Olá meu povo!!! ^^/

Finalmente mais um capítulo de AD. hehe Eu acho que já disse isso antes (tenho memória fraca XD), mas estou postando só Addicted porque quero alcançar as traduções da Sae. Depois disso voltamos a nossa programação normal. hehe

Uma boa notícia: A Zöish traduziu um monte de capítulos de AB! \^0^/ Conforme eu for terminando as revisões, eu posto. =D

Beijos~         

Lena.
Pra vocês matarem a saudade deles. haha
__________________________________________



Cap. 201: A noite de Ano Novo Lunar deles.



Era noite do Ano Novo Lunar. Conforme entrava a noite, o céu, antes envolto em um belo tom persistente de lilás e dourado pálido, é impotentemente consumido pela escuridão.  A lua se elevou iluminando o céu tenebroso enquanto mostrava orgulhosamente a todos sob a terra a magnificência de sua forma. Como se por hábito, os brilhos cintilantes das estrelas se desenhavam na escuridão. Uma a uma, elas começaram a aparecer – algumas escolhendo agraciar o céu solitárias, enquanto outras emergiam em aglomerados.
A cidade também começou a se iluminar brilhantemente. Por todo lado, prédios e ruas começaram a ganhar vida. Apesar de sua beleza poder ser considerada débil em comparação ao céu noturno, eles apresentavam alegremente seu próprio brilho.
Pouco depois, uma rajada de vento trêmula, ligeiramente mais forte do que a de ontem, atravessou o horizonte, trazendo com ela barulhos animados e conversas festivas.
Como se estivesse separado do mundo exterior, o composto militar apresentava um clima diferente – um que era vazio de qualquer diversão. Dentro dessas paredes, o silêncio governava.
Enquanto compartilhava uma calma refeição com o General Gu, Jiang Yuan cortou o silêncio com um leve suspiro seguido de algumas palavras bem escolhidas. “Ano passado, se para bem ou para mal, nós tínhamos uma criança por perto. Esse ano somos só nós dois. Celebrar o Ano Novo assim simplesmente não é certo. Honestamente, é bem triste.”
Depois de um momento, Gu Wei Ting calmamente olhou de relance para Jiang Yuan depois de ouvir o que a esposa dele tinha a dizer. Ele começou a falar, “Eu deveria tê-la deixado comemorar sozinha então. Assim, quando eu fosse acompanha-la ano que vem você não se sentiria tão triste.” [Lena: ô homizinho estúpido... -_-“]
A declaração de Gu Wei Ting forçou os lábios de Jiang Yuan a franzir os lábios com firmeza, “Se até você não tivesse voltado, eu não saberia por mais o que eu estou vivendo.”
Assim que Gu Wei Ting falou de novo, a voz dele estava calma, mas autoritária, “Filhos não são uma parte do seu corpo. De certa forma, eles são meramente posses mundanas. Mesmo que eles não saiam, eles ainda não lhe pertencem. Quando eles eventualmente se estabelecem e casam, você será deixada apenas com uma pessoa com quem comemorar o Ano Novo. Se você se sente solitária, então você pode ter outro filho.”
“Você acha que eu posso ter um filho a hora que eu quiser, huh? Como eu deveria fazer um sozinha?” A voz de Jiang Yuan estava falhando sua tentativa de mascarar sua irritação.
Gu Wei Ting sorriu levemente, “Eu posso dar-lhe minha amigável assistência.”
“Seu!!!” A leve irritação de Jiang Yuan foi rapidamente substituída por sorrisos e risadas, “Como é que eu nunca soube que você tem uma fala tão mansa?” [Lena: Urgh. ´`|||]
“Você está me lisonjeando demais. Eu ainda sou um grito distante de Lao Bai.”
Essas palavras silenciaram Jiang Yuan, que começou a ficar ligeiramente amuada de novo. Alguns segundos depois, uma bela cor vermelha rosada começou a manchar as bochechas suaves dela. Ela levantou o olhar, revelando olhos que estavam tocados com raios de luzes brilhantes. Eles pareceram brilhar ainda mais quando ela olhou calorosamente para a pessoa ao lado dela.
“Honestamente, nós realmente deveríamos considerar ter outro filho. Xiao Hai e Luo Yin têm só 18 anos e não somos tão velhos. Mais importante, nós temos a capacidade de criar outro. Pense nisso, com mais uma criança, a vida não seria ainda mais completa?”
