Oi pessoal!!!

Espero que o domingo esteja muito bom pra todo mundo! ^^/

Desculpem a demora. Eu queria postar mais cedo, mas não deu. hehehe Eu também queria terminar logo com o sofrimento do Gu Hai trazendo mais esse capítulo pra vocês, mas adivinhem? Não termina aqui. kkkkkkkkkkkk Tadinho do Da Hai, gente! huahauhauhau

Um beijão pra todos e uma ótima noite! ^3^~

Lena.
" 'Cês tão aí só rindo de mim, né?" hahaha
___________________________________________________________


Cap. 138: O General vem para um cumprimento.




No fim, quem deveria abrir a porta?
Os dois olharam um para o outro, nenhum deles se mexendo nem dizendo uma única palavra enquanto o silêncio envolvia o quarto inteiro.
Bai Luo Yin tinha acabara de aplicar o medicamento e, o que era pior, ele ainda não tinha vestido sua calça. Gu Hai, por outro lado, estava sobrecarregado pelos machucados que ele esteve suportando o tempo todo. E, mesmo quando ele andava, parecia que ele estava sendo torturado.
Finalmente, com sobrancelhas unidas mostrando a dor que morava abaixo, Gu Hai cerrou os dentes e esticou seu corpo.
“Eu vou.”
Bai Luo Yin empurrou Gu Hai de volta para baixo e pesou sobre ele em um esforço de impedi-lo, “Eu vou, seja bom e deite-se. Não se mexa.”
“Você está fazendo essa porra de propósito. Você quer que eles riam de mim quando me virem assim, não é?” Gu Hai o enfrentou. Uma de suas sobrancelhas subiu em suspeita enquanto seus olhos ficaram ainda mais vigilantes enquanto penetravam no par de olhos terrosos de Bai Luo Yin.
“Nesse momento, você e eu estamos amarrados no mesmo barco! Se nós afundarmos ou nadarmos, vai acontecer aos dois juntos. Se eu fosse dizer a eles a verdade, eu não estaria me arrastando pro fundo? Use esse seu traseiro quebrado e pense por um segundo.”
“Seu.....” Gu Hai usou o cobertor odiosamente para se cobrir.
Bai Luo Yin segurou gentilmente na cintura dele enquanto ele continuou a aguentar a dor silenciosamente. Ele se levantou sem disposição, encarou a porta e se moveu até ela. Com cada pequeno passo que ele dava, a campainha continuava cantando para acelerar seu passo. Sem se deixar afetar por isto, ele chegou calmamente na porta da frente. Ele respirou fundo duas vezes antes de esticar suas costas imediatamente. Em menos de um segundo, ele exalou, forçando uma expressão relaxada em seu próprio rosto e abriu a porta.
“Vocês veieram?”
Zhou Shi Hu ficou bastante surpreso quando viu que a pessoa abrindo a porta. Ele de repente bateu no ombro de Bai Luo Yin por um tempo. A força na mão dele era bem grande, quase fazendo o garoto com dor cair no chão.
“Há há há..... Yin Zi, você está aqui também?”
Li Shuo estava bem surpreso. Alguns dias atrás, o jovem mestre até os tinha proibido de mencionar a existência dessa pessoa. Como pode que, em um tempo tão curto, eles estão vivendo juntos de novo?
“Onde está Da Hai?” Li Shuo perguntou.
Com muita dificuldade, Bai Luo Yin forçou um sorriso em seu rosto, mas internamente ele franziu o cenho para o convidado indesejável.
“No quarto.”
“Não pode ser. Ele ainda não levantou?”
Os dois conversaram por um tempo fazendo seu caminho para o quarto.
Bai Luo Yin andou atrás deles deliberadamente e, assim que eles se viraram, seus olhos saindo de cima dele, ele imediatamente dobrou seu corpo para frente, as mãos apertando com força sua cintura enquanto ele trancava os dentes e fazia careta para a dor excruciante que, mais uma vez, se disseminava pelo seu corpo.
“Da Hai, você é mesmo preguiçoso pra caralho. Já é tão tarde e você ainda não levantou?” Li Shuo disse, falando e rindo ao mesmo tempo, e pouco tempo depois ele olhou na direção da bunda de Gu Hai. Num piscar de olhos, a mão dele levantou ligeiramente e estapeou a bunda de repente.
As veias no pescoço de Gu Hai tufaram, criando pequenos vales pela suavidade da pele dele, parecendo como se estivessem prestes a explodir. A respiração dele ficou pesada enquanto ele inspirava e expirava, a dificuldade claramente óbvia e ficando ainda mais evidente com o som da voz dele. Felizmente, tinha um lençol abafando o som que saía dos lábios dele, escondendo este dos outros. Se não, mesmo que ele quisesse fingir, ele não teria sido capaz disso.
