Oi minha gente!!!

Postagem da madrugada. hehehe Eu precisava postar logo esse capítulo porque eu precisava "me livrar" logo desse Zhen FDP Cheng! >w< huehuehue

Vamos lá (para quem ainda está por aí, para quem está dormindo, "Boa noite". ^^)!!!

Beijos~          
Lena.
*¬*
__________________________________________________________



Cap. 156: Explodindo de raiva!



Gu Hai foi direto para a residência de Zhen Da Cheng.
Pode-se dizer que ele não tinha nenhum sentimento em relação a esse tio. Desde quando ele havia nascido até agora, ele encontrou Zhen Da Cheng menos de três vezes. Se sua mãe não o tivesse mencionado ocasionalmente algumas vezes, Gu Hai nem saberia que ele tinha esse tipo de parente para começo de conversa. Seu conhecimento sobre Zhen Da Cheng foi ouvido inteiramente da boca de outras pessoas. Tais descrições como o temperamento excêntrico dele, comportamento teimoso e intratável, assim como seu jeito anormal de fazer as coisas..... Por isso, depois de ele ouvir que Bai Luo Yin foi procurar por Zhen Da Cheng, ele não podia evitar de imediatamente disparar em um acesso de raiva.
Dois guardas bloquearam Gu Hai.
“Sua carteira de identificação?”
Apertando suas mãos num punho firme e estável, Gu Hai socou um dos guardas no rosto, “Identificação minha bunda, seu filho da puta!” [Lena: Yaaay!!! \^^/]
Primeiro, pego ligeiramente desprevenido por essa ação repentina, o outro guarda recuou um pouco, mas então, com um rosto escurecido, ele disparou na direção dele. Ele nem tinha sido capaz de se firmar ainda quando Gu Hai deu um chute voador no peito dele, atirando-o para a lateral da parede onde ele desabou num canto.
O guarda que foi socado no rosto antes queria atacar Gu Hai de surpresa por trás, mas, inesperadamente, os movimentos de Gu Hai eram mais rápidos que os dele. Mais uma vez, esse guarda foi socado no mesmo local, imediatamente uma grande porção de sua mandíbula entrou, o que era pior é que ele nem conseguia mais abrir sua boca.
Então, o guarda que estava caído no canto da parede quis gritar, porém, antes que ele pudesse, Gu Hai levantou o pé impiedosamente e chutou a parte de trás do pescoço do guarda com a parte de cima do pé. Quando o único som ouvido foi um ‘snap’ filtrando o ar de uma só vez, aquele guarda não levantou mais sua cabeça.
Como um furacão irado, Gu Hai invadiu o jardim com um olhar sinistro e ameaçador pintado em seu rosto. Em um flash, ele chegou do lado de fora da porta de Zhen Da Cheng.
Quando o guarda com cara de zumbi viu Gu Hai, ele não pode evitar de ficar surpreso. Como a expressão dessa pessoa é ainda mais ameaçadora que a minha?
“O Sr. Zhen está ocupado agora. Você não pode entrar e perturbá-lo.” [Lena: Hah! Veremos! (•̀•́)]
Gu Hai disparou a ele uma rápida olhada e riu friamente, “Você conhece a dor de ter suas bolas estouradas?”
Naquele momento, aquele guarda com cara de zumbi se sentiu bem aturdido.
Em menos de um segundo, a ponta do sapato de Gu Hai já tinha feito contato com a virilha do guarda com cara de zumbi. O rosto dele que uma vez foi inexpressivo abruptamente se contorceu e distorceu em várias expressões dolorosas enquanto gotas de suor pingavam avidamente. Depois de cair de cara no chão, ele gemeu e se contorceu incessantemente; a área da virilha das calças dele roçava na terra e deixava para trás traços de sangue.
Zhen Da Cheng estava dentro do salão bebendo chá. Suas costas estavam voltadas para a janela, deixando-o completamente ignorante dos eventos que estavam acontecendo do lado de fora.
Dando alguns passos largos, Gu Hai entrou na sala. Fervendo de raiva, ele de repente arrebatou a xícara de chá da mão de Zhen Da Cheng e atirou-a no chão. Como o impacto dessa força foi muito grande, um fragmento da xícara saltou e voltou na direção da costa da mão de Zhen Da Cheng e cortou-a, fazendo caminho para uma linha vermelha de sangue aparecer.
