Continuando...
Mais um capítulo de LL... Esse é meio longo e o título (Se apaixonando) entrega quase tudo né? HAHAHAHAHA". Adoro!!! hahahaha

Zöish.

______________________________________



Capítulo 7: Se apaixonando

Tradução/Inglês: Adrian Julian
Tradução: Geovanna Zöish
Revisão: Lena.

Mai Ding estava segurando diversas cartas de amor e, infelizmente para ele, nenhuma delas era para ele. Ele só estava prestando um favor aos outros. Outras garotas, é claro, e essas cartas eram para nenhum outro além de An ZiYan. Apesar de ter concordado com isso, Mai Ding se sentiu um pouco inquieto.
Ele visitou a classe de An ZiYan na esperança de encontra-lo lá, mas foi inútil. Vendo uma colega estudante sentada na primeira fila, ele perguntou: “Com licença, An ZiYan está aqui hoje?”
A garota olhou para cima, analisando Mai Ding da cabeça aos pés antes de finalmente responder:
“Ele está na biblioteca.” Ela não parecia muito incomodada com sua presença.
“Obrigado.” E Mai Ding foi para biblioteca, estranhamente buscando por uma razão.
Ao entrar na biblioteca, ele viu o cara pelo qual ele estava tão obcecado. Enquanto isso, An ZiYan estava lendo um livro atentamente. Normalmente, ele tinha aquela aparência de cinismo em seu rosto, mas essa seriedade era uma novidade para Mai Ding, ele se questionou como uma pessoa poderia ter tantas expressões, tantas facetas.
“Meu querido colega de classe.” Mai Ding cochichou enquanto se sentava ao lado de An ZiYan.
An ZiYan nem se quer se moveu ou levantou a cabeça para reconhecer a presença de Mai Ding.
Mai Ding passou os envelopes para An ZiYan. Vendo aquelas cartas rosas em sua frente, An ZiYan franziu as sobrancelhas. Sem dizer uma palavra, ele as pegou e jogou no cesto de lixo ao lado da mesa. Mai Ding estava secretamente agradecido, mas ele não podia deixar esse comportamento passar batido.
“Por que você jogou aquelas cartas fora? Você não sabe que aquelas eram cartas de amor e alguém realmente escreveu elas pra você? Você não deveria ao menos ver de quem são?” Mai Ding repreendeu.
"Eu não quero desperdiçar meu tempo." Foi sua única resposta.
"Como isso é uma perda de tempo? Todos nós não precisamos gastar tempo em nutrir bons relacionamentos? Você não tem medo de que uma atitude tão fria e hostil acabe por te meter em problemas um dia? "Mai Ding estava tentando dar algum sentido a esse cara.
"Por que você está incomodado com as minhas relações?" An ZiYan perguntou, seus olhos sem deixar o livro.
Isso deixou Mai Ding um pouco irritado. "Nós somos amigos. Claro que estou preocupado com o seu futuro. E não pode ser o caso que de todas as meninas que se jogam em você, nem mesmo uma satisfaz suas expectativas?"
Silêncio. Estava ficando um pouco estranho para Mai Ding. Foi só depois de um longo tempo antes que An ZiYan olhou para Mai Ding e disse:
"Mai Ding, eu já tenho uma namorada."
Por alguma razão, o mundo de Mai Ding se despedaçou e tudo de repente se tornou uma confusão.
Ele não me deu aquele livro de conto de fadas há dois dias? Eu me senti especial. O que está acontecendo agora? Os pensamentos de Mai Ding estavam todos em uma confusão.
Mai Ding tentou acalmar-se. An Ziyan era livre para fazer o que quisesse. Afinal, era seu próprio futuro e sua própria felicidade.
Mas por que meu coração está tão pesado? Mai Ding pensou consigo mesmo. Por que é tão doloroso ouvir que ele está realmente comprometido?
Mai Ding tentou sorrir. "Então é por isso que você jogou fora essas cartas de amor. Ela deve ser uma beleza. Eu sabia disso o tempo todo. Como uma pessoa como você pode ser solteira? Tudo bem, eu não deveria incomodá-lo mais. Eu vou indo." Ele se levantou, forçou um sorriso, e saiu.
Eu sabia disso o tempo todo. Como uma pessoa como você pode ser solteira? E o que há comigo? Não é como se isso afetasse nossa amizade. Eu só queria ele para mim? Sou tão desprezível assim?
De volta ao dormitório, Mai Ding estava apático e caiu direto na cama. De onde ele se deitou, viu Li Ming ainda colado ao seu computador, jogando seu jogo estúpido. E depois de um tempo, ele finalmente falou: "An ZiYan tem uma namorada."
Li Ming se virou, olhando para Mai Ding, e disse com muita sinceridade. "E se ele tiver uma namorada? Isso não significa que tudo está perdido. Você ainda pode tomá-lo dela. Afinal, você está em uma posição melhor para fazer o seu movimento. Então não seja estúpido."
“Por que eu deveria tomá-lo dela? Somos apenas amigos."
"Amigos? Você já se viu olhando para An ZiYan? Parece que você está dizendo a ele, ‘Rápido, me dê um abraço. Rápido, me dê um beijo. Rápido! Abra minhas pernas!'"
Li Ming teve que fazer tudo parecer tão repugnante. Mai Ding levantou-se imediatamente.
"Quem disse que eu gosto dele? Que tipo de merda estúpida está falando? Você é cego? An ZiYan e eu? Com licença, nós dois somos homens. Eu não tenho certeza sobre esse cara, mas eu sou definitivamente normal. Eu... Eu ainda tenho minhas ereções quando eu assisto aquelas cenas de sexo fumegantes nos filmes." Mai Ding estava ficando nervoso e estava falando bobagens.
Vendo que ele não ia admitir, Li Ming decidiu ser ainda mais direto. "Vamos, Mai Ding, você ousa dizer que você não gosta de An ZiYan nem um pouco?" E sem esperar pela resposta de Mai Ding, ele continuou: "E eu não estou falando sobre gostar dele como um amigo."
