Oi pessoal!!!! \^^/

Estão bem, espero. =) Como disse ontem, aqui estão os outros capítulos de LoveSick. ^^

Lena.
____________________________________________________


Capítulo 27: Como eu me atrevo.

Tradução: Equipe Kokoro Lovers
Revisão: Lena.
------------------------------------------
Esta tem sido uma semana incrível para todos nós. O evento de futebol foi muito bom, então todos estavam de bom humor. Inclusive o Sr. Fiem, que geralmente fica parado no portão parecendo ameaçador, não tem ficado por ali esta semana. Nem sequer o vi por aí, suponho que deve estar desfrutando dessa orgulhosa realização. Sinto que é melhor assim. Na realidade prefiro assim (já que não vou ter que colocar a camisa pra dentro). ^__^
Mesmo assim, Deus não está do meu lado. Todos estarão completamente eufóricos esse final de semana, exceto eu. Esse fim de semana será puro inferno. -_-“
Na realidade, estou começando a esquecer o que é ser feliz e aproveitar a vida. Porque desde o momento que foi me dado o título de Presidente do Club de Música por P’Oak (contra minha vontade), eu ainda não encontrei paz até esse dia. Quando todo mundo parecia estar contente, este lamentável presidente teve que correr por aí como uma galinha sem cabeça, tentando terminar de fazer as coisas.
O que quero dizer? Estou falando sobre o concurso ao vivo que será dentro de algumas semanas. Nosso clube é anfitrião do evento todos os anos. Usamos esta oportunidade para encontrar a melhor banda com a finalidade de promover a reputação da nossa escola. Nesses eventos abertos, aqueles que não são do clube de música podem entrar. Só por ser membro do clube não quer dizer que seja o melhor (é só olhar para Om, ele tão tonto quanto uma pedra). (Aw, eu só estou brincando. Ele é bom em alguma coisa... provavelmente?).
Até Earn se inscreveu (e ele está na equipe de animadores). Na realidade este cara é um ótimo cantor. Tentei fazer com que ele se juntasse ao clube tantas vezes. Ele nos ajudou algumas vezes e recusou outras. Dependia se ele tinha tempo livre. Dessa vez, Earn e os membros do clube de torcida competirão como uma banda. Aposto que ele vai se divertir muito.
O nome de Phun também está na lista, como membro de outra banda (Quando foi que ele começou uma banda afinal?). Se bem me lembro, ele toca guitarra. Na verdade, ele é muito bom com vários instrumentos musicais (ele teve um recital de piano solo no natal uns três ou quatro anos atrás, eu acho). Ele também esteve a ponto de juntar-se ao clube, mas esse cara é muito inteligente e capaz. Em vez disso, o Irmão fez ele se juntar ao conselho estudantil, caso contrário, estaríamos no mesmo clube (Ou talvez na equipe de basquete? Agora que paro para pensar, ele também poderia ter se juntado ao clube de Sudoku. Ou a dos matletas? Basicamente, ele é bom em um monte de coisas. Suponho que é melhor trabalhar no conselho estudantil).
Além desses caras, têm um milhão e oitocentas mil pessoas fazendo fila para deixar suas solicitações para o evento. Não posso evitar de sentir como se estivessem só tentando criar mais trabalho para eu fazer. Muito obrigado (Sério, não precisava ficar tão entusiasmados com isto). Semana que vem será a rodada preliminar onde decidiremos que banda subirá ao palco durante o concurso ao vivo. Aposto que terei que trabalhar até as 3 horas da manhã. (Não ouviu falar sobre o aquecimento global? Não é algo bom.) (Na realidade, eu só não tenho dinheiro para ajudar a escola a pagar as contas de energia elétrica.)
“O que aconteceu, Noh? Está muito quieto.” Antes de eu me levar à pura insanidade, a voz de Phun me tira de meu (estressante) transe. Estremeço antes de olhar para fora da janela. A paisagem agora está preenchida de campos de arroz, para além de onde os olhos possam ver. Chegamos em Ratchaburi enquanto estamos a caminho de Hua Hin.
“Deixa de ser tão barulhento... estou tentando ouvir o mar.” Dou-lhe uma desculpa esfarrapada. Posso escutar ele rindo enquanto murmura algo sobre eu ser um esquisito.