“Zhen Da Cheng.”
Fervendo de ódio, Gu Hai deixou essas três palavras, como uma cobra peçonhenta pronta para atacar a presa, saírem por entre seus dentes firmemente cerrados.
Zhen Da Cheng lançou uma rápida olhada para Gu Hai, como se ele já tivesse previsto, em um tempo mais cedo, que ele viria. Sua aparência estava bem calma quando ele perguntou: “O que está fazendo?”
“Seu idiota!”
Junto com esse rugido trovejante, Gu Hai agarrou Zhen Da Cheng de repente e atirou-o contra o chão. Seu punho cerrado cheio de força, como uma nuvem carregada de chuva, desabou sobre sua presa.
Quando Zhen Da Cheng era jovem, ele foi afortunado o suficiente para já ser considerado um oficial militar de alto nível. Agora que ele estava velho, ele ainda se exercitava persistentemente e treinava para fortalecer seu corpo e saúde. Seus ossos são muito robustos, tanto que, mesmo quando vários socos de Gu Hai caíram sobre ele, ele ainda não sentiu nada.
Porém o problema era que Gu Hai havia enlouquecido.
A força de uma pessoa louca é infinita, ilimitada, inesgotável.
Zhen Da Cheng só podia se forçar a aguentar a dor, mas ainda assim ele não retaliou. Mesmo que ele aguentasse esse espancamento, não importava o quão fortes seus ossos eram, sendo martelado com uma força tão grande, mesmo seus ossos robustos eventualmente quebrariam.
Além disso, ele ainda era tio de Gu Hai. Já existiu alguma vez um tio que deixasse seu sobrinho ataca-lo dessa forma?
“Protejam o Sr. Zhen!”
O som de alguém gritando essa frase soou. Logo em seguida, dez rifles de ataque apareceram, apoiados no peitoril da janela do lado de fora e apontados para dentro. Então, sete ou oito indivíduos entraram uniformemente no salão. Seria fácil para tantas pessoas subjugarem uma pessoa, porém dominar duas pessoas é bem difícil. Isso porque eles tinham que puxar Gu Hai enquanto, ao mesmo tempo, se certificassem que Zhen Da Cheng não sofreria nenhum machucado. [Lena: Meio tarde. hehehe]
Infelizmente, nesse momento, Gu Hai era como um poderoso leão com energia infinita, cheio de vida, violento e corajoso. Quem estivesse mais perto certamente seria mordido. Nem se incomode em se aproximar, mesmo que só um pouco.
No fim, aqueles sete ou oito homens foram na direção dele procurando por problemas.
Tristemente, eles fizeram Zhen Da Cheng perder sua dignidade quando foram incapazes de tirar Gu Hai de cima dele.
Do lado de fora da sala, alguém disparou um único tiro.
Zhen Da Cheng ficou nervoso imediatamente e abriu seus olhos irritado, gritando, “Ninguém tem permissão para atirar nele!”
Depois de ouvir o comando dele, aqueles homens que estavam apontando seus rifles para dentro da sala os baixaram uniformemente. Enquanto os homens que estavam dentro da sala, que tentaram ajudar interferindo, todos ficaram imóveis, sem se atrever a se mexer.
Essa pessoa se atreve a bater em Zhen Da Cheng. Quem quer que seja que está dando cobertura a ele deve ser muito influente. Por isso, é melhor não agir cegamente sem pensar com cuidado.
Aqueles homens que estavam do lado de fora segurando suas armas também entraram na sala. Um por um, eles pararam firmemente com os outros sete ou oito homens formando um grande círculo. Com expressões perdidas, eles encararam Gu Hai e Zhen Da Cheng, que estavam no centro.
Zhen Da Cheng olhou para cima e viu muitas cabeças e mais de dez pares de olhos cheios de alerta acima de sua cabeça. Só olhar para eles o deixou extremamente irritado, a qualquer segundo seus pulmões explodiriam.
Eu disse para vocês não atirarem, isso não quer dizer que eu não quero que ataquem! Vocês querem esperar até que eu dê meu último suspiro antes que venham ajudar e coletar meu corpo, huh?
Esperar até que Gu Hai parasse de atacar, Zhen Da Cheng já perdera metade de sua vida.