“Eu não tenho objeções.” Gu Wei Ting levantou ligeiramente as sobrancelhas, “Afinal, minhas esperanças por Gu Hai morreram um longo tempo atrás. Agora eu não espero mais nada vindo dele. Se você me der outro filho, eu poderei confiar minhas esperanças e energias nele.” [Lena: E teria alguém novo pra torturar, né? ¬¬]
As luzes nós olhos de Jiang Yuan ficaram ainda mais brilhantes. “OK”, ela disse com um sorriso suave. “Então... se nós realmente tivermos outro filho, você vai mimá-lo ou discipliná-lo severamente?”
“Mimá-lo? Você realmente acha que eu me atreveria a mimar outra criança? Olhe pra Gu Hai! Eu o mimei e olha como ele ficou!”
“Huh......” Jiang Yuan não podia esconder sua surpresa ao ouvir as palavras do General Gu. De fato, a afirmação dele a pegou de surpresa, tanto que deixou o rosto dela pálido. “Você chama o jeito que você trata Gu Hai de mimar? Você consegue imaginar como uma criança ficaria se você decidir discipliná-la severamente? Ou como ela ficaria se você pisasse nela?” [Lena: Boa, JY! Joga na cara dele!]
“Bem, em todo caso, se ele não tiver uma grande força de vontade ou não for perceptivo das coisas, ele não será capaz de aguentar meu treinamento rigoroso.”
“Já que você coloca as coisas desse jeito, como você espera que eu sequer me atreva a ter um filho?” Jiang Yuan podia sentir seu coração afundando conforme aquelas palavras saíam de sua própria boca.
Indiferente, Gu Wei Ting riu friamente, “Se ele não puder nem aguentar meu método de impor disciplina, então como posso permitir que ele seja chamado de meu filho? Qual é a utilidade de se ter um filho assim?”
“Se nós seguirmos a lógica do que você acabou de dizer... É como dizer que uma criança nascida com uma doença ou incapacidade deveria ser morta. Uma criança não é trazida ao mundo para ser usada para a realização de qualquer objetivo pessoal. Quando casais decidem ter um filho, deveria ser para que eles tenham alguém para amar e cuidar.” [Lena: ohhh~ Nunca pensei que diria isso, mas... Nem você merece um homem desse. -_-” Faça a caridade de mudar o pensamento desse monstro e você vai direto pro céu.]
Jiang Yuan continuou, “Eu queria ter tido uma garotinha que ficasse ao meu lado o dia todo e chorasse pelas coisas mais bobas. Isso é felicidade pra mim. Só o pensamento disso me deixa feliz.”
“Quando foi que você ficou tão maternal?” Gu Wei Ting lançou um olhar a ele – um que não era nem julgador nem compassivo.
Jiang Yuan meramente suspirou, “Desde que meu filho foi embora, eu percebi que as coisas que eu costumava buscar teimosamente eram todas superficiais. Sem meu filho a meu lado, tudo é sem sentido.”
Permanecendo calmo e em silêncio, Gu Wei Ting decidiu focar em terminar a comida em sua tigela.
Depois de algum tempo, Jiang Yuan falou de novo, “Será que eu virei uma grande avó para você? Você finalmente ficou farto de mim?”
“Mesmo que eu estivesse, eu nunca deixaria você por outra pessoa. Eu sou do tipo de pessoa que prefere não ter que lidar com inconveniências.”
Depois disso, o resto do jantar passou em silêncio. Isso é, até Gu Wei Ting falar de novo ao final da refeição.
“A partir de amanhã, você pode vir para o composto militar comigo.”
“Ir com você?” Jiang Yuan tentou ao máximo esconder sua felicidade. Com toda sinceridade, o convite do General Gu realmente a agradou. Tanto que, mais uma vez, isso acendeu as luzes brilhantes que apareceram nos olhos dela mais cedo nessa noite.
Gu Wei Ting assentiu com a cabeça, “Sim, venha comigo para a base militar.”
Depois do jantar, Jiang Yuan foi capaz de adormecer imediatamente. “Talvez fosse pelo fato de ela ter finalmente descarregado ao marido os pensamentos que vinham pesando sobre ela, mas ela se sentiu cansada de repente no momento que se deitou.
Por outro lado, Gu Wei Ting não conseguia dormir. Ele estava de pé na frente da janela, perdido em seus próprios pensamentos enquanto olhava para o horizonte da cidade que estava brilhantemente iluminado pelos fogos de artifício e shows de luzes que eram colocados pela celebração do Ano Novo Lunar.
Por que eu sinto tanto a falta do meu filho sem vergonha?