Bai Luo Yin, de pé ao lado, riu silenciosamente até que as laterais de seu corpo doeram ainda mais. Por um lado, ele achava aquilo extremamente engraçado, mas por outro lado, ele sentia muita pena de Gu Hai. Esses sentimentos contraditórios, por sua vez, fizeram ele se sentir ainda pior.
Depois de um tempo, quando ele viu que Gu Hai não tinha respondido nada, Zhou Shi Hu encarou Bai Luo Yin e perguntou, “Qual o problema com Da Hai?”
Bai Luo Yin só conseguiu falar alguma besteira, “Ele torceu o tornozelo.”
“Torceu o tornozelo?” Li Shuo questionou com um tom bem despreocupado e uma expressão pouco impressionada, “Não pode ser. Da Hai fraturou o braço antes e ele não reagiu nem um pouco a isso. Ele até brincava de bola com a gente..... e agora ele precisa ficar deitado porque torceu o tornozelo?”
“É verdade!” Zhou Shi Hu retorquiu enquanto dava alguns passos e arrancava o cobertor. Ele puxou uma das pernas de Gu Hai e perguntou numa voz baixa, “É nessa perna?”
Com apenas um puxão, foi criado um grande espaço, de pelo menos dois pés, separando as pernas dele. Alguém só podia imaginar a dor que Gu Hai estava sofrendo.
“Não é essa perna? Então é essa?”
Dizendo isso, ele puxou a outra perna.
Enquanto a dor rasgava da ponta dos dedos dos pés até as coxas internas dele, Gu Hai não pode evitar de rugir.
“Porra, para de puxar!” a voz dele, um rugido descomunal, soou gerando um frio repentino no quarto.
Bai Luo Yin ficou parado ao lado. Apesar de sentir pena dele, ao mesmo tempo ele sentia vontade de rir de novo. Então, quando ele pensou nisso de novo, se ele fosse rir nesse momento, nesse tipo de situação, sua consciência provavelmente o chutaria mais tarde. Então, como resultado, ele optou por simplesmente segurar a risada, e ele a segurou até que as raizes de seus dentes doessem.
Li Shuo e Zhou Shi Hu olharam com atenção a reação despretensiosa de Gu Hai, parecendo que sinceramente não estava fingindo, eles imediatamente se agacharam do lado. Eles pareciam particularmente solícitos para saber sobre a saúde de seu amigo.
“Da Hai, você geralmente é bem forte. Por que você está fazendo tanta onda por causa de um tornozelo torcido huh?”
“É verdade ah. Você não estava nadando naquela água congelante no meio no inverno um tempo atrás? Você treinou por tanto tempo, por que parece que, quanto mais você treina, pior você fica?”
“Exatamente qual de seus pés está torcido huh? Agora a pouco, eu lhe apertei por um bom tempo e ainda não pude descobrir qual dos seus tornozelos está inchado!”
“Da Hai ah, você pode se virar pra cá? Mesmo com o seu tornozelo torcido, não quer dizer que você tenha que conversar conosco deitado de barriga desse jeito, certo?”
“Isso, isso, isso, apenas sente-se. Você não está cansado e com dor de ficar deitado desse jeito o dia todo?”
O rosto sombrio e sinistro de Gu Hai virou na direção daquelas duas pessoas barulhentas e, logo em seguida, ele respondeu fracamente.
“Saiam!”
Li Shuo simplesmente não levou as palavras de Gu Hai a sério enquanto empurrava Zhou Shi Hu.
“Ei, segura no Da Hai e ajude-o a levantar para que ele possa se sentar. Ele não pode usar o pé, então ele não pode se apoiar.”
Zhou Shi Hu levantou de sua posição, adotando uma postura como se pretendesse se aproximar.
Gu Hai gritou com raiva, “Fica longe de mim, porra. Eu desafio qualquer um a tentar tocar em mim!
Os dois ficaram rígidos enquanto todos os seus movimentos paravam. Eles rapidamente trocaram um olhar.
Parece que Gu Hai está mesmo com raiva. Poderia ser...... que é só nós dois que ele não quer que toque né?
“Que tal isso......” Li Shuo se virou, um rosto pintado com grande sentimento de compaixão, “Yin Zi, você ajuda o Da Hai a se sentar.”
Na verdade, Bai Luo Yin estava no meio de assistir, ouvir e, de alguma forma, se divertir com o som da movimentação barulhenta e excitação, mas, no momento que ele ouviu aquelas palavras direcionadas a ele, seu corpo inteiro ficou petrificado.
“Qual o problema?” Zhou Shi Hu perguntou enquanto empurrava Bai Luo Yin para a cama, “Se apresse um pouco! Ele está disposto a deixar você tocar nele.”
Só aquele único empurrão quase fez Bai Luo Yin dar uma cambalhota.