Quando a noite caiu, o jardim estava em silêncio mortal.
Aleatoriamente, Gu Hai puxou grosseiramente um dos guardas do círculo, deixando um espaço aberto. Com uma alça de couro em sua mão, ele olhou para ele com olhos ferozes e cruelmente golpeou a alça contra o pescoço do guarda. A dor aguda fez ele repuxar os cantos de sua boca, distorcendo-a ligeiramente. Em um flash, como o sol gradualmente se pondo, um inchaço vermelho escuro apareceu.
“Me diga, vocês propositalmente dificultaram as coisas para Bai Luo Yin?”
Ignorando a dor em seu pescoço com grande dificuldade, o guarda balançou a cabeça. Ele permaneceu completamente reto com uma expressão que parecia dizer, essa pessoa tem uma consciência limpa.
Gu Hai açoitou de novo. A alça pousou no mesmo local, com a mesma quantidade de força de antes. Instantaneamente, o vermelho escuro na pele dele ficou vermelho sangue.
“As pessoas que dificultaram para ele, fale e me diga quem é e o que fez para ele. Se você não disser, você pode sofrer no lugar dele.”
Enquanto aquelas palavras iradas escaparam de seus lábios, Gu Hai mais uma vez levantou a mão que estava segurando a alça de couro.
Sem pensar muito, o guarda imediatamente apontou o dedo para um homem mais para o lado, “Ele..... ele derramou água fria naquele garoto.”
Assim que aquelas palavras dispersaram no ar e coçaram no cérebro de Gu Hai, sua expressão sombria emitiu uma aparência ainda mais horripilante. Suas pupilas escuras se contraíram enquanto o canto de seu olho se contraiu ligeiramente.
Passo a passo, ele se aproximou daquele homem e parou bem na frente dele antes de observá-lo silenciosamente com olhos consumidos por uma toxina mortal. Ele apontou para o lago próximo.
“Pula.”
O homem continuou imóvel.
“Se você me deixar lhe chutar para dentro, não espere voltar.”
O homem estreitou os olhos deixando a escuridão entrar profundamente em suas pupilas antes de, inflexivelmente, reconhecer a ameaça de Gu Hai. O canto de seus lábios firmemente fechados se esticou, revelando uma teimosia inflexível.
Gu Hai rapidamente deixou seus dedos se fecharem um punho firme e esticou seu braço. Esse movimento foi feito com uma força tão poderosa, em uma velocidade tão alta, que criou um som áspero em volta, como se seus ossos tivessem rachado em uma fração de segundo.
Assustado pelo movimento rápido e repentino de Gu Hai, o homem perdeu controle de suas pernas e cambaleou alguns passos para trás. Sem ter nada onde se segurar, ele foi incapaz de parar a si mesmo. O frio amargo mordeu cada vez mais para dentro do interior de seus ossos assim que seu corpo inteiro submergiu no lago.
O pé de Gu Hai pressionou pesadamente a cabeça do homem, forçando-o a afundar ainda mais na água. Três minutos depois, o homem começou a lutar violentamente e, segundos depois, uma a uma, bolhas subiram para a superfície da água e estouraram. Gu Hai continuou pressionando firme e implacavelmente, recusando-se a solta-lo. Só quando o corpo dele enrijeceu e começou a convulsionar incontrolavelmente, fazendo os peixes nadaram em volta em pânico como se suas cabeças estivessem sendo cortadas, que Gu Hai agarrou a cabeça dele e o puxou para fora do lago.
“Fale a próxima pessoa.”
Em duas horas de terro, todos aqueles que dificultaram as coisas para Bai Luo Yin, atormentaram Bai Luo Yin, zombaram e ridicularizaram Bai Luo Yin...... nenhum deles escapou. Todos pagaram um preço pesado e desastroso; dezenas de vezes mais do que podia ser contado.
O clima no jardim dessa mansão, originalmente morto, sem vida, ficou ainda mais assustador, frio e desolado. Agora era similar a um túmulo de mortos-vivos.
Uma criança estava agachada no canto do salão, tremendo. Ele olhou para Gu Hai, medo crescendo em seus olhos antes de fazer seu caminho por vontade própria na direção dele.
Ele era o último a ser reportado.