Enquanto isso, os filhos sem vergonha dele e de Lao Bai estavam em uma praça pública acendendo foguetinhos e brincando para seu total contentamento.
Gu Hai pegou dois grossos canos de aço de foguetes de dupla explosão [1] e os acendeu enquanto os segurava firmemente com as duas mãos. Ao ver o que o macaco estúpido estava tentando fazer, Bai Luo Yin ficou com medo e queria pará-lo de todo coração. Mas ele sabia que era tarde demais para fazer isso quando o pavio começou a brilhar, então, em vez disso, ele recuou dois passos largos para evitar contato próximo. Segundos depois, uma série de barulhentas explosões trovejantes começaram a soar perto de seus ouvidos.
[N/T1: Não sei qual seria a tradução correta. O fogo de artifício/foguete em questão é um que explode duas vezes: uma vez no chão e outra no ar.]
Quando as explosões chegaram ao fim, Bai Luo Yin viu Gu Hai ainda segurando os restos do foguete firmemente nas mãos. Essa visão o deixou com tanta raiva e medo que ele não podia evitar de repreender Gu Hai.
“Você é idiota? Quem acenderia um foguete de dupla explosão enquanto está segurando-o?”
Mesmo depois de Bai Luo Yin repreendê-lo, Gu Hai ainda parecia bem satisfeito consigo mesmo, “Você se atreve?”
Bai Luo Yin respondeu friamente, “Isso é uma habilidade da qual você deveria estar se gabando? Se realmente é bom, então por que não enfia isso na virilha e acende, heim?”
“Seu...” Em vez de raiva, Gu Hai encontrou as palavras de Bai Luo Yin com sorrisos e risadas, “Acredite ou não, eu vou enfiar isso na sua bunda e acender lá.”
Essas palavras enraiveceram Bai Luo Yin, que começou a perseguir e bater em Gu Hai imediatamente.
“Não bata em mim. É ruim bater em pessoas durante o Ano Novo.” Gu Hai passou um dos braços em volta do pescoço de Bai Luo Yin, “Nós ainda temos fogos de artifício que não lançamos. Já é quase meia-noite. Vamos nos apressar!”
Bai Luo Yin e Gu Hai andaram para seus carros e abriram o porta-malas. Gu Hai começou a tirar os tubos de fogos de artifício que ele tinha colocado lá mais cedo e, bem quando ele fazia isso, a brasa do cigarro preso entre os dedos dele entrou em contato com os pavios de alguns deles, acendendo-os.
Por sorte, ele foi capaz de notar isso imediatamente. Ele não pode se manter calmo. Muito rapidamente, ele pegou a mão de Bai Luo Yin e o puxou para o lado como se suas vidas dependessem disso. Eles correram até estarem a uma distância segura do carro.
Sem saber o que estava acontecendo, Bai Luo Yin estava correndo quando de repente ouviu uma explosão alta. Pelo menos dez fogos de artifício subiram para o céu noturno, iluminando-o com várias cores. A visão dos fogos de artifício disparando do carro foi tão magnífica e bonita que mesmo se doze homens acendessem os fogos simultaneamente, seus esforços ainda falhariam em comparação.
A cena que isso criou podia ser comparada àquela de flores se abrindo durante a chegada da primavera: eles abriram magnificamente e revelaram suas cores para todos verem.
Essa explosão gloriosa, no entanto, era só o começo. Rapidamente após isso tinham explosões menores. Fagulhas também começaram a voar em todas as direções aleatórias – como vagalumes procurando refúgio. Enquanto elas continuavam a se espalhar, várias explodiram perto dos pés de Bai Luo Yin.
No tempo que os olhos dos dois rapazes mudaram do céu para o carro de Gu Hai, ele já estava consumido por uma grande chama furiosa. As chamas lentamente ascenderam ao céu, crescendo cada vez mais até chegarem ao ponto onde metade do céu estar tingido com vermelho feroz.
