Yo! Terebi no mae no minna! o/

Oi genteeee!!!! \o/

Não tenho muito o que dizer hoje... hehe Finalmente o reencontro!!!! ヾ(゚∀゚○)ツ三ヾ(●゚∀゚)ノ

AVISO: Como era de se esperar (hehe), tem partes lemon nesse capítulo. XD

Lena.

___________________________________


Cap. 174: O jovem casal se reúne



 Depois de se movimentarem entre as aulas, com os braços jogados no ombro um do outro, Bai Luo Yin e You Qi saíram da sala de aula.
Desde que Gu Hai tinha ido para o exterior, a proximidade de Bai Luo Yin e You Qi tinha subido ao céu e disparou através das nuvens bem para o alto. Até os fóruns online de fofoca da escola começaram a discutir sobre como You Qi abandonou Yang Meng e tinha se apaixonado por outra pessoa. Um dos administradores do site também tomou a iniciativa de fazer uma postagem intitulada, “Meu amigo mais confiável inesperadamente roubou meu namorado.” [Lena: LOL Esse fórum da escola é só fujoshi! hahaha]
Hoje, You Qi fez uma pergunta rara, “Quando Gu Hai vai voltar?”
Bai Luo Yin deliberadamente fingiu ser um bastardo e disse, “Se você não mencionasse isso eu quase teria esquecido sobre aquela pessoa.”
Exatamente quando essas palavras saíram da boca dele, chegou uma ligação de Gu Hai.
“Yin Zi, estou de volta. Estou no aeroporto agora esperando pela bagagem passar.....”
No momento que ele ouviu a voz familiar e as palavras – que ele estivera se doendo para ouvir – ditas tão suavemente entraram em sua cabeça vazia, Bai Luo Yin foi incapaz de controlar o calor que entrou em seu coração e suas expressões. Na verdade, ele realmente queria esconder isso, mas infelizmente, fora a empolgação, não tinha mais nada que se atrevia a cruzar sua mente.
Depois de guardar o celular, ele lançou um olhar sugestivo para You Qi e, sem dizer mais nada, ele imediatamente se virou e começou a correr. Em menos de dez segundos, ele disparou para fora da escola e, como uma tempestade furiosa, se apressou para a rua.....
You Qi ficou olhando inexpressivo enquanto a sombra de Bai Luo Yin corria pela multidão de estudantes e desaparecia para as ruas errantes. A sua habilidade de se mover tinha parada assim que ele sentiu seu coração mergulhar nas profundezas de um buraco gelado. [Lena: ó.ò]
Naquele exato momento, Yang Meng passou ao lado dele. recentemente, as fofocas estavam se espalhando como fogo de palha que recusava ser apagado, então todas as vezes que Yang Meng via You Qi em qualquer lugar, ele mudava de direção e ia por um caminho diferente para não ser visto com ele. Mas hoje, ao ver You Qi com uma aparência tão atordoada, ele não foi capaz de reprimir sua própria curiosidade de florescer. Dispondo as imensas ramificações de serem vistos em público para o lado, ele se aproximou dele.
“Ei bonitão, o que você está fazendo aqui, hã?”
Uma bola de fogo já tinha se surgido na mente de You Qi, ainda assim não tinha lugar algum para ele descontar tudo isso. Agora que um camarada de pele macia com sentimentos sensíveis havia surgido de repente ao lado dele, era apenas conveniente que ele fosse pisar nele.
Sendo assim, ele agarrou a gola de Yang Meng e girou ele três vezes sem nenhum motivo apropriado. Depois que Yang Meng foi capaz de se equilibrar, You Qi segurou ele pelos ombros e o sacudiu freneticamente mais várias vezes. Pobre Yang Meng, com seu cérebro sacudido ao ponto onde ele ia se liquefazer ou pior, ainda era desconhecedor do que You Qi estava fazendo ali.
“Você não acabou de dizer que tinha quase esquecido sobre aquela pessoa, ãh? Ele só fez o caralho de uma ligação e você desaparece. Me diz, por que eu tive que ouvir a voz dele? Por que eu tive que ouvir o que ele disse?!!”
Yang Meng o encarou diretamente e piscou várias vezes, “É porque você tem uma audição muito boa.” [Lena: KKKKKKKKKKKKKK]
You Qi, “......”