Sua culpa era, ele olhou para Bai Luo Yin, riu e chutou um pão do chão para o lado do pé dele.
“Você é uma criança, então não vou bater em você, mas é melhor você lembrar bem disso. Olhe para eles e veja como eles encontraram seus fins [Lena: Se acalmem, ninguém morreu (mas foi por pouco, acho. O_O)]. Quando você for tão grande quanto eu sou agora, eu venho procurar por você para acertar isso. Você, apenas espere lentamente por isso!”
Os olhos da criança se arregalaram com pânico e horror, incapaz de segurar por mais tempo, ele explodiu em lágrimas.
__
Mais uma vez, Gu Hai chegou apressado no hospital. Nessa hora, o céu já estava coberto por uma escuridão de tinta.
Chegando na enfermaria, o doutor de plantão informou a Gu Hai que Bai Luo Yin já voltara para casa.
“Ele voltou tão rápido assim?”
O doutor assentiu com a cabeça, “Aquela criança não estava disposta a ficar no hospital, então, depois que sua febre baixou, ele foi imediatamente para casa.”
Com isso dito, Gu Hai foi direto para a casa de Bai Luo Yin.
Naquele momento, a família inteira estava no quarto lateral comendo o jantar. Meng Tong Tian era o único que não havia terminado de comer. Ele estava segurando um controle remoto de um avião, manobrando-o pelo ar com habilidade. Quando ele viu a silhueta de Gu Hai, o rosto de Meng Tong Tian se iluminou com felicidade. Incapaz de segurar sua empolgação, suas mãos folgaram o controle remoto e o avião caiu perfeitamente direto no chão.
“Gu Hai gege, você está aqui!”
Gu Hai acariciou a cabeça de Meng Tong Tian e perguntou: “Onde está Bai Luo Yin?”
Meng Tong Tian apontou o dedinho, “Ele está deitado no quarto.”
“Ele não comeu?”
“Ele comeu, mas vomitou tudo.”
A cor no rosto de Gu Hai mudou, ele se virou e entrou no quarto de Bai Luo Yin.
Bai Luo Yin estava ligeiramente apoiado na cabeceira da cama com um travesseiro macio atrás de sua cabeça. Seus olhos estavam um pouco abertos, mas não o suficiente para deixa-lo ciente. Comparado a esta tarde, sua aparência estava um pouco melhor.
Gu Hai acariciou suavemente a testa de Bai Luo Yin. Ele sentiu a pele morna debaixo de sua mão e notou que a temperatura havia baixado, no entanto, os braços dele, por outro lado, estavam gelados ao toque.
Sentindo que alguém havia tocado nele, os olhos de Bai Luo Yin abriram rapidamente.
“O que você está fazendo aqui?”
Gu Hai não disse nada, ele apenas colocou as mãos dentro do cobertor de Bai Luo Yin e envolveu os dois pés dele nas palmas de suas mãos.
Bai Luo Yin imediatamente puxou seus pés. Ele olhou intensamente para Gu Hai e disse algumas palavras duras que quebrariam o coração dele suficientemente e fariam ele sofrer.
“Eu não lhe quero mais.”
Gu Hai puxou o pé de Bai Luo Yin novamente, então ele retorquiu com algumas de suas próprias palavras que deixariam Bai Luo Yin suficientemente furioso.
“Eu também não lhe quero mais.”
Em um flash, o olhar afiado de Bai Luo Yin se virou para Gu Hai. Com grande agilidade, ele levantou o pé que Gu Hai estava segurando furiosamente e, de uma vez, ele, de repente, deu alguns chutes no estômago de Gu Hai. Apesar de que seu corpo pudesse estar fraco, sua força não deveria ser subestimada.
“Então, o que você ainda está fazendo aqui? Volta pra porra da sua casa! Idiota, dá o fora daqui agora! Quanto mais longe, melhor!”
Não só Gu Hai não saiu, como ele ainda rastejou para cima da cama, segurou Bai Luo Yin e o abraçou. Dentro de segundos, suas pupilas duras e ferozes estavam cara a cara com as orbes intensas do próprio Bai Luo Yin.