“Ele realmente precisa se sentar huh?” Bai Luo Yin se viu em uma situação muito difícil enquanto a angústia se formava em seu rosto.
“É claro. Nós podemos ver como é difícil para ele ficar deitado de barriga assim!”
Se esse tipo de situação acontecesse em qualquer outra hora, Bai Luo Yin talvez não se importasse tanto com esse cara e apenas fizesse o que fosse logo. Porém, o ponto crucial agora era que ele já estava com uma consciência culpada!
As pessoas, quanto mais se sentem culpadas, mais elas vão fingir ter confiança em si mesmos, já que elas ficam ainda com mais medo que as outras pessoas as vejam através de seus truques. Então, por enquanto, mesmo que seus dentes fossem quebrados em pedaços, ele teria que engolir aquilo!
Quanto mais difícil uma tarefa era, mais esforço que precisava empregar para completa-la.
Isso definitivamente é a dificuldade de um homem!
Se você uma garotinha, tudo o que ela precisaria fazer era chorar infinitamente e estaria acabado.
Enquanto Bai Luo Yin andava para o lado de Gu Hai, este imediatamente virou a cabeça e o encarou.
Naquele momento, Bai Luo Yin, com todo seu coração, desejou que Gu Hai o xingasse também, para que depois ele pudesse se virar e sair também. Então ele não teria mais motivo nenhum para ficar no quarto por mais tempo.
Porém, um momento atrás, Gu Hai havia tido um vislumbre dele rindo, por isso, agora, ele se manteve deitado lá bem obedientemente. Se Bai Luo Yin queria ajudá-lo a se sentar, ele não seria nem um pouco resistente ou indisposto. Ele olhou para Bai Luo Yin desse jeito, esperando que ele viesse carrega-lo.
Você é cruel demais...... Os lábios de Bai Luo Yin se curvaram em várias formas enquanto ele formava essas palavras em silêncio para Gu Hai.
Gu Hai fingiu não ter visto esse gesto e deliberadamente relaxou seu corpo antes de usar toda a sua força para pesar no braço de Bai Luo Yin.
Okay, caralho você está me punindo de propósito, não está? Então vou te ajudar a se levantar de verdade. Eu quero ver, seria mais doloroso se eu lhe levantasse ou seria ainda mais insuportável se você se sentasse na cama!
Li Shuo e Zhou Shi Hu ficaram mais para o lado observando. Quanto mais eles observavam, mais confusos eles ficavam.
Não é nada mais do que ajudar uma pessoa a levantar..... tem mesmo necessidade de colocar tanto esforço nisso? Nem mencione o tempo que ele já havia gastado antes de começar a ação.... o jeito que ele está fazendo isso não é difícil demais?
Bai Luo Yin lassou os dois braços pelas axilas de Gu Hai. Ele dobrou sua cintura para frente e incessantemente direcionou toda a sua força para seus braços. Centímetro por centímetro, ele levantou o tronco de Gu Hai.
No início, Gu Hai não queria cooperar com ele, mas, depois, ele sentiu que era bem insuportável sofrer com esse tipo de ação dolorosa, então como resultado ele não teve escolha além de cooperar.
Os dois pareciam com dois velhos bois de alguma fazenda enquanto persistentemente arfavam e suspiravam em uníssono, até que seus rostos sufocaram em tons arroxeados.
“Eu acho que a doença do Da Hai não é coisa pequena,” disse Li Shuo assim que se aproximou da orelha de Zhou Shi Hu.
Zhou Shi Hu mostrou um ar de desaprovação para essa declaração.
“Se ele não for movimentado apropriadamente, tem a possibilidade dele fraturar ou despedaçar os ossos.”
“Então por que ele não foi a um hospital?”
“Você esqueceu, sempre que ele fica doente, ele gosta de carregar seu próprio fardo. Ele é assim desde que era criança.”
Finalmente, depois de um tempo considerável, Gu Hai sentou!!
Bai Luo Yin, como se aliviado desse fardo, esticou sua costa e sorrateiramente enxugou as gotas de suor que haviam se formado friamente em sua testa aquecida. Ele, então, olhou para Li Shuo e Zhou Shi Hu com uma expressão que apenas o vencedor de um desafio poderia produzir.
“Então nós vamos sair primeiro!”
Bai Luo Yin, “.........”
Dois pares furiosos de olhos gradualmente se viraram para Li Shuo e Zhou Shi Hu, parecendo que iam queimar um buraco nas almas deles.
“Vocês não queriam que eu me sentasse para poder conversar com vocês dois?”
“Nós podemos ver que não é conveniente pra você, então vamos ver outro dia.”