Hehe, vocês devem estar surpresos sobre como acabei com ele aqui. Bom, hoje nós não fomos para a escola! Estou descansando das minhas obrigações como presidente do clube de música só por um momento (Sou tremendamente popular ultimamente, todo mundo fica dizendo que precisa falar comigo). Estou sentado no carro preto de Phun, já que de alguma maneira aceitamos ir de viagem a Hua Hin com as meninas semana passada.
Verdade seja dita, eu acho que é realmente uma boa ideia. Posso usar essa oportunidade para escapar desses idiotas com problemas intermináveis (“P’, tem problema se a ficha estiver amassada?” “Posso dobrar a ficha?” “Eu gostaria de mudar o nome da nossa banda.” “Deveríamos tocar canções tailandesas ou canções em inglês?” “Não temos membros suficientes, poderíamos pedir emprestados membros de outra banda?” “Minha namorada pode vir me ver tocar?” “Meu gato não come atum, o que deveria fazer?” Quer saber? foda-se!). Então, agora estou sentado no banco de trás do motorista. Naturalmente, Aim está sentada no banco da frente junto a Phun, enquanto Yuri está sentada ao meu lado.
“Noh, come isso, come isso.” Yuri me joga um saco de Doritos. Ontem de noite ela ficou preparando um monte de lanches. Claro que eu nunca recuso comida. Desfruto dos lanches enquanto pergunto ao Phun se ele quer alguma coisa. “Ei, você quer um pouco?”
“Bastardo, você está perguntando como se você tivesse comprado.” Céus! Ele está me repreendendo em vez disso? Estava sendo amigável, por que está sendo tão estupido sobre isso?!
Yuri ri de nossa briga infantil antes de inclinar-se para dar a sacola para Phun ela mesma. “Deveria pegar algum, é uma bolsa enorme. Não é como se eu fosse capaz de comer tudo sozinha de todo modo.” Olho para o estúpido e belo rosto dele. A princípio estava atuando de maneira cortês antes de finalmente pegar alguns salgados. Às vezes quero chutar a bunda dele quando fica tão desagradável com essas coisas.
“Quer um pouco, Aim?” Phun se vira para perguntar a namorada depois de perceber que ela ficou sentada em silêncio durante um bom tempo. Olho para a menina, que tem um olhar ligeiramente irritado na sua expressão, antes de virar a cabeça para olhar pela janela.
“Estou de dieta...” Não estou seguro se isso é uma resposta ou só uma declaração que queria compartilhar com todos nós. Que seja, eu simplesmente voltarei a curtir meus salgadinhos.
“Nós podemos ser um casal de gordinhos juntos, certo Noh?” Diz Yuri com um grande sorriso revelando seus belos dentes. Não posso evitar de sorrir em resposta. “Sim! Não precisaremos nos preocupar em nos afogar no oceano quando temos nossas próprias boias.” Eu continuo com a brincadeira e Yuri começa a rir. [Lena: Nyaaa Yuri melhor pessoa! Ela e o Noh fazem uma bela dupla (de amigos hehe ¬u¬).]
“Mas nossos filhos não podem ter uma barriga gordinha como nós. Precisamos ter certeza que eles sejam saudáveis.” [Lena: Wow! Vai com calma aê, senão assusta. XD]
Cof, cof, cof, cof. Me engasgo com os aperitivos! Não tenho nem ideia de como seguir depois disso. Não tem mais nada que eu possa fazer além de lidar com a sequela dolorosa de chips de Doritos saindo do meu nariz. Yuri está rindo alto, “Noh, eu só estava brincando! Por que se assusta dessa maneira?! Hahaha! Aqui! Bebe água!” Ela ri enquanto me dá um copo de água depois de servi-lo da garrafa. As meninas e suas brincadeiras de hoje em dia. Acham divertido causar um ataque de pânico em alguém?
Aceito o copo de água enquanto olho para Phun que está nos olhando através do retrovisor. Que diabos é tão engraçado, idiota?
***
Phun continua dirigindo enquanto Aim, Yuri e eu seguimos conversando todo o caminho. Paramos várias vezes em estações de serviços e compramos mais lanches a cada vez (Yuri disse que é mais barato se estocarmos agora do que compra-los no hotel, você pode acreditar?). Às vezes, Yuri e eu experimentamos divertidos óculos de sol e brincamos juntos ruidosamente. Entretanto, Phun e Aim parecem estar mais do lado dos calmos. Não importa quantas vezes eu olhe na direção deles, Phun é sempre quem está andando atrás de Aim.