"Louco. Eu nunca vou me apaixonar por outro cara. Você deve saber o seu limite." E não sendo capaz de aguentar por mais tempo, ele deixou o quarto. Por que ele deveria ouvir tais bobagens?
Mas as palavras de Li Ming continuaram ecoando em sua mente, e ele não conseguiu suprimi-las.
Havia um lago no campus onde os casais se encontravam. Mai Ding encontrou-se sentado à beira da água, olhando para os casais que estavam se comportando de forma tão íntima e amorosa.
An ZiYan trata sua namorada como esses caras aqui? Eles são igualmente românticos quando estão juntos?
Ele se levantou, sem ter certeza do que estava pensando. Por que ele estava pensando nele? E em um momento de raiva ingênua, ele chutou uma lixeira de panda, segurando sua cabeça e gritando: "An ZiYan, seu bastardo!"
"Por que diabos você está me repreendendo?" An ZiYan apareceu do nada, olhando-o friamente.
“Quem quer que eu censure não é da sua conta! Desaparece!" Mai Ding ficou assustado com sua súbita aparição e ficou irritado com o fato de que ele ainda estava tão atraído pelo rosto diante dele.
An ZiYan encolheu os ombros e estava prestes a virar para sair quando Mai Ding continuou: "E sim, é claro, você vai embora. Você não tem uma mente própria? Eu lhe digo o que fazer e você faz?"
Mas An ZiYan fingiu que não ouviu nada e continuou a se afastar. Mai Ding correu atrás dele e continuou gritando: "Por que você não está escutando? Você se acha tão incrível? E daí se você é rico? E daí se você é bonito? E daí se você tem uma namorada? Só porque você é quem é, você acha que pode simplesmente me ignorar?"
An ZiYan parou de repente, mas Mai Ding não parou a tempo. Seu nariz bateu nas costas de An ZiYan e talvez fosse tanto a dor como a frustração que foi a última gota d’água [1].
[N/T1: last straw that broke the camel’s back (lit. a última gota que quebrou as costas do camelo) - Descreve a ação aparentemente pequena ou rotineira que causa uma reação imprevisível grande e repentina, por causa do efeito cumulativo de pequenas ações. Algo como na expressão: “Foi a gota d’água”]
Mai Ding não podia controlar suas lágrimas e logo seus olhos se encheram de frustração.
"Por que você está tão bravo?" An ZiYan perguntou novamente. E vendo as lágrimas de Mai Ding, ele tentou enxugá-las de seus olhos, dizendo: "Não seja estúpido. O que há para chorar?”
Mas Mai Ding recuou, recusando-se a ser consolado. "Eu não estou chorando, seu cego, bastardo sem vergonha. Sempre atraindo a atenção das pessoas. Nunca vi uma pessoa tão detestável como você.” Ele então empurrou An Ziyan pro lado e fugiu.
An ZiYan ficou ali, pensando, enquanto via Mai Ding correr cada vez mais longe dele. Foi a primeira vez que o viu se comportar dessa maneira.
***
Em uma respiração, Mai Ding correu todo o caminho de volta para o seu dormitório. Li Ming ainda estava jogando seu jogo. Mai Ding aproximou-se dele e, agarrando-lhe o colarinho, exigiu: “Que prova você tem de que tenho sentimentos por An ZiYan?”
Li Ming ficou atordoado por sua explosão. "OK. Só me solta. Não seja excessivamente emocional agora."
Mai Ding o soltou. E uma vez que ele estava livre, Li Ming abriu o navegador de internet e estava procurando algo. Depois de um tempo, ele limpou a garganta e lentamente começou:
"Pensando em uma pessoa sem rima ou razão. Vai pensar nessa pessoa sempre que você ver algo relacionado a ela. Quando você pensa nessa pessoa, você não pode deixar de sorrir. Não só vai levar a opinião da pessoa a sério, mas também será consciente do olhar dessa pessoa. Espera ser reconhecido por esse alguém. Em sua presença, você tentará ser mais feminino... err... ou masculino. Irá, não intencionalmente, tentar se aproximar dessa pessoa."
Mai Ding percebeu que ele estava exibindo todos esses traços. Ele caiu em sua cama, sentado lá em um atordoamento.
Foi só quando estava escuro que ele finalmente pensou sobre as coisas. Despertou-lhe que ele realmente tinha sentimentos por An ZiYan durante todo este tempo. Não era tudo sobre amizade; Era amor.
Mas quando ele percebeu que realmente amava An ZiYan, ele teve que descobrir que ele já tinha uma namorada. E mesmo que não estivesse comprometido, por que An ZiYan retribuiria o seu amor?
A ideia de que An ZiYan estava comprometido deixou seu coração pesado. Era tão ruim que não conseguia dormir. Deixando de lado a manta, levantou-se da cama.
Já estava escuro e todos estavam dormindo. Ele se viu diante da porta de An ZiYan e, sem saber porque, começou a chutar a porta, dizendo:
"Você é um bastardo, por que eu tive que te conhecer, por que eu tive que descobrir que você já tem uma namorada? Por que eu tive que me apaixonar por você? Por que meu coração está doendo tanto? E você, An Ziyan, por que... Por que você teve que dar o seu amor a outra pessoa?"
Na vida, as coisas podem acontecer tão de repente. Os pais irão perceber de repente que seus filhos não são mais crianças. Nós também, de repente nos damos conta de que estamos velhos, e não abençoado com a eterna juventude.
E quanto a Mai Ding, que sempre pensou que nunca iria encontrar o amor de sua vida, ele também, percebeu de repente que se apaixonou por alguém. E que esse alguém era An ZiYan.

