Oiê!!! ^0^/

Consegui mais um capítulo pra hoje! Yay!!! \^0^/

Vamos saber um pouco mais sobre Jiang Yuan e o Detetive Bai Luo Yin consegue descobrir algo novo em sua investigação. =D

Beijos~         
Lena.
Admirem tamanha fofura. *ω* hehehe
___________________________________________


Cap. 151: A descoberta de um item suspeito.




“Sr. Gu e eu viemos a nos conhecer quatro anos atrás. Foi um dos momentos mais difíceis da minha vida. Durante aqueles dias, eu corria para toda parte do país. Eu não sabia para onde estava indo ou o que eu queria fazer. Mais tarde, eu finalmente acabei parando em Xiamen [1] trabalhando como uma recepcionista de um hotel cinco estrelas. Naquele tempo, o Sr. Gu estava em uma viagem de negócios a Xiamen e foi por sorte que ele deu entrada no hotel onde eu estava trabalhando. A primeira vez que vi o Sr. Gu, eu fiquei impressionada com aqueles modos grandiosos e impressionantes dele. Eu senti que o homem da minha vida deveria ser daquele jeito, poderoso, intimidante, distante e fora da realidade....”
Enquanto Jiang Yuan continuava falando, seus olhos estavam cheios de raios brilhantes de luz e cores vibrantes. Era como se ela tivesse voltado para aquele tempo em sua vida onde percorria a loucura.
“Depois, eu torturei meu cérebro para pensar em maneiras de fazer amizade com o Sr. Gu, no entanto ele sempre mantinha uma grande distância de mim. Então eu ouvi que ele já tinha uma esposa, mas mesmo assim, eu não poderia simplesmente desistir. Eu até coloquei minha vida em perigo invadindo a base militar. Entretanto, eu fui quase atacada por um grupo de soldados aborrecidos. Os boatos começaram a se espalhar naquele tempo. Foi então que a esposa do Sr. Gu veio procurando por mim. Ela conversou comigo por um tempo. Ela era uma mulher extremamente educada e culta que não amaldiçoou ou zombou de mim. De uma forma muito calma e gentil, ela me falou das dificuldades de casar com um homem militar. Na verdade, eu realmente a admirava, mas, ainda mais, eu a invejava; invejava aquele tipo de ar nobre e gracioso que ela possuía.
“Eu parei por um tempo, pronta para desistir. Porém, pouco tempo depois, o Sr. Gu inesperadamente tomou a iniciativa de me contatar primeiro e me contou que sua esposa havia falecido. Eu pensei que esta era um tipo de oportunidade para mim. Quando o Sr. Gu estava em seu momento mais triste, deprimido, eu continuamente pensava em todas as formas possíveis de confortá-lo. E foi assim que nós ficamos em contato por dois anos. Foi só no ano passado que eu, finalmente, recebi o reconhecimento do Sr. Gu.”
Os olhos aguçados de Bai Luo Yin passaram pelo rosto de Jiang Yuan, que estava transbordando de felicidade.
“Em outras palavras, não da Sra. Gu falecer, Gu Wei Ting não expressou nenhum tipo de bom sentimento para você?”
Jiang Yuan soltou um suspiro pesado, “Naquele tempo, eu acho que ele tinha sim algum bom sentimento para comigo. Porém, agora que essas memórias estão voltando em minha cabeça de novo, eu acho que eu fui bem ridícula.”
“Por que?”
“As coisas que você não pode obter ou perdeu sempre serão as melhores. Até agora, eu sempre senti que a pessoa que o Sr. Gu amou todo esse tempo é a esposa dele. Eu fui apenas uma diversão passageira para ele quando ele estava solitário. Você sabia? Toda vez que o Sr. Gu volta para casa, a primeira coisa que ele olha são sempre os itens naquele quarto, não eu. Sempre que ele menciona sua esposa para outras pessoas, os sentimentos emitidos pelos seus olhos são profundos, intensos e fortes. Mas quando ele menciona a mim na frente de outras pessoas, a expressão nos olhos dele é rasa, fútil. Talvez essa seja a diferença entre gostar e amar. ‘Gostar’ é paixão, o amor é doloroso.”
Na realidade, Bai Luo Yin não estava nem um pouco preocupado se Gu Wei Tong amava ou não Jiang Yuan. O que lhe interessava era, exatamente, o quão profundos eram os sentimentos de Gu Wei Ting pela esposa dele. Por que Gu Hai nunca notou aquele tipo de sentimentos profundos e sinceros?