Finalmente chegamos ao resort de tarde. Yay! Olho meu relógio e vejo que neste momento passam das 3 horas da tarde. Phun e Aim estão nos registrando.
“O resort é tão fofo, não é?” Me diz Yuri enquanto alegremente se deixa cair em cima de um dos sofás modernos do saguão. Ela pula para cima e para baixo, suponho que deve estar se divertindo muito.
“Este sofá é feito de pele de esquilo!”
“Sério?!” Você não acreditaria no quão rápido ela levantou do lugar. Vocês precisam entender uma coisa aqui. Yuri é uma amante de animais, especialmente das criaturas pequenas. Gosta tanto que acho que poderia terminar trabalhando para o Greenpeace depois que se graduasse. Isso significa que a ideia de prejudicar qualquer um desses pequenos animais é um tema proibido para ela (uma vez, ela não me deixou jogar um jogo de Chip & Dale porque se sentia mal por eles, já que estavam sendo golpeados por maças).
“Na verdade não.” Ela acaba jogando uma almofada na minha cara (eu definitivamente pedi por isso). Nós dois começamos a rir enquanto brincamos entre nós. Isto dura um longo tempo antes que Aim e Phun voltem com as chaves na mão.
“O que vocês estavam fazendo?” Aim pergunta sorrindo quando nota que Yuri e eu continuamos armando escândalo. Yuri aproveita essa oportunidade para delatar. “Noh é um Bully [N/T: isso mesmo, bem de “bullying” XD]! Não aguento mais! Todos os meninos da sua escola são um bando de bullies como ele Phun?!” Ei! Não coloques todos os meninos da minha escola no mesmo saco!
Phun sorri enquanto olha para mim. Parece que ele acha algo engraçado sobre tudo isso. “Só ele, Yuri.” Esse idiota não está me ajudando em nada. Eu estreito meus olhos para ele antes de voltar a brincar com a Yuri. “Você é uma bully também. Me pergunto se todas as meninas da sua escola são assim. Elas são, Aim?” Yuri me bate no braço depois que eu faço a pergunta (Ow, isso dói).
Aim está rindo de nossa esquisitice. “É bom ver o quão próximos vocês são. Assim não vão ter problemas em dormir no mesmo quarto. Certo?” Aim me dá uma das chaves. No entanto, fico surpreso com isto. Eu fico trocando entre olhar para as chaves e para o rosto de Phun, cheio de hesitação. [Lena: Garota ridícula. Ò.Ó]
O próprio Phun também uma expressão preocupada em seu rosto. “Aim, pensei que havíamos falado sobre isto.”
“Não, foi você que falou e assumiu que eu estava de acordo com você.” Ah, merda. O que aconteceu entre esses dois? Yuri e eu ficamos calados e olhando um para o outro muito confusos. Phun e Aim continuam a discussão.
“Bem então! Se eu soubesse que íamos passar a noite em quartos separados, não teria me incomodado em vir nessa viagem com você!” Aim levanta a voz, o que faz com que as pessoas do saguão comecem a olhá-los. Phun balança a cabeça com alguma irritação antes de levar Aim para outro lugar (que esteka menos cheio).
“Voltamos já, Noh, Yuri.” Ele se vira para nos avisar. Nós ficamos no saguão nos sentindo completamente perplexos.
Yuri cai para trás no sofá mais uma vez. “Suponho que Aim quer dividir o quarto com o Phun.” Faço meu caminho para me juntar a ela enquanto penso que não entendo como as mulheres funcionam de hoje em dia.
“Não é muito apropriado.” Isto é o que penso.
“Por quê? Eles já tiveram relações. Não é estranho que eles durmam no mesmo quarto, Noh.” Yuri continua defendendo a sua amiga até o ponto de esquecer sobre as outras coisas se isso fosse acontecer. “Então, e a gente?” Espero que essa pergunta desencadeie alguma coisa dentro da cabeça dela.
Yuri fica calada, então decido dizer algo. “Não é uma boa ideia que um menino e uma menina durmam no mesmo quarto de hotel dessa forma. Nós, caras, não temos nada a perder, mas vocês duas têm. O que acontece se alguém que conhece seus pais visse isso? E então? Eu não tenho dinheiro para pedir sua mão em casamento, você sabe.” Imaginei que terminar com uma brincadeira aliviaria o clima. Eu gentilmente acaricio o cabelo dela enquanto ela fica sentada em silêncio. Eu realmente não quero que ela se estresse pelo que acabei de dizer. No entanto, ela me pega desprevenido com o que está prestes a perguntar.