*****
   Lena:
hahahaha

É isso aí, pessoa. Por hoje é só. Se tudo der certo, amanhã teremos uma dose do nosso vício. *u* Bjsss~

13 Comentários

  1. Ameiiiiii meninas que lindo Mai ding descobrindo o amor,obg bjhs

    ResponderExcluir
  2. Ameiiiiii meninas que lindo Mai ding descobrindo o amor,obg bjhs

    ResponderExcluir
  3. Cara ansiosa pelos próximos capítulos 😈.. muito obrigada Lena e Zöish🤗

    ResponderExcluir
  4. Aaaa acabou pq quero mais!!! Desse jeito eu me derreto a novel e melhor que o filme isso eu tenho certeza kkk. Vlw Zöish e Lena

    ResponderExcluir
  5. Num acredito acabou pq fiquei querendo mais, eles são tão fofos vontade de guardar num potinho, muito obrigado Lena você é incrível bora marcar nossa data de casamento?

    ResponderExcluir
  6. Vey quando eu lir "amanhã teremos uma dose do nosso vício"mau coração chegou a doi.

    ResponderExcluir
  7. Lena valeu pela dica da novel, hum adorei vou acompanhar o trabalho da zoish

    ResponderExcluir
  8. gente da uma dor no coração o sofrimento Mai Ding ,não se preocupe ele também gosta muito de vc e vai provar que só existe uma pessoa pra ele e é você ..... tem como não amar esses dois tolos apaixonados ....... quero muito os próximos capítulos ansiosa ao supremo

    ResponderExcluir
  9. ansiosa por os próximos capitulo o desabrochar deste lindo casal obrigado!!!

    ResponderExcluir
  10. Gente a boca de An Ziyan e muito linda da vontade de beija muito 😘😘😘😘

    ResponderExcluir
  11. Mas também, não tem como não se apaixonar por esse sapao kkkkkk gente essa série é muito amoorrr♡♡ e a novel melhor ainda

    ResponderExcluir