Lena: Mais um capítulo hoje e esse... Ugh... ç_ç

Dryk: Antes de começarem a ler, quero deixar avisado que esse capítulo contém estupro/sexo não consensual, então, se não gostarem, aconselho não lerem.

AVISO:
Este capítulo contém cenas de sexo não consensual/estupro. Se você não quer ler esse tipo de coisa, deixe para ler só o capítulo seguinte.
______________________________________________________




Capítulo 13

Tradução: Dryk
Revisão: Lena


"Te ensinarei." Quando Lu Feng queria hipnotizar outros para fazer alguma coisa, suas habilidades de beijar eram incríveis.
Quando eu estava sendo beijado até o ponto em que eu não conseguia pensar com clareza, senti uma dor forte e inesperada naquele lugar.
"Ah!" Lutei com choque, não estava preparado para a dor. "O que é isso? É muito doloroso... rápido, tire isso..."
"Não tenha medo." Ele riu misteriosamente. "Primeiro, são apenas os dedos".
Eu finalmente entendi o que ele queria dizer. "Não, não... Eu não quero isso, tire logo isso..."
"Não se preocupe, não vai te machucar, já que usaremos um pouco de lubrificante, eu vou devagar."
"Não!" Eu disse com firmeza: "Eu não quero isso, não vou, tira a mão.”
Eu ainda era um homem também, sem faltar nada, então, quem estaria, de boa vontade, disposto a ser... Penetrado?
Só de pensar nisso, permitir que algo daquele tamanho entrasse em um lugar que não foi feito para isso, era terrível.
"Xiao Chen." Lu Feng franziu a testa pouco a pouco.
Eu percebi que ele estava insatisfeito, então eu tentei compensá-lo por isso.
"Nós vamos falar sobre isso outro dia... Por hoje, vou ajudar você com a minha boca, está bem?” Eu estava realmente aterrorizado. Essa maneira de fazer amor não era diferente de matar alguém.
"Do que você tem medo?"
"Eu..." Como eu não poderia ter medo? Se você estivesse no meu lugar, eu queria vê-lo tentando dizer que não tem medo.
Lu Feng me pressionou com força, me interrompeu com os lábios, as grandes mãos deslizando pelas minhas costas, os dedos tentando forçar o seu caminho.
"Não ..." Eu virei a cabeça ansiosamente. "Nós vamos fazer isso outra vez, ok? Me dê algum tempo para me preparar..."
"Pare de dizer bobagem". Ele disse com impaciência, seu aperto não relaxou nenhum pouco. Meu corpo enrijeceu quando ele inseriu um dedo. Eu me esforcei ao máximo para não o empurrar para longe. [Lena: Lu Feng, seu merda, solta meu bebê! (д)]
Ele acrescentou outro dedo e, nesse ponto, minhas lágrimas estavam prestes a cair.
"Não faça isso, Lu Feng, não posso... é muito doloroso".
"Vai ficar tudo bem, apenas aguente um pouco."
Mordi os lábios e parei de falar.
Como eu poderia estar... bem?
De repente, senti um arrepio, isso porque ele colocou um pouco de lubrificante no interior. O suposto lubrificante só fez proporcionar uma sensação de frio, além disso, não ajudou em nada.
Minhas pernas foram empurradas torpemente contra meu peito.
Eu não estava diferente de uma marionete, passiva e rígida.
Como isso era diferente de uma violação?
Afetado, virei à cabeça novamente, evitando o contato visual com ele. Eu podia sentir aquilo pressionando contra mim, o medo que eu senti era semelhante àquele que uma criança sente quando vai ao hospital e entra em pânico por injeções; o medo que me encheu era o mesmo que eu sentia no hospital depois que o álcool era aplicado e eu aguarda a dor.
Com apenas um pouco de força, ele o empurrou um pouco para dentro. Já estava doendo ao ponto que eu estava tremendo. Não... Não é possível que se encaixe... Essa maneira de fazer amor onde faltava comunicação e sensibilidade não era nada do que eu queria…
Ele entrou um pouco mais. Não aguentei mais e comecei a protestar. "Pare! Não quero mais isso, pare! Lu Feng..."