Depois de um longo tempo, Gu Hai murmurou hesitante, “Que grande sorte! Tudo está prosperando!” [Lena: Até o fogo devorando teu carro! kkkkkkk]
“Que grande sorte?” Bai Luo Yin berrou em resposta. “A porra do seu carro está arruinado! Por que você não olhou com mais cuidado quando estava tirando os fogos de artifício? Por que você está só parado aí? Rápido! Vá apagar o fogo!!”
Bai Luo Yin estava prestes a ir para apagar o fogo quando Gu Hai o puxou de volta. “Não vá. Já está arruinado. Não tem salvação para ele mesmo que as chamas sejam apagadas. É melhor apenas comprar um carro novo do que gastar tanto em reparos.”
Não demorou muito para o arrependimento puxar os nervos de Bai Luo Yin. Ele franziu as sobrancelhas em uma careta severa enquanto olhada para as chamas à frente. Aquela chama enorme estava queimando bolos e bolos de dinheiro.
Vendo aquela expressão arrependida no rosto de Bai Luo Yin pelo canto dos olhos, Gu Hai não pode evitar de provoca-lo. “Na sociedade hoje em dia, você deveria ficar envergonhado de se chamar filho de um alto oficial se não tiver queimado um carro pelo menos uma vez.” [Lena: Que diabo de lógica... XD]
Ouvindo aquelas palavras malucas, Bai Luo Yin desdenhosamente rangeu os dentes de raiva.
E então, os planos de Gu Hai e Bai Luo Yin de acender os fogos de artifícios chegaram a um fim repentino. Os dois voltaram em um carro. Enquanto eles atravessavam as ruas, todos os lugares estavam um alvoroço de barulho e empolgação. Do lado de fora do carro, lindos arranjos de coloridos fogos de artifícios desabrochavam no céu noturno. Bai Luo Yin suspirou com tristeza enquanto deixava seus olhos focarem no cenário no lado de fora. Se ele soubesse antes que o carro viraria sucata, ele teria mantido a cabeça levantada para o céu um pouco mais de tempo para absorver a visão acima.
O céu noturno devia estar especialmente bonito!
É inevitável que alguém deva pagar um preço devastadoramente alto para obter algumas coisas na vida. E como você já pagou caro por elas, por que não só cuidar bem dessa felicidade difícil de conseguir o máximo que puder?
Depois de mover seus olhos de volta, Bai Luo Yin olhou atentamente para a tele eletrônica dentro do carro. Naquele momento, ela exibia 11:59PM. Ele prendeu a respiração exatamente quando o número pulou, ele rapidamente virou a cabeça para o lado.
“Feliz Ano Novo!”
“Feliz Ano Novo!”
Os dois falaram ao mesmo tempo antes de se deleitarem no sorriso animado um do outro e apreciarem a presença cálida um do outro. Não havia necessidade de fingir mais. Só olhar para o rosto do outro eliminava qualquer traço de arrependimento ou tristeza que inundava os corações deles. Uma promessa não dita ressoou dentro deles nesse momento que parecia quase etéreo.
Por toda a eternidade, nós nunca vamos esquecer da noite de Ano Novo que passamos juntos na estrada.
No meio de Março, conforme o clima se tornava gradualmente mais quente, Bai Luo Yin e Gu Hai se prepararam para sair em uma jornada para o Tibet.
Enquanto eles estavam fazendo as malas, Gu Hai pareceu meio hesitante. “Sabe, a tia no mercado de comida já me conhece só de olhar. Toda vez que eu compro vegetais, ela sempre me dá um pequeno desconto.”
Bai Luo Yin nem mesmo deu um olhar para ele enquanto zombava, “Eu me lembro que ela dá descontos para todo mundo que compra vegetais lá.”
“Quem disse?” Gu Hai disse, resistindo firmemente. “Antes do Ano Novo, ela nunca me deu nenhum desconto. Quando eu voltei lá depois do Ano Novo, ela nunca pegou nada dos pequenos trocados. E às vezes ela também me dava algumas cebolinhas de graça. Depois de irmos embora, quem vai nos dar descontos, heim?”