___
A caminho do aeroporto, o coração de Bai Luo Yin estava batendo histericamente como se a qualquer minuto ele fosse disparar de seu peito e alcançar o destino mais rápido do que ele próprio poderia. Ele podia ouvir as batidas persistentes, ouvir a saudade que martelava selvagemente cheia de esperança. E apesar de que era fraca e tão fina quanto uma linha, ela estava lá. Ontem à noite, ele sentiu que serem capazes de encontrar um ao outro de novo era apenas um desejo distante que ficava no futuro indefinido. Ele não espera naquele dia; essa felicidade finalmente chegou.
Bai Luo Yin passou meia hora em um táxi, não apenas para acalmar a si mesmo, mas também para evitar que seu coração pulasse mais rápido do que um leão indomado, mas no fim, quanto mais perto ele chegava do local de destino, mais difícil era para ele controlar a empolgação que acenava tão amorosamente.
Assim que o táxi parou completamente, Bai Luo Yin tirou vantagem do tempo em que ele estava pagando o taxista para reprimir seu tumulto emocional.
Gu Hai estava parado na sala de reivindicação de bagagem, esperando que seus presentes viessem pela esteira um por um. Gu Yang estava de pé ao lado dele usando óculos escuros, com uma aparência apática espalhada friamente por todo o seu rosto.
“Está tudo aí?” Gu Yang perguntou.
Gu Hai já lembrava de todos de cor, não tinha necessidade de ele contar conforme cada presente aparecia, “Ainda estão faltando dois.”
Ele estava ainda mais ansioso que Gu Yang sequer pudesse começar a imaginar. Com toda honestidade, ele desejava que pudesse rastejar para dentro daquela máquina transportadora e puxar seus próprios pertences primeiro.
Bai Luo Yin procurou pelo aeroporto algumas vezes até finalmente encontrar o local de pegar bagagem. De longe, ele podia ver Gu Hai inclinando-se para pegar suas coisas. No início, ele queria ir rapidamente para lá e dar um grande abraço de urso nele. Mas, então, ele viu a silhueta de Gu Yang parada ao lado de Gu Hai com aquela aparência pomposa. Ele gradualmente deixou seus próprios passos apressados diminuírem de velocidade para um ritmo estável. Permanecendo calmo e imperturbado, ele se voltou na direção deles e se aproximou.
Finalmente, depois de ver que todos os presentes estavam ali, Gu Hai soltou um enorme suspiro de alivio.
“Você realmente sabe como voltar, heim?” Bai Luo Yin deixou sua voz ser levada fracamente.
Sentindo a respiração atrás dele, o corpo inteiro de Gu Hai ficou rígido. No momento que ele imediatamente permitiu que seu corpo virasse, seu coração quase pulou pela sua garganta como tornado cuspindo seu alvo.
Bai Luo Yin estava de pé atrás dele, usando aquele familiar uniforme escolar, mostrando aquele adorável sorriso e aqueles olhos penetrantes estavam fixos apenas nele. [Lena: Owwww... όᴗὸ~]
Naquele momento, não existiam palavras para descrever os sentimentos de Gu Hai. Nos últimos vinte dias, esse rosto havia aparecido incessantemente nos sonhos dele e hoje ele finalmente era capaz de vê-lo em pessoa!!
Só foram necessários dois passos largos para Gu Hai alcançar Bai Luo Yin. Sem pensar em mais nada, ele repentinamente puxou Bai Luo Yin para um abraço e o abraçou com força, indisposto a jamais deixar seus braços o soltarem.
“Eu senti tanto a sua falta que eu quase morri.”
Gu Hai disse isso enquanto, ao mesmo tempo, pressionava sua mão gentilmente na parte de trás da cabeça de Bai Luo Yin, deixando as bochechas mornas dele aconchegadas na curva de seu pescoço para que ele pudesse sentir totalmente o desejo e intimidade que estiveram ausentes.
Os dois permaneceram abraçados por alguns poucos minutos, sem serem afetados pelos arredores enquanto abraçavam um ao outro firmemente. Era como se o tempo tivesse decidido congelar só para eles assimilarem as respirações um do outro e se banharem na calidez que os envolvia ansiosamente.
Gu Yang, que estava parado ao lado, observava tudo e, finalmente, soltou uma leve tossida, alertando-os para terminar o mais rápido possível.
