é aliviar o sofrimento dela o máximo possível por melhorar a qualidade de vida dela. Com a pequena quantidade de tempo que ela ainda tem, todos da família tem ficado ao lado dela. Todos os dias, nós sempre agimos alegremente enquanto mantemos um ponto de vista positivo com medo de que ela veja que algo está errado. Mas eu acho que ela está completamente ciente de sua própria condição. A única coisa é que ela é muito resoluta, então, mesmo que ela saiba, ela não vai mostrar nenhum sinal de tristeza na nossa frente.”
Gu Hai falou com um tom profundo, “Já que chegou nisso, não precisa ficar chateada. Apenas passe mais tempo com ela para que você não tenha nenhum arrependimento.”
Yan Ya Jing forçou um sorriso, “Ontem, minha mãe estava resmungando sobre como ela não sabe se conseguirá conhecer o genro dela nesta vida ou não.”
“Então você precisa parar de perder tempo e aproveitar o momento.” Gu Hai respondeu descuidadamente.
Yan Ya Jing fixou o olhar em Gu Hai. Enquanto ela olhava o perfil do rosto belo e maduro dele, ela relembrou os dias pelos quais eles passaram juntos. Ela testemunhou como a empresa dele se transformou de um pequeno empreendimento ao que era agora. E ela, uma garota que tinha inúmeros perseguidores, agora tinha se transformado no que os outros chamavam de Sheng Nu [2]. Num piscar de olhos, três a quatro anos tinham passado rapidamente sem muitos obstáculos. Porém, quem foi uma vez a honra e orgulho que viva nos olhos dos pais, ela agora se tornara um nó que pesava profundamente nos corações deles enquanto eles rapidamente se aproximavam da morte.
[N/T2: – já falamos desse termo antes. Significa literalmente “mulheres-sobra”, e se refere às mulheres em idade de casar, mas que ainda não são casadas; uma mulher solteira acima dos 27 anos.]
Ainda assim, ele ainda estava completamente alheio ao que tudo isso representava.
De vez em quando, algumas palavras ambíguas, mas de certa forma sugestivas, saíam da boca dele, no entanto aquelas não eram nada além de piadas.
“Eu ouvi que você promoveu Di Shuang a Vice-Presidente? E também deixou ela se mudar para o seu escritório?” Yan Ya Jing perguntou.
Gu Hai mudou seu olhar de volta da janela antes de responder levemente, “Sim.”
“Você.......” Yan Ya Jing parou as palavras que desejava dizer.
Mais uma vez, o olhar de Gu Hai se moveu para a janela.
O carro de Bai Luo Yin estava estacionado do lado de fora da entrada da empresa, do outro lado, e ele estava ao telefone fazendo uma ligação. Naquele momento, Gu Hai desejou com todas as forças que seu próprio telefone começasse a tocar. Infelizmente, aquele celular estava excepcionalmente pacífico e silencioso no bolso dele. [Lena: Awww Ç_Ç Baobei, você também não facilita as coisas... ´-`]
Menos de um segundo depois, Di Shuang saiu da empresa.
“Como é que você tem tanto tempo livre hoje? Você saiu assim que eu liguei pra você.” Di Shuang perguntou a Bai Luo Yin com metade do rosto escondido dentro da gola para se proteger do inverno frio arrepiante.
Apesar de Bai Luo Yin ter sorrido ao ponto das linhas de seus olhos parecem curvar, ele respondeu com bastante indiferença, “Bem, é raro que você tenha algum tempo livre e aconteceu de eu estar visitando meu companheiro. Faltam só mais alguns dias antes que ele receba alta do hospital.”
“Vamos encontrar um lugar para comer,” disse Di Shuang, radiando de felicidade.
Bai Luo Yin parecia um pouco relutante à sugestão dela, “Eu tenho que voltar logo, já que ainda tenho muito trabalho a fazer na base militar.”
Di Shuang esfregou as mãos uma na outra, “Mas está frio demais aqui.”
Tendo dito isso, ela se virou e viu a Casa de Chá do outro lado da rua. Os olhos dela se iluminaram com empolgação, “Que tal nós entrarmos ali e sentarmos por um tempo?” [Lena: Claro... pros dois ficarem se espetando de ciúmes, né? -_-”]
Na realidade, Di Shuang fez isso de propósito, já que ela sabia desde o começo que Gu Hai tinha ido àquela Casa de Chá.
Bai Luo Yin meramente assentiu e disse ‘okay’.
Assim que os dois se sentaram, Bai Luo Yin olhou em volta casualmente apenas para ver Gu Hai e Yan Ya Jing. Os olhos deles se cruzaram imediatamente e, depois de alguns segundos segurando o olhar, Bai Luo Yin foi o primeiro a acenar a mão. O canto dos lábios de Gu Hai subiu ligeiramente em reconhecimento. Então, como se nada tivesse acontecido, eles viraram seus olhares para longe um do outro e começaram uma conversa animada com a pessoa sentada na mesma mesa que eles.
Yan Ya Jing estava perplexa quando virou para Gu Hai e perguntou, “Di Shuang está namorando seu irmão?”
Gu Hai assentiu com uma expressão fria e reticente.
De repente, Di Shuang pegou sua bolsa, puxou de dentro dela um par de luvas e solenemente entregou-as para Bai Luo Yin.
“Eu mesma tricotei. Você já sabe que não tenho muito tempo livre, então conseguir tricotar este par de luvas não foi fácil! Você tem que experimentá-las e, deixe-me dizer-lhe logo, você não tem permissão para desgostar delas!” [Lena: “eu que fiz nhe nhe nhe” <( ≧ ̄)>]