Ouvindo a leve reclamação, Bai Luo Yin olhou furtivamente para Gu Hai, “Você queimou um carro e imediatamente recebeu a porra de um desconto.”
“Eu descobri uma coisa. Por que você é tão frio e esquivo?”
Eu não sou frio ou esquivo. Eu só não sou tão expressivo dos meus sentimentos quanto você é. E nem digo tudo o que vem na minha cabeça em voz alta repetidamente como você faz. Como posso não me sentir triste? Nós já estamos aqui a pelo menos três meses. Todo dia, assim que abrimos nossos olhos, nós somos saudados pelo belo mar e podemos aproveitar a brisa no momento que as janelas são abertas. Onde mais podemos encontrar um lugar tão barato com uma bela vista do mar?
Depois que eles empacotaram seus pertences apropriadamente, eles comeram suas últimas refeições nesse apartamento. Conforme a conversa deles foi desenrolando, o tópico da escola foi trazido sem querer e, sem pensar muito nisso, Bai Luo Yin mencionou algumas palavras.
“You Qi passou na segunda rodada de provas para a Academia de Cinema de Pequim.” [Lena: Nyaa~ Que legal!]
Depois de ouvir aquele nome, Gu Hai levantou a cabeça e olhou para Bai Luo Yin, “Por que você entrou em contato com ele?” [Lena: Hmmm E ele não pode? ¬¬ GH, já tá bom de largar do ciúme besta, por favor. Obrigada. -_-”]
“Não entrei. Eu vi isso no fórum online da escola. Alguém postou uma lista de alunos que são elegíveis para a terceira rodada de testes para a Academia e eu vi o nome de You Qi lá.”
“Não poderia ser outra pessoa com o mesmo nome?”
Bai Luo Yin bufou e soltou uma risadinha, “Você acha que um nome tão idiota pode mesmo ser tão comum?”
“Verdade.” Os kuàizi na mão de Gu Hai pararam repentinamente antes dele dizer deliberadamente, “Você parece se importar bastante com ele.”
“No começo, eu não me importava tanto, mas desde que nós brigamos por causa dele, ele deixou uma impressão duradoura em mim.” [Lena: Há Há!]
“Você está falando esse caralho de propósito, não é?” Gu Hai ficou hostil rapidamente.
Já acostumado com as variações de humor de Gu Hai, Bai Luo Yin naturalmente mudou de assunto.
“É mesmo, eu não lhe perguntei. Você já pensou pra qual universidade você quer ir?”
Gu Hai respondeu atropeladamente, “Não importa.”
“Não importa?” Bai Luo Yin ficou irritado com essa resposta. “Você não pode ser um pouco mais ambicioso?”
“Quem disse que não sou ambicioso?” Os olhos de Gu Hai foram para Bai Luo Yin. “Mesmo que eu vá para uma universidade, eu não vou perder meu tempo lá. Eu planejo começar meu próprio negócio depois de dois anos. Se for frequentar aulas ou sendo um empreendedor, eu não vou negligenciar nenhum dos dois. Eu sou uma pessoa muito prática. Conhecimento teórico não me atrai, e nem gosto de seguir o caminho de um oficial do governo, então entrar nos negócios é o melhor pra mim.”
Bai Luo Yin pensava que isso não era uma ideia provável. “E quanto aos fundos de investimento?”
“Como eu tenho um plano sólido, eu definitivamente posso assegurar o investimento apropriado. Eu posso começar com algo pequeno e expandir gradualmente.”
“Eu temo que, assim que o dinheiro estiver nas suas mãos, você vai se exibir e gastar tudo em menos de dois dias.”
“O que você está tentando dizer?! Você faz parecer que eu não tenho nenhum autocontrole.”
“Você já teve algum, para começo de conversa?” Bai Luo Yin estava extremamente cético.
As sobrancelhas de Gu Hai se levantaram em questionamento enquanto um flash de luz passou pelos olhos dele, insinuando algo que era óbvio para ambos. “De qual aspecto de mim você está falando?”
“Coma sua comida!” [Lena: Kkkkkkkk]
*****