“Cala a porra da boca e vai tossir em outro lugar!” Gu Hai olhou para Gu Yang com sobrancelhas franzidas e despejou essas palavras sobre ele. [Lena: Huahuahauhauahu Adorei a reação dele! ><]
Então ele continuou a agir como se não tivesse mais ninguém presente e afetuosamente se aconchegou ao lado da orelha de Bai Luo Yin.
Se Gu Yang tivesse um rifle nas mãos deles naquele exato momento, ele já teria matado aquele bastardo imaturo com um tiro!
Bai Luo Yin relutantemente empurrou Gu Hai primeiro, então ele lançou um olhar de esguelha para o rosto de Gu Yang. Apesar de Gu Yang estar usando óculos escuros e Bai Luo Yin ser incapaz de ver claramente a expressão dele, ele ainda podia sentir os olhos frios e severos por trás deles.
Bai Luo Yin riu internamente; a situação era diferente do que ele estava esperando. Dessa vez, Gu Yang não o tratou com desprezo, em vez disso o canto dos lábios dele se curvou em um sorriso irônico.
Enquanto os três saíam do aeroporto, Gu Hai encarou Gu Yang e fez um pedido.
“Eu tenho que ir pra casa com Yin Zi.”
Gu Yang não disse que estava tudo bem, nem disse que não estava. Ele mantinha a mesma expressão o tempo todo, então era quase impossível decifrar os pensamentos dele.
Ainda mantendo uma mente racional, Bai Luo Yin falou, “Você deveria primeiro ir para casa com seu irmão. Ele não voltava há tanto tempo, então você ao menos deveria ajudá-lo a se instalar primeiro, okay?”
“Ele não me precisa que eu o ajude a se instalar.” Gu Hai olhou francamente para Gu Yang e soltou um silvo, “Certo, irmão?”
Gu Yang levantou as sobrancelhas e encarou de volta antes de deixar seus olhos se estreitarem por trás dos óculos escuros, “Acontece que, por acaso, um dos meus amigos quer me encontrar.”
Depois de ter dito isso, ele se virou com tranquilidade e confiança e se retirou.
Bai Luo Yin olhou fixamente para a forma dele se distanciando por alguns segundos.
Notando isso, um bico se formou por conta própria nos lábios de Gu Hai, dando espaço para um ciúme muito visível. Do nada, ele apertou a perna de Bai Luo Yin, “O que você está olhando, heim?”
Bai Luo Yin mudou seu olhar de volta para Gu Hai e perguntou casualmente, “Por que o seu irmão bonito voltou com você?”
Os olhos de Gu Hai escureceram com inveja e rancor, “Retire essa palavra.”
Vendo Gu Hai desse jeito, Bai Luo Yin não disse mais nada e sorriu em vez disso.
Com apenas uma olhada no sorriso resplandecente de Bai Luo Yin, a expressão nos olhos de Gu Hai ficou parecendo que os números ‘502’ [1] tivessem sido escritos repetidamente neles. ‘Eu amo você, Eu amo você’, eles diziam. Ele imediatamente grudou seu rosto no de Bai Luo Yin, recusando-se a se afastar.
[N/T1: 502, em chinês wǔ líng er, quando pronunciado faz a boca fazer os mesmos formatos de quando se diz “wǒ ài nǐ”.]
Ele não sabia quantas vezes ele queria dizer ‘Estou quebrado’ para que ele pudesse transmitir todos os dias miseráveis que ele tinha sofrido sem ele.
Essa longa jornada para longe tinha ensinado a Gu Hai uma importante lição. Mais tarde, não importava aonde ele fosse e não importava o que ele faria lá, ele deveria, a qualquer custo, levar sua esposa com ele, caso contrário seria impossível ele sobreviver aos dias.
“Vamos, voltar para nossa casa.” Gu Hai naturalmente colocou o braço nos ombros de Bai Luo Yin.
Sem se importar muito com a proximidade, os olhos de Bai Luo Yin se voltaram para ele casualmente, “Você não vai levar aquelas coisas com você?”
Gu Hai virou a cabeça para dar uma olhada; ainda tinham dois carrinhos atrás dele.
“Por que você trouxe tantas coisas?”
“Aqueles são todos presentes pra você.”
Uma sensação alarmante se formou no peito de Bai Luo Yin, “Todos pra mim?”
“É claro que são todos pra você.” Gu Hai olhou afetuosamente para Bai Luo Yin e disse com um sorriso amoroso, “O dia antes de partir, eu fui em todas as lojas e procurei por todas essas coisas. Eu sei com certeza que você vai gostar delas, então eu comprei.”