“Você me acha desagradável?”
“Por que está dizendo isto?”
Seus olhos redondos estão começando a ficar vermelhos a ponto de eu começar a me preocupar. “Porque você... nunca me tocou.” Ei não comece a chorar agora! As lágrimas das meninas são uma grande fraqueza minha. Eu queria não me sentir dessa maneira.
“Ei, isso não é algo ruim. Só tento ser respeitoso.”
“Você me acha feia.”
“Não acho.”
“Você acha.”
“Não acho.” [Lena: é que vocês parecem mais irmãos, só isso. ( ̄ヮ ̄)]
“Noh...” Ela começa a fazer beicinhos como uma criança pequena quando se dá conta que não vai ganhar. Não posso evitar de rir pelo modo que ela está agindo. “Você tem idade o suficiente, então tenta entender onde quero chegar.” Falo para ela, enquanto gentilmente acaricio sua cabeça (Não estou batendo na cabeça como faria com Om).
“Mas sinto inveja quando minhas amigas... falam sobre essas coisas. Quero dizer... parece que eles estão tão apaixonados um pelo outro.”
“…………………” Não tenho nem ideia de como responder depois de escutar o que ela disse. Suponho que é porque eu tenho certeza que não posso dar a Yuri o que ela realmente quer. Agora seus olhos estão vermelhos. Só posso pegar em suas pequenas mãos para anima-la.
Yuri fica sentada ali em silencio antes de continuar. “Sei que você nunca me amou, Noh. Não importa o quanto eu tenha me esforçado. Você nunca me amou.” Uma lágrima cai na costa da minha mão e eu fico sem palavras. Quando sai do transe, a Yuri estava chorando de maneira histérica. Agora não tenho nem ideia do que fazer. Não sou bom para acalmar uma menina. Tudo que posso fazer é aumentar meu aperto na mão dela.
“O que aconteceu, Yu?!” Ouço a voz ressoante de Aim atrás de mim. Levanto o olhar com uma expressão suplicante em meu rosto como se precisasse de ajuda desesperadamente. Ambos, Phun e Aim parecem surpresos pelo que está acontecendo. Depois de um tempo, Yuri se levanta de seu lugar. “Aim, seria muito bom descansar um pouco, vou para o quarto.” Nos diz antes de pegar sua bolsa e outras sacolas e liderando o caminho. Aim corre atrás dela para abrir a porta.
Phun me olha fixamente com uma expressão perplexa como se quisesse me perguntar algo. No entanto, ele não pergunta nada. Provavelmente porque estou sacudindo minha cabeça em descrença, então ele me leva ao nosso quarto também.
Nós seguimos caminhando através do corredor, que é decorado de maneira muito elegante e moderna. Acabo de me dar conta que esse deve ser um resort muito luxuoso. Teria saído muito caro se tivéssemos que pagar de nossos próprios bolsos. O funcionário nos disse que nosso quarto se chama ‘Studio Piers’ e eu estava confuso do porquê desse nome. Entendi a razão assim que Phun abriu a porta. Tem uma piscina particular por trás do quarto (é uma piscina que conecta os quartos). Meus olhos brilham quando vejo o que tem além da varanda. Aposto que as meninas devem estar gritando de empolgação também. [Lena: Ou não. ( ̄ヮ ̄)]
Rapidamente jogo a bagagem na cama e inspeciono o quarto. Ele é maravilhosamente decorado. Tem uma TV LCD na parede, uma cama extragrande e inclusive um médio spa como banheiro. Isto é bem luxuoso!
Não me dei conta que Phun estava lentamente guardando suas coisas, já que estou muito deslumbrado com o quarto que ficamos. “Não vai guardar suas coisas?” Ele grita na minha direção.
“Para que? Só vou pegar o que precisar quando chegar a hora. Nós só vamos ficar aqui por alguns dias de todo modo.” Nós simplesmente somos pessoas muito diferentes. Phun ri do meu estilo de vida despreocupada enquanto continua colocando suas roupas nos cabides e guardando dentro do armário. Posso escutar as meninas gritando do quarto ao lado. [Lena: Graças a Deus. kkkkkkkkkkkkk]
“Suponho que as meninas estão com um humor melhor agora.” Phun me diz com um sorriso. Não posso evitar de sorrir em resposta. Logo, nós trocamos de roupa para poder convidar as meninas para brincar na praia, já que o sol agora não está muito forte.