“Você só sabe ser teimoso comigo? Você se atreve a ser teimoso comigo, então por que você não se atreve a me contar sobre sua mágoa? Você se atreve a ser teimoso comigo, então por que você não se atreve a agir como uma criança mimada comigo? Você se atreve a ser teimoso comigo, então por que você não se atreve a admitir que está errado?...... Olhe, olhe só para seu comportamento insensato! Nesse mundo todo, você não consegue encontrar uma segunda pessoa que é tão insensata quanto você! Você acha que eu preciso de você? Se houvesse uma segunda opção, eu não precisaria de há você um longo tempo! Eu sou um homem, mas, perto de você, sou apenas uma peça decorativa que nem pode fazer nada. Além de descontar minha raiva, enlouquecer e fazer você se sentir prazer, fora isso, eu sou só uma pessoa inútil pra caralho!”
Bai Luo Yin nem mesmo queria abrir sua boca, em vez disso, ele ficou ali imóvel. Felizmente, ele havia recuperado sua força em relação a mais cedo, caso contrário, sua própria raiva já o teria matado.
O punho cerrado de Gu Hai atingiu a parede fazendo um grande pedaço de gesso cair.
“Por que você quis ir procurar por ele? Você é meu amado, meu preferido [1], por que você os deixaria maltratar você? Por que?” [N/T: Ele diz “apple of my eye”, que seria o “menina dos meus olhos” no português. =) ]
Dessa vez, Bai Luo Yin continuou em silêncio.
O interior do quarto ficou quieto e pacífico por um bom tempo.
Bai Luo Yin olhou para o lado. O imperador que havia rugido um momento atrás já havia murchado para a inexistência; sua energia parecia ter sido drenada, desaparecendo no ar com o som dos rugidos ultrajantes dele.
Nos cantos de seus olhos, agora lágrimas estavam se formando.
Bai Luo Yin não sabia da onde essa raiva repentina que corria por ele vinha. Ele de repente olhou para a parte de trás da cabeça de Gu Hai e bateu nela.
Foi desse jeito que as lágrimas que Gu Hai estava tentando manter para si mesmo paciente e silenciosamente caíram.
“Você tem a porra da coragem de brigar comigo? Olhe só pra você, como uma garota desagradável. Ninguém sequer tocou você ainda e você já está chorando. Pergunte a si mesmo honestamente, sou eu que considera você uma decoração ou é você que me toma como uma decoração? Não é que você seja inútil, você só acha que eu sou extremamente inútil, é por isso que você se acha inútil!” [N/T: Yin Zi está querendo dizer que Gu Hai se acha inútil porque foi Yin Zi quem descobriu a causa da morte da mãe dele.]
Com essas palavras ditas, o corpo inteiro de Bai Luo Yin ficou suado do calor furioso de dentro dele.
“Você é um homem tão forte! Se você é tão forte, então por que você está com uma febre alta? Se é tão forte, então por que está enrolado em um cobertor deitado na cama? Se eu, Gu Hai, tivesse que ficar nu em pé do lado de fora por uma semana inteira, ainda assim eu não pegaria um resfriado!”
“Então tire todas as suas roupas agora mesmo se você se atreve. Se você não tirá-las, então não é um homem forte.”
“Bai Luo Yin, é você que está me dando permissão para tirá-las.”
“É, eu disse para você tirar, o que que tem isso?”
Gu Hai realmente tirou as roupas.
Porém, ele só tinha tirado duas peças de roupa quando Bai Han Qi entrou no quarto.
“Oh! Da Hai, você quer passar a noite aqui?”
Gu Hai sorriu estranhamente. Embaraço junto com timidez tocaram todo o seu rosto enquanto ele puxava uma ponta do cobertor para se cobrir.
“Sim, essa é minha intenção.”
Com um estômago doendo, Bai Luo Yin olhou para Bai Han Qi apontou o dedo impotentemente para a porta.
“Pai, jogue ele pra gora.”
Bai Han Qi pensou por um segundo, mas, achando isso um pouco difícil de fazer, ele disse, “Da Hai já tirou as roupas, não seria apropriado se eu o jogasse para fora, certo?” [Lena: huahauhauhau Acho o máximo como ele ainda pensa no assunto. XD]
“Pai~~~~~” Bai Luo Yin implorou lamentavelmente.
Bai Han Qi limpou a garganta, então engoliu em seco antes de esfregar uma de suas orelhas. Ele murmurou quase incoerentemente para si mesmo, “Qual a temperatura dessa noite? Como eu já esqueci se acabei de ouvir a previsão do tempo um momento atrás...... Hummm......?”
Ele afastou as cortinas da porta e saiu.