Quando Di Shuang disse essas palavras, ela aumentou a voz intencionalmente como se estivesse dizendo aquilo de propósito para que alguém pudesse ouvir.
Por alguma razão inexplicável, Bai Luo Yin falou de repente, “Eu tenho um par de luvas que tenho usado há nove anos já. Está na hora de trocá-las.”
“Deus! Você não é econômico demais? Você usou o mesmo par por nove anos?” Di Shuang quase gritou enquanto fazia um estardalhaço por nada.
Ao lado deles, o coração de um certo alguém disparou.
“Experimente, rápido. Vamos ver se cabe ou não,” Di Shuang o apressou com um rosto ligeiramente corado.
Sob o olhar feroz e atento de alguém, Bai Luo Yin pegou uma luva e lentamente a puxou em sua mão pouco a pouco. A luva estava um pouco pequena demais e era muito grossa, tornando-a desconfortável de se usar. Como resultado, quando Bai Luo Yin tentou colocar a outra luva, foi completamente impossível mover a mão que estava com a luva. Ele tentou coloca-la por séculos e ela ainda não entrava, então Di Shuang prontamente estendeu as mãos para ajuda-lo.
“Hahaha....” Di Shuang riu até as bochechas ficarem vermelhas, “Uma é grande e a outra é pequena, o que fazemos agora?” [Lena: hmmm... joga fora e continua usando a velha! huehuehue]
Vendo a expressão dela, Bai Luo Yin riu com simpatia, “Tudo bem, elas vão ficar do mesmo tamanho depois de mais alguns usos.”
“Então você não tem permissão para tirá-las!” Di Shuang disse extra alto.
Bai Luo Yin respondeu com silêncio.
Quando Di Shuang não ouviu a resposta de Bai Luo Yin, o rosto dela ficou branco de ansiedade e ela se moveu para sentar ao lado dele. Então ela só pediu insistentemente, “Você pode apenas concordar com isso na frente do meu presidente?”
“Por que eu tenho que concordar na frente dele?” Bai Luo Yin perguntou, confuso com o pedido dela.
Eu lhe pedi para fazer algo assim?
Di Shuang chegou perto da orelha de Bai Luo Yin, “Eu quero que ele desista.”
Quando Bai Luo Yin virou ligeiramente para dar uma rápida olhada em Gu Hai, seu coração se apertou de repente quando seus olhos coincidentemente se chocaram com as pupilas gélidas de Gu Hai. [Lena: ç_ç]
Seria possível que Gu Hai tenha contato alguma coisa a ela?
No entanto, a próxima coisa que Di Shuang disse foi, “Seu irmão tem pensamentos sujos sobre mim. [3]
[N/T3: 心懷不 (xīn huái bù guĭ) – trad. lit. “Ter planos malvados no coração”.]
A essas palavras, Bai Luo yin ficou verdadeiramente assustado. Por que Gu Hai teria pensamentos sujos sobre ela?
Assim que Bai Luo Yin foi capaz de recolher apropriadamente seu tumulto emocional, traços de um sorriso emergiu em seu belo rosto, “Você não está apenas pensando demais? Ele não está sentando com a namorada dele?”
“Como eu estou pensando demais?” Di Shuang fez um bico, “É claro que ele tem aquele tipo de motivo. Você está fazendo parecer que eu estou imaginando que ele está chovendo afeto sobre uma pessoa não interessada aqui. Apesar dos dois estarem sempre juntos no trabalho, nenhuma de nós jamais ouviu nenhum deles admitir! Além disso, ele nem parecem namorados de forma alguma. Por favor! Ninguém na empresa acredita que eles sejam namorados.”
Como se repentinamente ficasse ciente de alguma coisa, Bai Luo Yin virou a cabeça bruscamente para o lado e encarou Gu Hai diretamente.
Naquele momento, Yan Ya Jing tinha acabado de se virar de volta para Gu Hai e sorriu fracamente, “Eu realmente invejo a Di Shuang.” [Lena: O GH também. XD]
“Por que você teria inveja dela?” Gu Hai perguntou com firmeza enquanto uma camada de geada se formava no rosto dele.
Yan Ya Jing olhou para Gu Hai com significado intenso e profundo, “Eu invejo que ela seja corajosa o suficiente para expressar o amor dela.”
Gu Hai sorriu friamente, “Você não precisa ter inveja dela. Você é mais abençoada que ela! Ela não está meramente dando um presente a alguém? Hoje eu lhe darei uma coisa.”
Tendo dito isso, Gu Hai puxou cuidadosamente um anel do bolso, “Eu também usei este anel por nove anos. Hoje, estou lhe dando isso.” [Lena: Aaaaafffffffff... GH, mas q kct! BLY não deu a luva pra ela, muito menos daria o anel de namorados de vocês dois!!! Saiba pesar as coisas, meu filho!!! DX]
Yan Ya Jing olhou para Gu Hai com espanto.
Gu Hai não estava brincando nem um pouco enquanto estendia a mão diretamente e colocava o anel no dedo de Yan Ya Jing.
O jato de combate que morava silenciosamente dentro do coração de Bai Luo Yin, que estava subindo graciosamente ao céu a quarenta e cinco graus, agora estava de repente mergulhando miseravelmente a um ângulo de noventa graus antes de se chocar severamente com o chão até que não sobrasse mais nada. [Lena: T^T GH estraga as coisas pra si mesmo (Ah. BLY também!)]
Ele jogou seu olhar de volta em Di Shuang, então falou com uma voz que escondia suas emoções.
“Você é capaz de ter paz de espírito dessa vez?”