Se não fosse por Gu Hai estar incapaz de se mover livremente, ele já teria disparado da cama e estapeado cada um deles duzentas vezes no rosto.
Por que vocês não disseram isso antes? Por que caralho vocês não disseram isso antes?!!!
__
Naquela tarde, Bai Luo Yin fez o pedido de duas marmitas de um restaurante. Um era um prato vegetariano especialmente simples. Com apenas uma olhada, qualquer um poderia discernir que era suave. O outro era um prato especialmente cheiroso de carne e, com apenas uma olhada, um poderia ser rejuvenescido com abundância de energia.
Gu Hai podia sentir o cheiro tentador que permeava da carne. Como se o provocasse, o cheiro flutuou em sua direção com grande velocidade. Mais uma vez, ele olhou para sua própria tigela de mingau com espinafre em cima encarando-o de volta. Ele não podia evitar de perguntar, “Eu só posso comer isso?”
Com o canto de sua boca ainda gordurosa, ele retorquiu com, “Você não pode comer nada gorduroso porque você pode sofrer facilmente de excessivo calor interno [1].”
Então não se sente comendo avidamente na minha frente. Você está fazendo minha boca salivar de propósito!
O coração, uma vez batendo equilibradamente no peito de Gu Hai, ficou instável.
“Quando você estava machucado, eu lhe acompanhei por quatro dias, só tomando fluidos intravenosos. E eu nem toquei em mais nada.”
“Eu não consigo fazer isso como você.”
Bai Luo Yin usou os dentes para rasgar um pedaço de carne em sua mão antes de encher a boca e proceder a mastigar com grande apetite.
“Você já está acabado. Então eu não posso me acabar de novo. Quando for preciso, quem vai cuidar de você, huh?!”
Que bela desculpa.
Gu Hai queria chorar e rir ao mesmo tempo.
Bai Luo Yin viu que a comida na frente de Gu Hai nem tinha sido tocada ainda, então ele perguntou, “Você não quer comer?”
Gu Hai não disse nada e permaneceu quieto.
Bai Luo Yin, então, arrebatou a tigela das mãos de Gu Hai e pegou a colher que estava descansando para o lado. Ele aparou uma colher cheia de mingau a colocou no lado da boca de Gu Hai.
Um sorriso apareceu nos olhos de Gu Hai enquanto ele riu levemente e olhou para o belo rosto de Bai Luo Yin. E, um segundo depois, ele perguntou propositalmente em um tom de voz muito formal, “O que está fazendo? [2]
Bai Luo Yin friamente lançou um olhar para Gu Hai, dizendo simplesmente, “Abra a boca.”
Gu Hai obedientemente abriu a boca com antecipação. Uma colher de mingau tão simples e sem graça imediatamente se tornou uma delícia maravilhosa assim que entrou em sua boca.
Os dois comeram juntos, uma colher pra você e uma colher para mim. Eles comeram até que energia se dispersou apropriadamente pelos seus corpos uma vez enfraquecidos.
De repente, houve uma batida na porta.
Bai Luo Yin se virou na direção do som e viu duas silhuetas altas e fortes paradas na porta de entrada.
De um lado era Gu Wei Ting, com aquela expressão facial de com-raiva-de-ninguém, porém ainda séria e severa. E a outra pessoa era o guarda-costas consciencioso e sorridente.
A tigela de mingau na mão dele quase caiu na cama enquanto ele encarava os dois.
Um momento atrás, quando ele foi até a porta de entrada para pegar as marmitas, ele havia esquecido de trancar a porta......
Todos os quatro se recusavam a se mexer de suas posições enquanto permaneciam plantados.
“Finalmente, foi o guarda-costas que sorriu e começou a falar primeiro, “Podemos entrar?”
Gu Hai disse sem entusiasmo, “Entrem.”
Gu Wei Ting entrou no quarto primeiro. A expressão dele estava bem séria, mas seus olhos estavam cheios com profunda preocupação enquanto eles piscavam para seu filho. O guarda-costas seguiu logo atrás dele com um sorriso gentil e caloroso agraciando seus lábios o tempo todo.
“Xiao Hai, o general ouviu que você estava doente e especialmente correu para cá pra ver você.”
Gu Hai e Bai Luo Yin, “..........”
_________________________
Notas de Tradução:
[1] Calor interno excessivo: os sintomas incluem constipação, conjuntivite e inflamação das cavidades oral e nasal.
[2] “O que está fazendo?” – Aqui, Gu Hai usou a palavra (nín), que significa você de modo formal. Pode ser usado com alguém mais velho, que você respeita, de maior status, etc.