"O que está acontecendo com você?" Ele também não estava confortável, sua expressão estava impaciente, ele usou ainda mais força para segurar minhas pernas.
"Não quero isso!" A dor estava me cegando. Comecei a bater nele violentamente.
"Pare de ser irritante!" [Lena: Irritante é tu! Seu #%#%@#@#!!!]
Era evidente que ele estava bravo.
Respirei fundo e fechei minha boca “irritante”.
A suposta maravilha, a suposta felicidade, a suposta admiração, eram todas mentiras. "Eu gosto de você", "eu vou cuidar de você" ... Essas palavras também foram todas mentiras.
Entra, sai, entra, sai... Eu só conseguia sentir duas coisas: uma, a dor. A outra, mais dor.
Eu encarei o teto inexpressivamente.
Depois que os vários níveis de tortura e dor finalmente terminaram, Lu Feng se retirou, satisfeito e ofegante enquanto se deitava ao meu lado, ainda abraçando minha cintura.
Depois de um tempo, eu percebi que minha primeira experiência em fazer isso com outro homem tinha acabado daquele jeito. Eu virei os olhos para Lu Feng, seus olhos estavam fechados preguiçosamente. Ele não percebeu... que eu... sequer tive uma ereção.
Eu me virei de costas para ele e enterrei meu rosto no travesseiro, esperando dormir um pouco.
"O que há de errado?"
Silenciosamente, balancei minha cabeça.
"Por que você não está falando?"
".........." O que você quer que eu lhe diga? Onde eu poderia encontrar a energia para falar com você agora?
"Você não está feliz?" Seu tom endureceu.
"Não". Eu disse lentamente.
"Por quê?"
"..........."
"Você não está feliz com o que aconteceu agora?" Ele veio e me virou para encará-lo, um pouco irritado. "Você não está disposto a fazer sexo comigo?"
"Não, não é isso." Eu me forcei a me animar. Eu gosto dele, não quero brigar com ele, não quero que ele fique bravo comigo
Lu Feng me olhou friamente. "Se você acha que foi estuprado, pode ir à polícia".
Eu congelei.
"Olhe no espelho, que tipo de expressão é essa?" Lu Feng endireitou-se. "Se você não está disposto a fazer sexo comigo, então não há motivo para que estejamos juntos!"
O ar ficou frio imediatamente.
Apenas doze horas haviam se passado do precioso tempo que tínhamos das trinta e sete horas.
As horas restantes pareciam muito longas para suportar.
Eu falei hesitantemente: "Talvez... Eu acho, eu deveria voltar para a escola primeiro..."
"A escolha é sua." Ele nem sequer me olhou.
Eu só pude me levantar e vestir minhas roupas, voltar para a sala de estar para encontrar minha mochila antes de abrir a porta.
A dor era difícil de suportar, uma vez que doía a cada movimento que eu fazia. Andar da mansão de Lu Feng para a estação rodoviária quase me matou. Depois de vasculhar minha mochila por um tempo na frente da bilheteria, percebi que não estava carregando dinheiro suficiente.
Me movi tristemente para um canto e me sentei. Ficou um pouco frio, então coloquei meus braços em torno de mim mesmo.
Prefiro morrer a voltar e pedir dinheiro emprestado a Lu Feng.
Eu não tinha dinheiro, então não podia pegar um ônibus de volta. Eu estava completamente perdido no que deveria fazer.
Por que você não consegue entender os meus sentimentos? Afinal, eu ainda sou um homem. Eu gosto de você, mas ainda tenho meu orgulho como homem. Por que ele não me deixou pensar nisso por um tempo e hesitar antes de jogar fora a última parte do meu orgulho por ele?
Ele ficou tão chateado quando hesitei.
Quem... em uma noite fria como essa, colocaria seu amor para fora logo depois de fazer amor?
Sequei minhas lágrimas, esfregando minhas pernas para me manter quente. Não havia muita gente naquela hora tardia, então a senhora no balcão de bilheteria me observava com curiosidade.
O que era tão estranho sobre isso? Você nunca viu... um homem chorar?
Eu suspirei e abaixei a cabeça. Estava muito frio.
*****