Depois de voltar para a base naquela noite, Bai Luo Yin não estava com humor para fazer mais pesquisas. Em vez disso, ele foi a cada uma das unidades e inspecionou os dormitórios. Atualmente, muitos dos novos recrutas nasceram nos anos 90 e são altamente educados. Infelizmente, a maioria deles tinha sido mimada e estragada desde a infância e, levando em consideração que as forças armadas proibia punições corporais, tinha sido mais difícil lidar com eles do que jamais fora. Apesar disso, havia alguns novos recrutas com grande potencial, eles já estavam lá a algum tempo e ainda não tinham se acostumado com o ambiente. Como resultado, Bai Luo Yin sempre ficava um tanto incomodado.
Não muito longe havia duas sombras que rapidamente arrancaram para oeste depois de ouvir o som de passos.
Dando passos largos adiante, Bai Luo Yin foi capaz de alcança-los rapidamente. Então, alguns segundos depois, ele os imobilizou habilmente pelo cotovelo com uma mão e os arrastou rigorosamente para seu escritório.
“Qual companhia, pelotão e esquadra?” [4]
[N/T4: Os três são unidades militares. Uma companhia consiste em, geralmente, 70-250 soldados, comumente comandados por um major ou capitão. Uma companhia tem de 2~8 pelotões, que por sua vez são formados de 2 ou mais seções, que são formadas por 2 ou mais esquadras. (Fonte: Wikipedia)]
Assim que os dois viram o olhar frio e penetrante de Bai Luo yin, eles ficaram tão assustados que as pernas deles tremeram imensamente enquanto eles gaguejavam para reportar a situação.
“O que vocês estavam fazendo?”
Um deles até teve a coragem de puxar um maço de cigarros do bolso e enfiá-lo na mão de Bai Luo Yin, “Major, por favor, aceite um cigarro.” [5]
[N/T5: Talvez vocês fiquem confusos pelo uso alternado de Major e Shouzhang (os dois significam exatamente a mesma coisa). Sae geralmente usa “major” quando o nome do BLY não é dito junto; quando for citado, usaremos Bai Shouzhang.]
Bai Luo Yin desprezava totalmente pessoas sem princípios. Depois de cometer um erro, a primeira coisa que eles pensaram em fazer não foi se desculpar, mas sim em como evitar as punições. A verdade era que Bai Luo Yin já sabia exatamente o que eles estavam fazendo no momento que os pegou, então interroga-los era apenas uma forma de impor sua autoridade e repreender as atitudes deles.
“Vocês dois se esconderam lá para fumar um cigarro, certo?” Bai Luo Yin perguntou de novo.
Esse jovem colega começou a dar evasivas de novo, “Eu não. Os cigarros foram dados a mim por outra pessoa. Eu não fumei nenhum e os mantive em meu bolso o tempo inteiro.” [Lena: Queridinho... Draco Dormiens Nunquam Titillandus. -_-”]
Sem dizer uma palavra, Bai Luo Yin se levantou calmamente e, diante dos olhares amedrontados dos deles, despejou as cinzas e pontas de cigarro do cinzeiro em um copo d’água. Então, ele simplesmente mexeu o líquido por um momento antes de passa-lo para eles.
“Bebam.”
Os olhos do outro soldado se arregalaram com trepidação, “Isso é classificado como punição corporal.”
“Você pode preencher um relatório contra mim,” disse Bai Luo Yin, sua voz estava profunda e perspicaz.
O soldado que deu evasivas começou a implorar miseravelmente, “Nós realmente não fumamos. Nós só achamos que estava muito chato no dormitório, então nós saímos para respirar um ar fresco e conversar. Você pode, por favor, não nos fazer beber isso? Eu me sinto doente só de olhar.”
“Ou você bebe ou é expulso, pense nisso você mesmo.”
Depois deste encontro, os dois pararam de fumar completamente.
Bai Luo Yin se manteve ocupado de novo até as duas horas da manhã. Na hora que ele pegou o telefone para uma olhada, ele finalmente percebeu que hoje, na verdade, era Noite de Natal. Vendo que fazia tanto tempo desde que ele teve insônia, e ele não tinha certeza se era porque já era tarde demais, mas Bai Luo Yin se virou e se mexeu na cama implacavelmente. Apesar de seu corpo estar muito cansado, sua mente, no entanto, estava relutante em relaxar.
De repente, o celular dele tocou e, por hábito, Bai Luo Yin se virou e levantou da cama. Ele verdadeiramente pensou que era uma missão urgente, mas no fim, quem ligava era, inesperadamente, Gu Hai.
Seu coração afundou de repente, mas ainda assim ele atendeu.
“Bai Luo Yin, você não sentiu a minha falta nenhuma vez durante os últimos oito anos?”
Os dedos deformados de Bai Luo Yin torceram o canto do lençol enquanto uma dor insuportável [6] penetrou as profundezas de seu coração. Talvez a noite estivesse quieta demais, tão quieta que deixava uma pessoa incapaz de mentir.
[N/T6: 心里澀 (xīn lĭ sè sè): trad. lit. “coração comprimido/apertado”, é geralmente traduzido como “amargo, insuportável”- significa sentir-se triste, desconfortável, infeliz, com o coração desconfortável.]
“Eu senti sua falta sim.”
O silêncio se prolongou no outro lado da linha e, pouco tempo depois, Gu Hai falou de novo de repente, “Neste dia, oito anos atrás, eu realmente me arrependo de ter brigado com você por causa de um palito de tanghulu. Se eu soubesse que aquela seria a última vez que você comeria um, eu nunca teria lhe repreendido.” [Lena: 。゚( +)゚。 ........ (<)・゚。]
*****