18 Comentários

  1. Kkkkkkkkk hje é o dia das visitas... Socorro!

    ResponderExcluir
  2. Gente é possível alguem rir tanto como eu ri nesse capítulo. Coitado do Gu Hai.

    ResponderExcluir
  3. Kkkkkkkkk Meu... Só piora kkklkk Coitado do Gu kkkkk

    ResponderExcluir
  4. Alguém me socorro nao consigo respirar de tanto que estou rindo kkkk, péssima hora para visitas pior que isso sempre acontece comigo quando a gente nao esta preparado para receber visitas elas aparecem kkkk

    ResponderExcluir
  5. Kkk tá pegando fogo😄obrigada Lena😍😍

    ResponderExcluir
  6. kkkkkkkkkk eu ri disso. Finalmente aqueles dois apareceram pra deixar as coisas menos sérias. E agora, vamos ao próximo round de visitantes com o general todo poderoso e ranzinza. Será que ele vai começar a suspeitar de alguma coisa, ou será a bruxa da mãe de Yin Zi que irá descobrir primeiro, e chantagear o filho com isso pra virar uma marionete dela? *BATENDO NA MADEIRA PRA ESPANTAR MAL PRESSÁGIO* . U.U

    ResponderExcluir
  7. RINDO PRA SEMPRE DS DOR DO DA HAI... TADINHO EU JÁ PERDOEI N PRECISA MAIS SOFRER KKKKKKK... OQ DIZER DO FINAL GU HAI BAI LUO YIN (E EU) "......" AI SEM OR QUANDO VAI ACABAR ESSA VISITAS TENSAS?!?! KAKAKAKAKAAK

    ResponderExcluir
  8. Da hai fique firme tudo vai se sair bem vc e yin zin so pecisa estudar como fazer para fazer amor sem dor e so com prazer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. To ansioso pra saber se eles vão estudar pra depois "acontecer" kkkkk *querendo spoiler ahhhhh kkkkkkkkkk

      Excluir
  9. Por mais mau que Gu Hai tenha sido, ainda não posso suportar ele sofrendo assim. Não só pela dor mas também pela lambança que que a situação se transformou kkkkkkkkk
    Finalmente consegui te acompanhar, Lena!!♡ muito obrigada pela tradução.

    ResponderExcluir
  10. Eles deveriam ter pendurado na porta um cartaz de "NÃO PERTURBE" poxa que vizitas mais chatas e inconvenientes, obrigado Lena bjss.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na verdade tô achando bem legal as visitas. Tá tirando a tensão e deixando tudo muito engraçado. Tava na hora da gente ri um pouco depois do capítulo 127

      Excluir
  11. eu ri muito e terminei com o coração na mão
    ta pra nascer dois mais fofos que eses dois

    ResponderExcluir
  12. A casa deles tá parecendo aqui com aquelas visitinhas indesejadas no fds. Kkkkkkkk

    ResponderExcluir