Enquanto estava colocando os chinelos, de repente tive curiosidade e decidi fazer uma pergunta a Phun.
“Ei...” Eu começo. Ele deixa de mexer nos cordões e presta atenção a mim. “O que foi?”
“Por que não quis dividir o quarto com a Aim?” Só quero saber o que está passando na mente dele.
Ele nem sequer hesitou em me dar uma resposta. “Isso não é certo. E eu já fiz coisas horríveis o suficiente como está.” Ele me diz enquanto me dá as toalhas para nós dois. Sinto-me melhor escutando sua resposta.
Dou um tapinha no ombro de Phun com um grande sorriso em meu rosto. “Na minha opinião, você não é mais um cara mal, sabe.” Porque supus que se Phun tivesse dito que era porque queria dormir comigo, então eu teria dado um soco na cara dele e pegado uma carona de volta para Bangkok.
***
Deixamos nosso quarto e nos dirigimos para o quarto ao lado para convidar as meninas para a praia. Parece que elas estavam nos esperando. Eu admito que engoli em seco quando as vi de biquíni. É isso o que querem dizer quando falam que os anos da adolescência são os melhores anos da sua vida, eu acho?
Parece que Phun sabe exatamente o que estou pensando, já que ele pisa no meu pé. Caralho, isso dói! Quê, não posso nem olhar pra sua namorada?! [Lena: Eu acho que o problema não é esse, Noh... hehe]
“Vamos levar essas coisas com a gente!” Yuri nos diz empolgada enquanto pega uma bola e uma enorme boia em forma de golfinho. Rapidamente me aproximo para ajudá-la a levá-los. Não tenho certeza se é só minha imaginação, mas sinto como se ela nem estivesse me olhando.
Nós quatro caminhamos, bem mais rápido que o normal, para a praia em frente ao resort. O lugar onde estamos não está muito cheio. A maioria das pessoas que estão aqui são turistas estrangeiros (Heh heh, exatamente meu estilo). Por outro lado, moradores entediados como nós correm para o oceano quando ele aparece a vista. Bom, três de nós corremos. Está demorando um pouco para convencer Aim para se juntar a nós.
“Vamos, Aim! Esta viagem foi ideia sua!” Yuri grita de longe, a metade de seu corpo já está debaixo d’agua. Phun e eu também já estamos na água esperando por ela. [Lena: Bléé deixa ela lá. (`ε´) hehe Que? Maldade? XD]
“De jeito nenhum... não sei nadar.” Ela nos diz timidamente e não podemos evitar soltar uma enorme gargalhada. A qual pré-escola você foi, Aim? Como é que você não sabe nadar?! Posso ouvir Phun rir junto conosco enquanto eu continuo morrendo de rir.
“Que diabos?! Nem está fundo! E não estamos nadando e nem nada parecido! Você vai simplesmente ficar sentada aí e nos observar?!” Yuri continua tentando convencer sua amiga para que se junte a nós. Vejo quando Aim vira o rosto na direção da costa.
Yuri sacode seu corpo como uma criança fazendo birra antes de pegar o braço de Phun. “Phun, fala com ela, por favor. Por favor? Por favor? Vai? Por favor? Por favor?~”
“Como, exatamente...?” Phun ri pela forma que a Yuri está se comportando, já que ela está se agarrando muito forte em seu braço enquanto continua implorando. “Só faz o que puder. Por favoooooor?”
Heh heh, como podemos dizer não nesta situação? (Eu sou o principal exemplo nisso). Mesmo alguém como Phun não pode lidar com tudo isso e se rende a Yuri. Ele ri e anda de volta para a praia onde está Aim.
Nós observamos enquanto os dois que estão discutindo alguma coisa. Parece que eles estão fazendo algum tipo de acordo (Estamos brincando no mar e não comprando ações. Vocês não precisam fazer tudo isso). Finalmente, Phun mostra um sorriso e acena antes de pegar Aim em seus braços e correr até nós.
“Estamos aqui! A princesa está aqui!” Ele grita antes de jogar sua namorada na água. Yuri e eu estamos rindo alto enquanto Aim ressurge e começa a gritar.