*****
    Eu, sinceramente, não gosto quando o Da Hai explode assim. >_< Fico aflita porque não gosto de ver ele agindo como "um cara mau", mas aqueles monstros mereceram... ç_ç
    Quem estava com saudade do Papa Bai?! ^^/  Adoro ele! Pessoa maravilhosa. *u* hehehe 
    Olhem só papa Bai e papa Gu arrasando! huahauhauhau


22 Comentários

  1. Fico extremamente preocupado quando o da hai se joga nas suas emoções sem se preocupar com as consequências, mais bem que todos mereceram né hehe (nem a criança escapou kkk), mais gente que sapão esse pai do da hai e do yinZi shshahahshsha

    ResponderExcluir
  2. bem feito para todos que maltrataram Bai Luo Yin, Gu Hai soube defender destemidamente o seu mais precioso tesouro...

    ResponderExcluir
  3. Que aflição, Jesus @-@

    Eu sinceramente achei merecido o que o Gu fez, mas ainda acho que ele tem de controlar os sentimentos, pra não rolar alguma merda grave com o Bai de novo.

    E mano, como amo o pai do Bai, fazendo o casal dar certo sempre sem saber kkkkk <3

    ResponderExcluir
  4. O papa bay o melhor remedio pro casal sempre os juntandos...... Da Hai meu menino vc sozinho acaba com um exercito o Yi Zin ganhou na loteria com esse homem ainda bem que ele so tem olhos pro yin

    ResponderExcluir
  5. Ai que aflição façam logo as pazes meninos obg Lena

    ResponderExcluir
  6. Gu Hai pôs para lá nesses guardas, Uhuuul! Tá pensando que pode maltratar o Bai assim e não vai ter consequência? Se ferrou!! Ahh me sinto lavada com essa vingança do Hai. Ansiosa pra ver o desenrolar da discussão.
    Obrigada por mais um capítulo e esforço Lena.

    ResponderExcluir
  7. É incrível como esses dois conseguem lidar com o relacionamento deles de qualquer jeito, na conversa ou brigando. Muito lindo muito amor os cuidados estranhos do Guhai pelo Luoyin

    ResponderExcluir
  8. Gu hai pode ser assustador furioso da até medo eu que nao queria ser seu inimigo kkkk, preciso de um capitulo feliz so os dois cheio de amor pq depois desses capítulos preciso de paz de espirito kkk vlw Lena

    ResponderExcluir
  9. Lena eu amo quando você posta addicted e bravura avançada amo essas duas novel quando eu leio e penso que não vai ter mais a serie meu coração ainda doi e fico triste obrigado por da a oportunidade da jenti saber o que iria aconteser na serie e deicha a jenti sonha emaginando eles na senas

    ResponderExcluir
  10. As vezes eu acho que esse pai do LouYin shippa eles mais que a gente e..e
    Espero que esses cabeças duras parem logo de brigar, e ainda espero pelo dia que eles serão fofos um com o outro T.T

    ResponderExcluir
  11. gente será que quando o relacionamento desses dois vier a publico o papa bay vai aceitar na boa? e o pai do Da Hai ? rigido do jeito que é da ate medo ....... aguardando ansiosa esse dia pra ver o reação deles

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hmmmmm "espere e verá" essas três palavras dispertaram minha imaginação hahaha 😆

      Excluir
    2. despertaram a imaginação e o botão de mega nervoso, será que esta perto estou bastante ansiosa falta pouco pra terminar o primeiro livro não sei se riu ou choro ......

      Excluir
  12. Ahh da hai, vc só sabe falar, e não sabe se controlar pra n explodir com seu "tesourooo" (leia com a voz da dona florinda.) E quero logo ver a reação do general, e dos dois fazendo as pazes.

    ResponderExcluir
  13. Esse capitulo é intenso. De varias formas. Ele é raiva, tristeza, agonia , consolo e amor. Gu pode ser muito assustador quando irritado, mas, o Luo é o termômetro dele. Seu descompasso começa e termina por ele. E no final como um cachorro triste volta xd Minha alma foi lavada! Kkkk

    ResponderExcluir
  14. Para quem estava com sds das tretas eu estou muito satisfeito com a lição que da hai deu nos fdps :) okay agr eu estou curioso pra saber como o pai do yin zi vai reagir quando descobrir (quase implorando spoiler QUASE) força soldado que os nossos cabeças duras vão se entender hahaha

    ResponderExcluir
  15. Alma lavada, quem se atreve a machucar o preciosa BYL, esperando ansiosamente o próximo, porque depois da briga vem as pazes que é muito melhor. Obrigado Lena Bjss.

    ResponderExcluir
  16. Respostas
    1. A série não terá segunda temporada... =(
      A parte onde a série parou é equivalente ao cap.17~18. ^^

      Excluir
  17. Porém o problema era que Gu Hai havia enlouquecido. O.õ...

    ResponderExcluir
  18. Sou nova aqui e tenho que agradecer por traduzir as novels da Chai Jidan por que essa mulher e destruidora mexmo.
    Esse capitulo foi realmente maravilhoso tenho a sensação de que faria o mesmo com esse povo que maltratou o baby Bai

    ResponderExcluir