26 Comentários

  1. Tão triste😢😢meus meninos...
    Obrigada Lena ansiosa pelo próximo 😊

    ResponderExcluir
  2. Esse final de capítulo afundou meu coração.

    ResponderExcluir
  3. Quando essa duas donzelas (shippiranhas) vão perceber que GH & BLY pertencem um ao outro que eles não gostam de comer nugget de peixe e sim tomar leite morninho no canudinho, que eles não gostam de flores tipo Clitoria ternatea (É típica do sul da Ásia e Madagascar, onde suas flores são usadas para dar cor aos pratos típicos), mas preferem Orchis italica (Orchídea semelhante ao homem nu) e Chrysanthemum (crisântemo). Contudo, gosto da Yan Ya Jing não com párea para Gu Hai mais como amiga mesmo dele, acho ela bem legalzinha, mas essa Di Shuang não desce nem com três litros de açaí, acho ela bem dissimulada...
    Confesso que depois dessa frase " Eu senti sua falta sim" até a última letra do parágrafo seguinte, algumas lágrimas escorreram lentamente...Não sei vcs mais eu consigo sentir profundamente a força dessas palavras, todo o sentimento ao falar essas frases, e não tem como não se sentir meio triste por eles, por todo o tempo perdido no passado e agora no presente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou tão lesada que quando comecei a ler seu comentário fiquei, "Como assim? Quando apareceu que eles não gostam de nugget? Leite de canudinho? Heim?!", mas aí a ficha caiu quando vi o nome da flor. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Adorei o comentário. hehehe