Seria por negligência de Gu Hai ou a percepção de Jiang Yuan estava errada?
“Você está pensando que o que eu disse são mentiras?”
Com apenas um olhar, Jiang Yuan pode ver através dos pensamentos de Bai Luo Yin.
Bai Luo Yin permaneceu em silêncio.
“Você realmente acha que tem algum motivo para eu mentir? Que eu estou deliberadamente me fazendo parecer miserável para poder ganhar sua simpatia? Ou que estou deliberadamente fazendo eu parecer inocente para me distanciar da morte da falecida esposa do Sr. Gu?”
Mesmo com Jiang Yuan sendo franca flagrantemente, ainda assim, Bai Luo Yin não diminuiu a severidade em seu tom de voz. “Com relação à morte da mãe do Gu Hai, o quanto você sabe?”
Jiang Yuan disse sem rodeios para Bai Luo Yin, “Eu não sei nada e nem jamais quis procurar sobre isso. Se eu digo que me aproximei lentamente do Sr. Gu depois da morte da esposa dele, você acreditaria nisso?”
Bai Luo Yin queria procurar por algum buraco nas palavras de Jiang Yuan, mas ele acabou sem nada.
Uma palidez se espalhou pelo rosto jovem de Jiang Yuan, “Luo Yin, eu posso ser ambiciosa, mas não sou desprezível. Sem mencionar que, naquele tempo, eu não tinha como agir daquele jeito. E mais, eu nem tenho acesso ao composto militar. Você realmente acha que eu tenho a habilidade para entrar lá e machucar a esposa de um militar fortemente protegida? Se nós fôssemos desconsiderar o status dela como esposa de um general e, em vez disso, nós baseássemos somente na família dela, mesmo que tivessem dez de mim, eu ainda não seria capaz de competir contra ela.”
Bai Luo Yin levantou despreocupadamente, se virou para as escadas subiu.
Essa era a primeira vez que Bai Luo Yin tinha uma visão panorâmica do quarto da Sra. Gu. Da última vez, quando Gu Hai abriu a porta e entrou, ele apenas teve um vislumbre de um canto do quarto. Não era exatamente como ele havia imaginado que seria o quarto de uma pessoa falecida. Não tinha uma foto grande, arranjos de flores ou qualquer altar de orações. Nada desse tipo de clima estava presente, nem o mínimo. Parecia exatamente como o quarto de qualquer pessoa normal. Até os produtos cosméticos e de cuidados com a pele ainda estavam cuidadosamente organizados sobre a penteadeira. Bai Luo Yin pegou um deles para dar uma olhada; a data era de três anos atrás.
Quem saberia quantas vezes Gu Hai entrou nesse quarto durante os últimos três anos, e quantas vezes ele, como Bai Luo Yin fazia agora, pegou essas coisas para olhar cuidadosamente.
Todos os arranjos e ornamentos nesse quarto era simples, porém elegantes; mantendo uma grandeza indizível. Uma leve fragrância flutuava. Sem nem precisar olhar para a fotografia da Sra. Gu, Bai Luo Yin já podia imaginar que tipo de mulher ela era enquanto se sentava na frente da penteadeira. Ela, sem dúvida, transpirava o temperamento de uma dama, isso é, em termos de ser culta e cheia de cortesia.
Sobre a estante de livros, havia um porta-retratos. A foto na moldura era a mesma que Bai Luo Yin tinha visto no álbum de fotos de Gu Hai; a Sra. Gu carregando um jovem Gu Hai com alegria pintada gentilmente em seus rostos.
Quando Bai Luo Yin colocou o porta-retratos de volta onde pertencia, alguma coisa de repente caiu e pousou do lado de seu pé.
Ele pegou para dar uma olhada. Era um colar. Era muito fino e delicado, com um diamante deslumbrante encrustado seguramente no meio.
Descobrir uma joia no quarto da Sra. Gu não era algo novo com o que se admirar. Uma mulher como ela, mesmo que tivesse uma caixa de joias, não seria estranho. Porém, como esse colar estava colocado em um local obscuro, quase imperceptível, isso realmente atraiu a atenção de Bai Luo Yin.