22 Comentários

  1. 💖💖 Lena obrigado por mais um capítulo esses dois é uma viagem imagino que o coração do General esteja amolecendo Tomara que seja logo💓💓💓

    ResponderExcluir
  2. “No começo, eu não me importava tanto, mas desde que nós brigamos por causa dele, ele deixou uma impressão duradoura em mim.” 
    Bai luo Yin é TERRÍVEL!!!!😂😂😂😂
    Ele não cansa de provocar o hubby!!!
    Lena, eu não entendi o que o Yin zi quis dizer no final. O que foi?
    Ps: Lena, obrigada pelo seu esforço.💖💖 V alegrou meu dia hj. Pra mim um dia sem capítulo de Heroine não tem graça.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yin Zi adora provocar! hehehe É até bom. Assim o GH vai se acostumando e talvez comece a reagir de forma menos extrema aos ciúmes dele. XD

      Com mais detalhe ficaria:
      - O que está tentando dizer? Você faz parecer que não tenho nenhum autocontrole.
      - Para começo de conversa, você já teve algum autocontrole alguma vez?

      Seria isso. hehe (Era essa parte mesmo, né? XD)

      Excluir
  3. Que capítulo maravilhoso! Que general nojento, como ele pode ser pai do Da Hai?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me pergunto a mesma coisa. Uma sorte o GH conseguir ser tão carinhoso tendo um pai dele. Ele definitivamente herdou esse lado dele da mãe.

      Excluir
  4. Não vejo guhai com um futuro rico, já o Yinza vai ser o cabeça da casa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que não vai ser assim não, Insaow. Ele fala em ser um empresário com muita convicção. E quando ele quer uma coisa ele faz acontecer.
      #EuAcreditoNoGuHai

      Excluir
  5. Lenaaa! Será que vai ter mais algum capítulo falando do You Qi e do Meng Meng? To com saudade deles ❤❤❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Calma, vai sim, Chai não esqueceu deles...

      Excluir
  6. Aí esse general não quer filho quer um clone dele isso sim credo, ainda bem que Gu Hai não puxou nada dele, como é bom ter dinheiro pra queimar carros né kkkkk, vlw Lena 😘

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Que CAP maravilhoso ❤ Da Hai você consegue nos acreditamos em você, Yin Zi melhor pessoa kkkk sdds YouQi

    ResponderExcluir
  9. GH e BYL que sejam felizes enquanto puderem...

    ResponderExcluir
  10. Amei essa cena deles no ano novo! ❤️

    ResponderExcluir
  11. Saudades do You Qi e Meng Meng!
    Gu Hai sempre ciumento e BLY sempre provocando! rsrsrsrs.... Muito amor!

    ResponderExcluir
  12. Valeu Lena! Tudo de bom para você!

    ResponderExcluir
  13. Obrigado, lindo capitulo .Obrigado!!!

    ResponderExcluir
  14. Que capitulo gostoso de ler..muito obrigada Lena!! Eu não sei quanto a você Lena mas eu adoro as demonstrações de ciúme tanto de quanto de outro..adoro...as do Gu Hai são impagáveis, eta homem ciumento!!

    ResponderExcluir
  15. Apesar de no começo ela ter sido um fiasco, mas agora estou começando a sentir pena da mãe do BLY por ter que ficar casada com um traste desses.

    ResponderExcluir
  16. Muito obrigada pela tradução, só descobri a novel e a web serie de addicted recentemente e me divirto com esses dois idiotas (tirando a parte do ciumes besta do gu hai e.e e o chato do pai dele)

    ResponderExcluir
  17. Adoro você Lena! Por favor, não desista da novel, não desista de mim hehe❤

    ResponderExcluir