Dryk: Que revolta, tenho vontade de xingar o Lu Feng de todos os palavrões existentes. Já começou tudo errado, primeiro força e depois basicamente fala que uma relação depende de sexo, existe muito mais que isso. Xiao Chen, coitado, não sabe nem o que sentir, acho que de todos os sentimentos possíveis, a decepção é a maior. Ninguém nunca espera que algo assim vá acontecer, principalmente quando é a pessoa que amamos. Espero que ele pense bastante antes de perdoar o Lu Feng. 
Xiao Cheng, Fighting!


 Lena: (ノಠ益ಠ)ノ彡┻━┻
            ┻━┻ミ\(≧ロ≦\)
            (ノTДT)ノ ┫:・’.::・┻┻:・’.::・
           Preciso de mais mesas pra atirar (e quebrar na cabeça do Lu Feng)!!! Mas que raiva! Esse desgraçado! O Xiao Chen é só um bebê!!! 。・゚゚・(>д<)・゚゚・。  Sério, que traição mais horrível. Ele tem 13/14 anos, era a primeira vez dele e ele foi violentado desse jeito... pela pessoa que ele ama!!!! Concordo com a Dry, nesses casos, a decepção deve ser colossal. AFF! Lembrei logo do Shu Nian... Shu Nian tinha o sério problema de ser submisso demais e, mesmo quando passava por uma situação como essa, ele não tentava se sair daquilo com tanta veemência quanto o Xiao Chen tentou; e mesmo tendo esperneado tanto, o Lu Feng fez o que quis... Pensei que ia demorar um pouco mais pra chegar em algo assim. T^T

7 Comentários

  1. LU FENG SEU MONSTRO! 😖😖 agora que conseguiu o que queria vai tratar meu bebê assim???? AAAA SE EU PUDESSE TE MATAR @#$!@#$#!

    ResponderExcluir
  2. sensibilidade zero lu Feng e ele ainda acha que não fez nada errado pobrezinho do xiao Chen sozinho com frio e com dor lu Feng seu estúpido quer revolta que tô sentindo

    ResponderExcluir
  3. LuFeng!!!! Seu idiota não compreensível. Não faça isso, tadinho do Xiao Chen. 😲😲😲

    ResponderExcluir
  4. Alguém me abrace ç_ç,Eu preciso de um abraço agora😢💔💔
    Por que essas autoras tem que destruir as novels assim? Nessa cena do filme eu fiquei tão aliviada que ele tinha parado, mas era tudo mentira.
    Lu Feng, seu cretino insensível, machucar o Xiao Chen assim e expulsar ele com dor, numa noite fria. Quem faria isso com a pessoa que ama, apenas por causa de sexo??
    Nesse momento eu queria uma espada de Samurai e o Lu Feng bem na minha frente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *Abraça*

      Eles sempre amenizam as séries e filmes. =(
      Sobre a espada samurai, eu também! XD

      Excluir
  5. Eu espero que não seja o xiao Chen a correr atrás desse cretino. Pra dizer a verdade eu já esperava essa "realidade" eu meio que idealizava toda essa escrotice do Lu feng tipo nas histórias que o bad boy muda.... Só que né..... Xiao Chen não permita que esse merda sai impune

    ResponderExcluir
  6. Eu só posso dizer uma coisa disso tudo: Lu Feng é uma FILHO DA PUTA DO CARALHO, bastardo, insensível, e pelo amor Xiao Chen não perdoa esse cretino... tenho dignidade amigo. Aí que ódio desse miserável

    ResponderExcluir