Além disso, ele não parecia combinar com o gosto da Sra. Gu. Bai Luo Yin tomou seu tempo para examinar cuidadosamente outras joias por um momento. Basicamente, os acabamentos das outras joias eram únicos, mas de um estilo simples e elegante. Porém, este colar era opulento demais, especialmente o diamante vermelho no meio. O próprio diamante parecia raro entre as outras joias preciosas. Um quilate provavelmente valia mais que um milhão de dólares.
Como a Sra. Gu poderia ter esse tipo de colar?
Além disso, ele não estava dentro de uma caixa de brocado, ou guardado cuidadosamente. Ele só estava jogado em um canto escuro da estante onde ninguém havia notado.
Bai Luo Yin pegou o colar e saiu do quarto. Por acaso, Jiang Yuan estava parada do lado de fora do quarto com uma flanela na mão.
“Você ainda precisa entrar? Se não, eu vou limpar.”
Bai Luo Yin balançou a cabeça e olhou para dentro do quarto da porta. Ele viu que Jiang Yuan estava limpando cuidadosamente cada canto da penteadeira.
“Esse colar é seu?” Bai Luo Yin perguntou de repente.
Jiang Yuan de uma olhada nele e disse, “Não é meu, é dela.”
Bai Luo Yin queria ir embora com o colar, mas Jiang Yuan rapidamente o segurou.
“Você está levante um pertence dela com você? Você já falou sobre isso com Gu Hai? Toda vez que ele volta, ele sempre olha pelo quarto checa as coisas da mãe dele. Nem mencione se alguma coisa desaparecer, se estiver colocado em uma posição diferente, ele perde a paciência.”
“Não se preocupe, vou devolver em breve.”
Enquanto Bai Luo Yin saia da casa, ele percebeu de repente:
Já que Jiang Yuan coloca tudo de volta no lugar, sem alterações em suas posições originais depois de limpar o quarto da Sra. Gu, então isso é prova de que o colar sempre esteve colocado ali desde o começo?
Era um pouco difícil de entender porque a Sra. Gu deixaria casualmente um item tão precioso sobre a estante daquele jeito. Com base na natureza dela, mesmo que ela não gostasse muito desta joia em particular, ela pelo menos não a guardaria apropriadamente?
__
Naquela noite, eles jantaram na casa de Bai Luo Yin.
No caminho para o apartamento deles, Bai Luo Yin tirou o colar do bolso e o balançou diante do rosto de Gu Hai.
Naquele momento, aconteceu deles estavam passando na frente de um grande shopping. A porta de entrada era tão brilhante que era como se o sol tivesse nascido novamente; e a luz brilhante que brilhava acima tornou o diamante ainda deslumbrante. [Lena: Ahh se fosse no Brasil... esse colar já era. XD]
Gu Hai parou de repente, suas pupilas ficando estagnadas por um curto período de tempo antes dele pegar o colar, colocar em sua própria mão e olha-lo cuidadosamente.
Bai Luo Yin observou cuidadosamente a reação de Gu Hai.
Até ele mesmo estava meio nervoso... tenso.
Um momento depois, Gu Hai, de repente, ficou bem alegre, “Isso é pra mim?”
Houve uma pausa repentina na expressão de Bai Luo Yin. Ele podia sentir um torpor invadindo sua cabeça.
De repente, Gu Hai beliscou as bochechas de Bai Luo Yin, ridicularizando-o: “Essa é minha recompensa por fazer você se sentir bem todos os dias?”
Gu Hai não reconhece esse colar! Ele realmente não o reconhece?! Ele não memorizou de coração todas as coisas restantes da Sra. Gu?
Com os olhos cheios de descrença, Bai Luo Yin continuou a observar meticulosamente a aparência de Gu Hai. Enquanto suas características faciais apresentavam um ar relaxado e animado, o peito gelado de Bai Luo Yin, por outro lado, estava prestes a explodir.
“Não é pra você. Eu acabei de apanhar ele na rua um momento atrás,” disse Bai Luo Yin, pegando o colar de volta.
“Onde você encontraria algo tão bom, huh? Volte e pegue outro pra mim.” Gu Hai começou a fazer graça com ele, “Apenas admita. Você quer me dar um presente, mas você ainda está envergonhado.”
Bai Luo Yin apertou o colar firmemente, recusando-se a entrega-lo. Ele, então, acelerou seu passo. Enquanto eles partiam da luz brilhante dos arredores do shopping e melancolicamente pisavam na escuridão, ele ficou com medo de que Gu Hai tivesse visto a qualidade do colar.