“Phun! Isto não foi o que combinamos!” Ela protesta enquanto bate no peito de Phun. Phun está rindo tanto que seus olhos estão quase fechados. “Bem, você não disse como queria entrar na água.”
Todos nós estamos encharcados, já que ninguém queria passar frio sozinho. Lembro que Aim empurrou Phun debaixo d’água como castigo, só que ele se recusou a afundar sozinho. Ele usou esse braço fino, mas cheio de força para me puxar para baixo com ele (Eu estava me afogando!). Portanto, foi ai onde começaram múltiplas tentativas de assassinato no mar.
Brincamos ruidosamente no mar durante um bom tempo antes de volta para a praia e brincar com a bola que trouxemos conosco. Foi tão cansativo jogar com a bola e ter que correr atrás dela. Foi ainda mais cansativo já que todo mundo se nega a ir atrás dela. Eles estavam se divertindo muito jogando a bola e se assegurando que eu não pudesse alcançá-la.
Apesar de parecer que estávamos passando um bom tempo juntos, notei que Yuri mal disse coisa alguma pra mim. Ela nem sequer me olhava. Cada vez que nossos olhos se encontravam, ela sempre era a primeira a desviar o olhar. Não estou muito certo se estamos tendo um desentendimento sobre alguma coisa, então eu tentei agir o mais normal que pude.
“Está com frio?” Imaginei que deveria tratar de começar uma conversa com ela (apesar de não estar seguro do motivo da nossa briga). Caminho pela água e me dirijo até ela. Yuri está em cima do golfinho gigante, já que terminamos de brincar na praia. O vento está soprando muito forte, não posso deixar de me preocupar.
“Hum... não.” Ela mal me dá uma resposta. Acho isso muito estranho, já que normalmente a Yuri fala bastante. É muito difícil fazer que ela pare de falar. Mas agora? Eu praticamente preciso implorar para que ela fale algo. Então o que realmente está acontecendo com ela?
“Algo errado? Você está muito quieta.”
“Ai!”
Antes que Yuri e eu possamos ter nossa conversa, Aim deixa escapar um grito de dor. Eu me viro para ver o que aconteceu com o casal na praia. Posso ver que Aim está sentada no chão agora.
Phun olha o tornozelo de sua namorada antes de dar um sinal com suas mãos para nós sabermos que Aim o torceu. Aceno em resposta e vejo Phun carregar Aim em suas costas antes de se dirigir de volta ao resort.
Yuri olha para Aim, que está sobre as costas de Phun, por um bom tempo antes de voltar sua atenção a mim chutando água com seu pé. Quanto mais vejo sua expressão indiferente, mas irritado começo a me sentir.
“Yuri, estamos de férias juntos. Não deveria ficar chateada como se fosse uma criança assim.” Devo ter soado de maneira muito fria pela forma que a estou repreendendo porque ela rapidamente se vira e olha para o meu rosto com um olhar amargo. “Não sou uma criança!” Ela grita comigo.
Eu nunca tinha visto seus olhos brilharem de tal maneira antes. Para ser sincero, nunca tinha visto a Yuri tão irritada também. Mas hoje, ela está muito chateada, como se tivesse incrivelmente irritada comigo por alguma coisa.
Eu franzi minhas sobrancelhas enquanto a vejo descer no golfinho gigante. Estou começando a ficar curioso enquanto ela está ali com os olhos cheio de ira. Mas, ao mesmo tempo, ela me olha como se estivessem tentando me desafiar.
“Você é mesmo hétero, Noh?” Seus lábios se moveram e essas palavras saem deles. Ela pega minha mão e a coloca sobre seu peito.

*****

4 Comentários

  1. M E U D E U S que menina esperta KKKKKKKK

    ResponderExcluir
  2. Kkkkkkk, oh gente Yuri saindo d mundo encantado dela. :/
    Até q eles são fofinhos. ~não me batam, por favor~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. Eles são fofinhos, mas acho que não rolava romance aí. XD Eles parecem muito como irmãos. huahauhauhau

      Excluir
  3. Eu adoro a Yuri, se o Noh não fosse completamente do Phun eu torceria por ela.Obrigado!!

    ResponderExcluir