Bai Luo Yin resmungou algumas palavras, “Se eu não soubesse mais, eu teria pensado que você, na verdade, tinha saído de férias......”
“Como, heim? Não importa quanta dificuldade eu tenha sofrido, eu nunca esqueci de lhe fazer feliz!”
As palavras de Gu Hai fizeram ele parecer como se merecesse a maior admiração.
Olhando para aqueles carrinhos lotados de presentes, seu coração não podia evitar de bater um pouco mais rápido.
Na verdade, seu retorno seguro é mais importante do que qualquer outra coisa nesse mundo. [Lena: Arg! Esses dois me matam! ´><`]
No táxi, Gu Hai sentou extremamente perto de Bai Luo Yin no banco de trás. Seu desejo começou a se atiçar incessantemente enquanto ele tentava se aproximar ainda mais. Enquanto ele fingia colocar o braço sobre o ombro de Bai Luo Yin, a mão dele tinha, de fato, começado a deslizar para dentro da gola aberta, tocando a pele macia dentro. Depois que Bai Luo Yin tomou controle dos movimentos da mão dele, Gu Hai apoiou a cabeça no ombro do outro, sentindo o calor que saía da respiração dele. Dalí, ele olhou para cima e observou enquanto o pomo-de-adão de Bai Luo Yin se movimentava. Olhando para isso com olhos atentos, ele cuidadosamente o mordeu com um movimento rápido.
Apesar de Bai Luo Yin ter alertado repetidamente, era completamente inútil. No fim, ele pegou as mãos de Gu Hai e cruzou seus dedos juntos com firmeza até eles chegarem na frente do prédio do apartamento deles.
O elevador subiu lentamente e, dentro desse espaço fechado, tudo o que Bai Luo Yin ouvia eram respirações excitadas. Quanto mais o número do andar aumentava, mais frequente e intensas as respirações contra sua pele ficavam.
Assim que a porta do elevador fechou com um barulho alto, os dois foram imediatamente engolidos pelos desejos um do outro.
Eles forçaram seu caminho para dentro do apartamento e bateram a porta. Gu Hai gentilmente pressionou a cabeça de Bai Luo Yin contra a porta de madeira antes de chover beijos violentos sobre ele freneticamente. A testa dele, bochechas e queixo foram assaltados sem restrições. A língua dele, então, entrou urgentemente na boca de Bai Luo Yin e provou desesperadamente cada canto com os quais ele tinha sonhado tanto. A mente de Bai Luo Yin virou um espaço em branco; suas duas mãos seguravam com força o pescoço de Gu Hai enquanto ele urgentemente respondia. A ponta da língua dele pressionou contra a garganta de Gu Hai, roubando a própria respiração dele enquanto ele atacava avidamente.
Eles ofegaram enquanto seus peitos moviam para cima e para baixo um contra o outro. Era como se um mar pacífico tivesse sido quebrado por infinitas camadas de ondas turbulentas que se recusavam a dissipar.
Se você me perseguir, então eu vou acelerar meu ritmo na margem do rio, então venha me seguir. [Lena: ?]
Gu Hai mordiscava a clavícula de Bai Luo Yin enquanto a mão de Bai Luo Yin tocava o peito suave e firme de Gu Hai. Todo o tempo, os tecidos que cobriam os seus membros doloridos roçavam um no outro criando uma sensação calorosa. Contava a eles sobre a paixão que corria de dentro, como milhares de cavalos num deserto escaldante, e sobre a saudade pela qual eles tinham sofrido miseravelmente.
Mantendo seus lábios selados, os dois, de alguma forma, cambalearam para o quarto e desabaram na cama. Bai Luo Yin arrancou a camisa de Gu Hai e desesperadamente mordeu o mamilo esquerdo dele, então o lambeu para aliviar a dor.
Gu Hai soltou um lamento prazeroso, seguido por um gemido rouco.
“Isso é tão bom...... ah, não consigo aguentar......”
Em um flash, ele virou e pressionou Bai Luo Yin embaixo de si, então deixou sua mão serpentear para dentro da calça de sua esposa. Ela rastejou passando os cabelos densos e rapidamente encontrou a pequena fera que há tempo havia se agitado com vitalidade. Seus dedos ásperos, então, gentilmente alisaram as dobras no topo. O corpo de Bai Luo Yin arqueou imediatamente, suas sobrancelhas franziram com força enquanto sua respiração quente soprava no rosto de Gu Hai.