__
No dia seguinte, Bai Luo Yin fez uma viagem para a base militar.
“Quem você está procurando?” perguntou o soldado de guarda com seu rosto frio e severo.
“Estou procurando por Gu Wei Ting.”
A expressão do soldado foi pintada, de repente, com espanto, “Você está procurando pelo General Gu? Você.... quem é você?”
Pelo propósito de ter certeza de que sua entrada seria permitida, Bai Luo Yin não tinha outra escolha a não ser se forçar a dizer, “Sou filho dele.”
“Filho dele?” o soldado zombou, “Você acha que eu não sei como o filho dele é? Você tem coragem, fingindo ser o filho do General Gu, huh?”
A expressão de Bai Luo Yin estava extremamente calma, “Se eu digo que sou, então eu sou.”
“Ei, cara! Eu disse, você realmente tem coragem, tentando se passar como um membro da família do General. Além disso, você está sendo rude e irracional, você não quer mais viver, huh?” Enquanto ele disse isso, ele baixou a ponta da arma para a boca do estômago de Bai Luo Yin; seu rosto cheio de determinação.
Dentro da guarita tinha outro soldado que estava sentado. Naquele momento, ele estava fazendo uma refeição tediosamente, mas, quando ele ouviu a comoção do lado de fora, ele levantou a cabeça e deu uma olhada. Ele parou de mastigar e rapidamente colocou a cabeça para fora da janela.
“Ei, Xiao Dongzi, solte ele e deixe-o entrar.”
O soldado chamado Xiao Dongzi baixou sua arma, olhou para o soldado que acabara de chamar por ele da janela e perguntou, “Quem é ele, heim?”
“O filho do General!”
“O filho do General não é o Gu Hai?”
Ele tossiu, “Ahem...... Ele é o segundo filho do General.”
Aquele soldado intencionalmente enfatizou a palavra ‘segundo’ e olhou para Xiao Dongzi, dando a ele uma piscada indiscreta.
Xiao Dongzi sorriu, rapidamente entendendo o gesto sem ser dito explicitamente. Ele recuou para o lado e fez uma postura muito convidativa para permitir que Bai Luo Yin entrasse.
Bai Luo Yin evitou deliberadamente o sorriso afetado e d zombaria no rosto do soldado. Já que ele planejara vir sozinho, ele já havia se preparado para olhares de desdém.
Depois de passar por inúmeras dificuldades e obstruções, Bai Luo Yin finalmente viu Gu Wei Ting.
Àquela hora, o céu já havia se vestido em escuridão. Gu Wei Ting queria jantar junto com Bai Luo Yin, mas Bai Luo Yin recusou a oferta. Ele tirou o colar de seu bolso e o colocou na frente de Gu Wei Ting.
Gu Wei Ting olhou para o colar, meio incerto, “Qual o significado disso?”
Bai Luo Yin respondeu com uma pergunta, no entanto, “Isso não parece familiar para você?”
Já que era uma joia da Sra. Gu, ela deve tê-lo usado antes, ou pelo menos tirado. Mesmo que esses dois raciocínios não existissem, depois dela ter falecido, sua família poderia ter organizado seus pertences por ela, então eles deveriam ter visto esse colar. Era impossível que eles não tivessem nem a mínima noção sobre ele.
No entanto, a reação de Gu Wei Ting, mais uma vez, chocou Bai Luo Yin.
“Eu nunca vi isso antes.”
Gu Wei Ting respondeu Bai Luo Yin de uma maneira muito definitiva e clara.
_____________________________
Nota de Tradução:
[1] Xiamen (; Xiàmén) é uma cidade costeira na Província de Fujian na China. Ela tem sido um porto importante há séculos e se tornou uma das primeiras Zonas Econômicas Especiais da China em 1980. O nome Xiamen significa “porta da casa”, referindo-se ao papel de séculos da cidade como um portal para a China. Xiamen é um local muito vibrante, rico e moderno, apesar de que, pelos padrões Chineses, ela seja uma cidade pequena – apenas 1.9 milhões de habitantes na área urbana e 3.6 milhões contanto com os subúrbios. Ela tem muitos residentes não-chineses e uma gama de restaurantes, bares e lojas que atendem a eles. Ela também tem diversas universidades e algumas áreas populares para turismo.




