Continuando...

Gente, o que será de Mai Ding? hahaha Ele é tão delicado e An Ziyan é tão bruto; acho que o "trabalho" do Mai Ding é amaciar o An Ziyan. hahaha >w<

Lena.
____________________________________________



Capítulo 11: Um encontro para se lembrar!

Tradução/Inglês: Adrian Julian
Tradução: Geovanna Zöish
Revisão: Lena.

Mai Ding sempre aprendeu rápido. Quando ele era mais jovem, ele geralmente estava sob a supervisão de sua mãe e aprendeu muitas habilidades. Essas habilidades eram muitas vezes de natureza doméstica: lavar as roupas, cozinhar uma refeição para a família etc. O que a maioria das pessoas não sabia era que a mãe de Mai Ding tinha segundas intenções.
Sabendo que seu filho não era de uma família rica, e não era excepcionalmente bonito, ter essas habilidades, ela pensou, seria um bônus quando procurasse uma esposa. O que ela não sabia, no entanto, era que seu filho já estava vivendo uma vida que era muito diferente do que ela tinha planejado e esperado.
Atualmente, Mai Ding estava esfregando o chão. Seus pais, por outro lado, estavam mastigando sementes de melão. Vendo quão relaxados eles estavam, Mai Ding não pôde aguentar mais.
“Isso é realmente justo? Vocês sabem como foi difícil para mim viajar para casa? E agora que estou em casa, vocês estão realmente me fazendo fazer essas tarefas enquanto ambos estão se divertindo?”
“Do que você está falando? É apenas decente e apropriado que, como um filho, você eseja servindo e respeitando seus pais.” Sua mãe respondeu.
Naquele momento, o celular de Mai Ding começou a tocar e o número que estava na tela era um que ele não reconhecia.
“Alô? Quem você está procurando?” Perguntou Mai Ding enquanto respondia a ligação.
“Quem mais posso estar procurando se eu liguei para o seu número?”
Era aquele familiar e, ainda assim, gelado tom de voz. Timidamente e de alguma forma se sentindo um pouco culpado, Mai Ding respondeu suavemente: “Você realmente tem o meu número?”
“Naquele dia, depois que fizemos, eu salvei seu número quando você estava no chuveiro.”
Mai Ding corou. “O que você quer dizer com ‘fizemos’? Você pode ser menos direto sobre isso?”
“Naquele dia depois que fizemos sexo.”
“Você está obviamente fazendo isso de propósito, não é? Você pode ousar dizer isso, mas, confie em mim, eu estremeço ao ouvi-lo. Além de ‘fizemos’ e ‘feito sexo’, você não pode usar uma expressão melhor?”
“Naquele dia depois de eu te foder.” [Lena: Huhauhauhauhauhau MD, se você espera ouvir um 'fazer amor', é melhor sentar. XD]
“Eu... Eu...” Mai Ding estava furioso além das palavras. Ele não sabia como responder a tal insolência.
Sem deixar que Mai Ding respondesse, An Ziyan continuou: “Você está livre amanhã?”
“O que tem?”
“Vamos a um encontro.”
Mesmo que ele estivesse convidando Mai Ding a um encontro, parecia um pedido banal, como se dissesse a Mai Ding: ‘Venha. Vamos comer.’
Mas, por mais banal e arrogante que pudesse parecer, seu pedido fez com que Mai Ding se sentisse como o cara mais sortudo da Terra. Com medo de que An Ziyan voltasse atrás sobre o encontro, Mai Ding respondeu imediatamente. “Tudo bem. Vou acertar o alarme mais cedo amanhã de manhã para que eu possa tomar o ônibus até sua casa. Por favor, espere por mim?”
Havia alguns motivos pelos quais Mai Ding não queria que An Ziyan o pegasse de sua casa. Primeiro, ele temia que seus pais descobrissem sobre seu relacionamento. Segundo, ele não queria que seu namorado se sentisse cansado mesmo antes do encontro.
“E também...” Antes que Mai Ding pudesse continuar, An Ziyan já tinha desligado.
Vendo seu filho agir de forma tão suspeita, a mãe de Mai Ding podia dizer que algo não estava certo. Ela foi de mansinho por trás de seu filho e pegou seu telefone.
“Ding Ding, você tem uma namorada?” Ela perguntou de repente. “Por que você não me contou?”
Tentando recuperar o telefone, ele disse: “De que namorada você está falando? Eu não tenho uma!”
“Não precisa mentir para mim. Você já é velho o suficiente para ter uma. A mamãe aqui não vai se opor a você ter uma. Eu não sou uma mãe antiquada. Vem, me conta.”
“Não há nada a dizer, porque eu não tenho uma.” Mai Ding protestou.