A mão de Gu Hai lentamente se moveu mais para baixo, passando para além daquelas duas bolas quentes, e chegou na passagem apertada de Bai Luo Yin. Com uma expressão lúbrica dominando seu rosto, ele, de repente, pressionou um de seus dedos para dentro ligeiramente.
“Você sente falta do meu Xiao Hai Zi, certo?”
Bai Luo Yin não podia evitar de soltar um gemido sedutor. Assim que ele viu Gu Hai sorrindo, ele imediatamente mordeu o pomo-de-adão dele.
Imperturbável, Gu Hai começou a rir ainda mais vivamente. Ele enganchou seu braço em volta do pescoço de Bai Luo Yin e o pressionou com força contra seu peito para que seus próprios batimentos frenéticos pudessem ser transmitidos ao ouvido de Bai Luo Yin.
Bai Luo Yin respirou pesadamente, tentando relaxar suas respirações. Depois que suas mãos deslizaram para cima e para baixo no peito macio de Gu Hai, elas gradualmente se deslocaram mais para baixo. Sua mão roçou no tecido sobre o pequeno demônio que estava esperando muito ansiosamente com antecipação.
Gu Hai de repente puxou uma de suas próprias pernas e a deixou viajar pelo corpo de Bai Luo Yin. Seu pé grande, então, acariciou fortemente a bunda de Bai Luo Yin e pressionou, enquanto suas mãos permaneciam nas coradas bochechas quentes dele. Com amor e afeição, ele as acariciou gentilmente enquanto sua respiração ficava mais e mais rouca.
Depois de um momento, Bai Luo Yin abriu a boca para falar, “Vamos arrumar tudo primeiro e então tomar um bom banho. Depois podemos sair pra comer alguma coisa.” [Lena: Há. Bai Luo Yin é seu próprio empata-*oda. kkkkkk]
Gu Hai beliscou o queixo de Bai Luo Yin, dizendo repetidamente com um sorriso sinistro. “Eu quero comer você.”
“Você deve estar extremamente cansado depois de ficar sentado no avião por mais de dez horas. Descanse primeiro e falaremos sobre isso depois.”
“Não estou cansado.”
Gu Hai apertou o corpo de Bai Luo Yin em rebeldia.
“Só de pensar em como eu posso foder você, eu fico energizado imediatamente!”
O punho de Bai Luo Yin pressionou com força no canto da boca de Gu Hai.
Gu Hai continuou a pressionar Bai Luo Yin grosseiramente embaixo dele, antes de tentar arrancar a calça dele.
“Você não pode me deixar dar uma boa olhada em você?” disse Bai Luo Yin com muita dificuldade, “Desde que você chegou até agora, nós não pudemos dizer direito algumas poucas palavras um para o outro ainda.”
Os movimentos de Gu Hai ficaram lerdos, mas, mesmo assim, o sorriso devasso que brotava nos olhos dele enquanto ele olhava para Bai Luo Yin era óbvio demais. Gu Hai beliscou as bochechas dele e disse num tom deleitável, “Então daqui a pouco você tem que tomar um banho comigo.”
Bai Luo Yin brincou com o cabelo de Gu Hai por um segundo antes de concordar.
Quando eles começaram a arrumar as coisas que Gu Hai tinha trazido com ele primeiro, Bai Luo Yin descobriu que todas aquelas coisas eram caras, então, como resultado, ele encarou Gu Hai e fez várias perguntas a ele com relação à origem do dinheiro.
“Ei, é mesmo.” Gu Hai procurou pela bolsa dele por alguns segundos e puxou de lá um cartão que ele jogou para Bai Luo Yin, “É o dinheiro que meu irmão me deu. Eu temo que eu vá gastar tudo cegamente, então vou deixar isso com você por enquanto.”
Bai Luo Yin casualmente fez uma pergunta, “O que exatamente aconteceu com seu irmão?”
“Desvio de verba pública.” Gu Hai respondeu sem muita importância.
Ah........
Bai Luo Yin tinha acabado de colocar o cartão do banco dentro da gaveta, mas, assim que ele ouviu aquelas palavras, ele o tirou e jogou de volta para Gu Hai.
“Então você pode manter isso consigo mesmo.”
A esse ponto, Gu Hai já estava completamente divertido por Bai Luo Yin. Ele não podia evitar de sorrir para ele, “Esse dinheiro é absolutamente limpo, então não se preocupe e guarde isso.”