19 Comentários

  1. hoho estou começando a ficar com medo do que vai acontecer quando o detetive conan resolver esse caso.

    ResponderExcluir
  2. To aflita com o desfecho disso hahahah espero que de tudo certo.

    ResponderExcluir
  3. Bom eu estou confuso hahaha pq os dois n reconheceram o colar?! Esse detetive está preste a ser descoberto hahaha(se ainda n foi) eu to achando isso muito tenso e estranho.... AGR VEM A MINHA TEORIA DA CONSPIRAÇÃO HUEHUE EU ACHO QUE A MÃE DO GU HAI ERA INFELIZ E DECIDIU ENTRAR NO CARRO POR ESCOLHA PROPRIA FIM. (Sim eu estou muito radical com essa teoria haha mas fazer oq né hahaha bom esse eh meu chute >_< estou errado?! Provavelmente)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu acho que ela tinha um amante , por isso o fato de manter o colar escondido ( talvez o general tenha descoberto e tenha dado um jeito de se livrar dela c.c , espero que não )

      Excluir
  4. Hehe .. sera que a senhora gu teve um amante ??... obg lena bjsss

    ResponderExcluir
  5. Estão curiosos, hein? Estamos chegando a conclusão desse caso logo saberemos o que aconteceu realmente...

    ResponderExcluir
  6. Quanto mais eu leio sobre isso mais apreensivo eu fico....
    Tô.com.muito medo do que vem por aí...

    ResponderExcluir
  7. Estou aprensivo roendo as unhas o que sera que aconteceu com a mãe do Gu hai!!! Vlw Lena

    ResponderExcluir
  8. Minha teoria: eu acho que a sra.Gu tinha um amante e esse colar foi um presente dele, e esse amante talvez fosse um dos que estivessem naquele carro e ela sabia o que aconteceria, por isso o que aconteceu, aconteceu... Ou o amante dela acabou morrendo e ela acabou se "suicidando".
    Viajei?

    ResponderExcluir
  9. Omg chocado , Luo Yin está consiguindo achar pistas e resolver o caso que ninguém conseguiu . Tbm estou com medo dessa história e do que ela ainda vai revelar . Coração na mão já .

    ResponderExcluir
  10. minha cabeça esta uma confusão agora
    espero que seja algo que deixe todo mundo satisfeito com a explicação é eu sei que é impossível mais não custa sonhar
    muito obrigado pela tradução

    ResponderExcluir
  11. A mãe do Gu Hai tinha um amante?? Tá muito suspeito esse colar aí. Luo Yin vai com calma pelo amor de deus se não você vai dar merda pro teu lado.

    ~ obrigada por traduzir ~~~

    ResponderExcluir
  12. Lena, tudo de bom para você! Cheguei até aqui e terminei este capítulo hoje... agora só estou no aguardo dos próximos traduzidos por você! Muita emoção! Você avisa, né? Muita gratidão!

    ResponderExcluir
  13. Eu acho q ela se ressentia do comandante e quis envergonhar ele, então ela iria roubar o projeto, mais deu tudo errado e ela tava no lugar errado e na hora errada!

    ResponderExcluir
  14. Tenho quase certeza que a sra Hai tinha um amante... E talvez ela possa ter ido visita-lo, n sei, e por isso estava no carro... Ou ela estava no local errado na hora errada. Mas ainda acho que ela tinha um amante! Obrigada pela tradução e já espero a continuação! :)

    ResponderExcluir
  15. várias teorias nos comentários, estou começando a ficar tensa :/

    ResponderExcluir
  16. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  17. Kkkkkkkkkk gostei do capitulo mas,O "se fosse aqui no Brasil "eu adorei.

    ResponderExcluir
  18. Acho q ela era amante do cara q queria os papéis e ela foi com a intenção de entregar os papéis para ele, quando ele viu q eram falsos pensou q ela tava enganado ele e a matou!

    ResponderExcluir