A mãe de Mai Ding olhou para a tela, mas viu apenas uma sequência de números e nenhum nome estava registrado. Ela devolveu o telefone para ele, dizendo: “Ding Ding, se você tiver uma, você deve me deixar vê-la. Eu nunca estou errada quando se trata de pessoas. Eu serei uma boa julgadora do caráter dessa pessoa.”
“OK.” Ele disse enquanto rapidamente guardava o telefone e corria para seu quarto. Era muito arriscado deixar o telefone em qualquer lugar.
Uma vez que ele estava em seu quarto, ele rapidamente salvou o número An Ziyan e propositadamente registrado como 'Colega de classe An' em seus contatos. Depois disso, ele abriu seu armário e tentou escolher algo para vestir em seu encontro. Depois de olhar para todas as suas roupas por quase metade do dia, ele conseguiu encontrar algo adequado. A próxima metade do dia foi passada na frente do espelho, experimentando as roupas que ele tinha escolhido. Quando tudo estava bem preparado, ele deitou em sua cama, mas não conseguia cair no sono. Ele se debatia e se virava enquanto estava deitado lá, nervoso por antecipação pela chegado do encontro.
“Tudo bem!” Ele se assegurou. “Será definitivamente uma data para se lembrar!” E depois de revirar por quase metade da noite, Mai Ding finalmente adormeceu.
Na manhã seguinte, Mai Ding se levantou muito cedo. Deixou uma nota para seus pais dizendo-lhes que ele estava saindo e, então, animadamente deixou o apartamento. Quando ele finalmente chegou à casa de An Ziyan, ele gritou: “An Ziyan!” Depois de um longo tempo, An Ziyan finalmente abriu a porta. Em suas mãos estavam as chaves do carro. “Vamos.”
Nem mesmo uma simples saudação foi dita. Mai Ding seguiu obedientemente An Ziyan para dentro do carro. No carro, Mai Ding não podia deixar de perguntar: “Então, onde nós estamos indo?”
“Você vai saber quando chegarmos.”
“Alguém está sendo secreto, não é? Por quê? Você está se sentindo um pouco tímido?” Mai Ding tentou provocar An Ziyan. Não houve resposta.
Pensando que ele estava realmente envergonhado, Mai Ding continuou: “Você não tem que tornar isso muito espetacular. Contanto que haja um começo romântico e um final romântico para esse encontro, ficarei satisfeito.” Ainda não havia resposta. Mai Ding franziu o cenho e decidiu olhar para o cenário lá fora.
Tudo lá fora parecia desconhecido. Ele não tinha estado nesta parte do país, mas era de fato bonita. Depois de vinte minutos de estrada, eles finalmente chegaram a um enorme portão de metal. An Ziyan parou bem perto do portão onde muitos carros estavam estacionados. Mai Ding saiu do carro junto com An Ziyan. “Onde estamos indo?”
“Quando você estiver lá, você vai saber.”
Quando Mai Ding olhou para frente, ele pôde ver uma floresta diante dele. Era uma manhã nebulosa e quando ele escutou com atenção, ele pôde até ouvir pássaros cantando nas árvores. Olhando em volta, ele também pôde ver algumas pessoas caminhando por uma trilha de montanha.
Nada mal. Ele falou pra si mesmo. Este An Ziyan realmente me trouxe para um lugar que é realmente inspirador, até mesmo poético.
Depois de caminhar por algum tempo, Mai Ding estava ficando um pouco cansado. De repente, ele viu uma placa do lado da estrada: ‘Bungee Jumping à frente.’
O ritmo cardíaco de Mai Ding começou a subir. Ele teve um mau pressentimento sobre este encontro, de repente. Naquele instante, ele também viu uma plataforma de metal pendurada na borda de um penhasco e haviam turistas reunidos em torno daquela área, algumas pessoas animando e algumas apenas gritando. A vista enviou um calafrio pelas suas costas. Ele tentou se acalmar dizendo a si mesmo que An Ziyan só o trouxe aqui para fazer uma visita e não fazer aquilo.
“Dois ingressos.” Ele ouviu An Ziyan dizer.
“Claro. Por favor, espere um momento e você poderia ir a um canto para fazer um exame físico?” Foi a resposta da pessoa no balcão.
A pessoa fazendo o exame físico era uma senhora e ela foi verificar a pressão arterial e peso deles. Mai Ding podia dizer que a senhora estava de olho em seu namorado. Ela passou mais tempo tirando sua pressão e peso, enquanto que com Mai Ding, acabou em um instante.
Mas não era hora de ter ciúmes. Ele olhou furioso para An Ziyan e disse: “O que você quer comigo?”
An Ziyan o ignorou totalmente e deu-lhe um olhar como se dissesse: ‘Se você se atrever a fugir, vou fazer você pular deste precipício sem uma corda de bungee.’