*****

11 Comentários

  1. BAI LOUYIN VOU TE MATARRR!!!! Finalmente esses dois juntos TÔ MUITO FELIZ♡

    ResponderExcluir
  2. gente do céu !! me amarrota que eu tô passadoooo !!!
    amei esse reencontro tô chorando litros aqui.
    fico feliz por Meng Meng ter voltado mesmo que tenha sofrido um pouco kkkkkk
    muito obrigado por mais esse capitulo

    ResponderExcluir
  3. Nao sei se consigo sobreviver a esse massacre e muitos tiros nao consigo desviar kkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Gente, tantas coisas nesse capítulo curto..rsrsrs.. Ameeeeeeeeeei a volta do Gu hai, mas confesso que ainda estou com peninha do You Qi. Gente, alguém dá um toque nele, tipo "HELLOOOOOOOOO, vc deve gostar do meng meng meu filho! BLY já é do Gu Hai e vc sabe disso, acho q as ações dele agora mostraram definitivamente isso." E como sempre Meng Meng sendo o alvo preferido dele, tudo de mal que ele queria fazer e falar pro BLY (que merecia ouvir umas poucas e boas) ele desconta no coitado e na fofura do Meng Meng.

    ResponderExcluir
  5. Oi Lena qui Capítulo mais emocionante cada vez que eu começo a ler eu fico emocionada muito obrigada

    ResponderExcluir
  6. Meuuuu Deus!!! Oq é isso Bai Lou Yin! Vc teve q parar logo agora q a brincadeira tava ficando boa... :'(
    Mas q reencontro lindoooo!!!
    Obrigada Lena <3

    ResponderExcluir
  7. estava ansiosa por este reencontro e foi mais do que eu esperava, muito lindo Obrigado!!

    ResponderExcluir