      Sim, dá vontade de chorar mesmo. T^T

      Excluir
    2. Na verdade eu tive um aluno que vivia falando que não gostava de nugget nem de clitoria foi o curso todo ouvindo isso...ate que no último dia eu falei pra ele " Ah! então vc preferi leite mormo no canudinho e Orchis italica"...uma gargalhada só...viramos super amigos e confidente..Hje ele tenta se assumir para família, mas é difícil pq ele ainda está no meio da graduação e não trabalha, ele é totalmente dependente. E por mais mais que vivamos em um país "livre" ainda há muito preconceito embutido, infelizmente!

      Excluir
  4. Em que momento ou capitulo Guhai comprou o anel de namoro dele e do Yinzi? Só me recordo de quando ele comprou as joias e os cortadores de unha. Foi nesse momento?

    ResponderExcluir
  5. Me sentindo muito triste.....Obrigado!!!

    ResponderExcluir
  6. como é que faz pra parar de chorar?

    ResponderExcluir
  7. Eu mim cinto muito triste com nossos garotos.

    ResponderExcluir
  8. Confesso que escorreu um líquido morno dos meus olhos lendo este final de capítulo😢😢

    ResponderExcluir
  9. Aqui não tá nada bem... Meu coração...

    ResponderExcluir
  10. Eu fiquei de coração 💔💔💔💔💔lena beijos

    ResponderExcluir
  11. Meu coração ❤️ tá que não aguenta tanta dor 😭😭😭😭😭😭

    ResponderExcluir
  12. Amando demais addicted .. Lena um pedido .. ser for possível tradução a novel together with me ... PF .. visitar a página já virou um vício...

    ResponderExcluir
  13. Gu Hai, o que foram as suas últimas palavras neste capítulo? E essa sua responda, YIN ZI? Não aguento isso não!
    Eu sei bebê que você sentiu e sente a falta do seu Da Hai todos os dias. E essa bruxa da YY não vai ficar com o anel do seu baobei e nem você precisa trocar as luvas que você tanto adora usar há 9 anos. Viu? Isso vai passar.
    Manda Di Shuang, essa cascavel dos infernos, catar uma pia de louça suja nos horários de folga dela para que ela não perca seu tempo tricotando luvas aleijadas para suas mãozinhas lindas! Tenho nojo dessas duas nojentas!

    Meu coração anseia desesperadamente por uma reconciliação.Sem brincadeira, fico triste de verdade.

    ResponderExcluir
  14. Obrigado Lena...está difícil suportar a separação desse amor....mais tenho esperança que no final vai ser só alegrias.....me sentindo esperançoso....abraçosss e boa semana

    ResponderExcluir
  15. Lena querida obrigada, pelo belo trabalho. Que final foi esse, quase morri aqui, torcendo para eles voltarem logo. Sempre no aguardo dos próximos capítulos.

    ResponderExcluir
  16. ai não aguento vê-los assim, quando eles vão finalmente pararem de se alfinetar e admitir o sentimento? 8 anos não são 8 meses, é muito tempo perdido, eles poderiam largar essas ''embustes'' logo, meu coração fica apertado os vendo sofrer

    ResponderExcluir
  17. Gu Hai apesar de tudo é sempre quem demonstra ser mais frágil. E dessa vez BLY não conseguiu levantar nenhuma barreira, ele não conseguiu mentir friamente. Acho q a verdade apesar de insuportável, era necessária. O coração falou mais alto. Só tristeza esse final. Vontade de chorar horrores.!

    ResponderExcluir
  18. No dia de natal... que diabo de família eles têm? Bem fria.. e bem frio é o tratamento entre mãe e filho (a mãe de Bai e ele).. e o mesmo é com Gu hai e seu pai affs q depre isso

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né?! Aff. Esse povo... a mãe do Bai só foi estúpida, mas pelo menos ela não é tão fria, mas o Gu Wei Ting...!!! Só "suporto" ele pq sem ele não teria Gu Hai. ù_ú

      Excluir