Só então, uma das pessoas que trabalhava lá veio até eles para que eles assinassem uma declaração de indenização.
“Eu realmente vou morrer?” Mai Ding só viu bungee jumping na TV e, mesmo quando assistindo na TV, já era assustador. O que mais agora? Foi só depois de colocar os cintos de segurança e o traje, quando Mai Ding repentinamente ficou desnorteado e começou a gritar.
“Eu queria um encontro romântico, droga! E você na verdade me trouxe aqui para morrer? Eu não vou pular! Se alguém se atrever a me empurrar, eu juro que vou matá-lo! Fique longe de mim!”
De certa forma, aquilo realmente funcionou. Funcionários da empresa de bungee ficaram longe de Mai Ding, esperando que ele se acalmasse.
“Pare de ser tão barulhento.” Disse Ziyan, abraçando Mai Ding e pulando com ele.
O vale inteiro foi preenchido com o grito de Mai Ding por socorro. E depois de um tempo, você podia ouvir Mai Ding continuando: “Seu homem louco! Seu porra-louca! Eu queria romântico! Solte-me agora! Eu te imploro, ok? Nós podemos morrer!”
“AAAHHHHHHHHH...”' Esse sentimento de queda fez Mai Ding sentir como se o seu coração estivesse prestes a sair de sua boca. Sangue estava correndo para sua cabeça e deixando ele sem fôlego. Tudo que ele podia fazer era abraçar An Ziyan ainda mais apertado.
“Eu vou te odiar por toda a vida!” Ele jurou.
A garganta de Mai Ding ia explodir de tantos berros e gritos. E quando ele finalmente estava de volta em terra firme, seu rosto estava ainda branco do terror e choque. Suas mãos ainda estavam segurando nas de An Ziyan, recusando-se a soltá-las. Ele estava se sentindo fraco, mas nunca mais esqueceria esse sentimento. Ele olhou para An Ziyan, que parecia que nada havia acontecido e se perguntou: Essa pessoa ao menos me ama?
Quando finalmente desceram da montanha, Mai Ding ainda se sentia enjoado. Mesmo que ainda estivesse se sentindo tonto, ele ainda podia repreender An Ziyan. “Você me enganou a fazer isso dizendo que era um encontro!”
An Ziyan deu de ombros. “Se eu não dissesse que era um encontro, você não teria vindo.” Ele disse com muita naturalidade.
Foi tudo uma mentira desde o início. Mai Ding ficou impressionado com a revelação. An Ziyan só queria se divertir afinal de contas! Esse imbecil desprezível... Idiota... Escória... Havia tantas palavras que Mai Ding queria lançar a ele, mas ele não tinha mais energia para fazê-lo. Seus braços e pernas estavam todos trêmulos e em seu coração ele tinha perdido toda a esperança.
Mai Ding suspirou alto. Suspiro! Suspiro!
Enquanto estava sentado no carro de An Ziyan, Mai Ding continuou suspirando como uma velha rabugenta e enquanto ele estava vadeando em seu próprio momento de rainha-do-drama, An Ziyan já tinha chegado ao próximo destino. Ele parou em um restaurante.
Ele se voltou para Mai Ding e disse: "E agora... o nosso encontro começa."
Mai Ding desceu do carro, cruzando os braços.
“É tarde demais.” Ele resmungou. “Terei que reconsiderar esse relacionamento.”
Mas An Ziyan já estava entrando no restaurante, sem prestar atenção a uma palavra que ele estava dizendo. Mai Ding só podia segui-lo apressadamente.
Então, há algum ponto em exigir um tempo romântico com alguém? Quando você está com An Ziyan, esperar por romance é quase fútil, mas a vida não é toda sobre o romance, não é? Um relacionamento abençoado tem suas próprias qualidades. Estes dois meninos vão saber disso muito bem.
***** 

9 Comentários

  1. Kkkkkk que merda isso! Esse menino é doido

    ResponderExcluir
  2. Rachei de rir na serie e agora ainda estou rindo mesmo sabendo que isso aconteceria kkkkk, eu hein nem morto eu pularia sai fora kkk, Vlw Zöish e Lena ��

    ResponderExcluir
  3. "Terei que reconsiderar esse relacionamento" kkkkkkkkkkkk
    Muito bom!
    Obrigadaaaa

    ResponderExcluir
  4. Kkkkk melhor novel, coitado dele só sofre muito obrigado Lena mas quando você vai postar uncontrolled love?

    ResponderExcluir
  5. Mai Ding vc me representa kkkk
    não desista

    ResponderExcluir
  6. Ai eu adoro esta série e estou amando a novel muito obrigadooooooo!!!

    ResponderExcluir
  7. Está cada vez mais maravulhoso! Ahhhhhh♥♥♥ amancua esse coração desse beuto logo! Hahaha eu adoro esses casais.. LOVE ♥♥♥

    ResponderExcluir