Segundo capítulo de hoje! ⊂((・▽・))⊃

Ah. Antes que eu esqueça...🍋🍋🍋 TEM LEMON!!! 🍋🍋🍋 (Eu nunca tinha me tocado que tinha esses limõezinhos aqui. Gostei. huahuahauhua)

____________________________________________________






[Vol. 2] Capítulo 52: Um rival adicional no amor





“O que você está fazendo do lado de fora com um clima tão frio?” Gu Hai perguntou, parecendo como se quisesse ajudar Bai Luo Yin a se levantar. “Seja bom e volte para dentro comigo. Não congele aí.”
Bai Luo Yin imediatamente recusou a mão de Gu Hai. “Apenas me deixe expiar pelos meus pecados aqui. Eu não quero sofrer nenhum castigo no futuro.”
Quando Gu Hai se agachou e olhou para Bai Luo Yin com preocupação – só para notar que ele não parecia estar brincando nem um pouco – ele começou a argumentar com ele. “Que tal isso? Você pode confessar seus pecados para mim e eu vou te ajudar a pesar a gravidade deles. Se eu sentir que você é culpado por esses ‘crimes’ terríveis, então você pode continuar congelando sozinho aqui. Mas se eu sentir que você pode ser perdoado, então nós voltamos a dormir, tudo bem?”
Bai Luo Yin permaneceu em silêncio por um longo tempo até que ele, finalmente, não conseguiu mais se segurar e falou. “Na verdade, eu estraguei aquela refeição de propósito.”
Ouvindo isso, a expressão de Gu Hai mudou de repente, já que, sinceramente, ele teve que beber dois barris de água para tirar o gosto daquela refeição. Ainda assim, ele ainda estava contente sabendo que essa era a primeira vez que Bai Luo Yin cozinhava para ele por vontade própria. Ele nunca poderia ter imaginado que Bai Luo Yin tinha lhe atormentado de propósito.
Mesmo que as coisas tivessem acontecido desse jeito, Gu Hai ainda puxou a mão de Bai Luo Yin galantemente e sorriu com otimismo. “Esse não é apenas um assunto trivial? Eu perdoei você. Contanto que você tenha preparado aquilo, eu não me importo com quais eram suas intenções. Eu sempre ficarei feliz.”
No fim, Bai Luo Yin ainda não tinha se levantado e, em vez disso, ele continuou a confessar tudo o que estava em sua mente. “A verdade é que quando eu vi que Yan Ya Jing tinha comprado o remédio para reduzir cicatriz pra você, eu decidi cozinhar pra você como uma vingança.” [Lena: Huehuehuehue Tão infantil. ^^]
Gu Hai estava tomado pela confusão. “O que ela ter comprado o remédio pra mim tem a ver com você cozinhando?”
“Eu pensei que você tinha pedido para ela comprar o remédio pra você.”
Tudo bem... Gu Hai também podia aceitar aquele raciocínio, embora com grande dificuldade. Apesar de Bai Luo Yin nutrir suspeitas sobre ele, seu motivo inicial foi porque ele se importava com ele. Portanto, Gu Hai entendeu e aceitou as coisas absurdas que ele fizera por ciúmes. [Lena: Se não aceitasse, seria um grande hipócrita. hahaha]
“Além disso, quando você estava comendo... eu te filmei porque queria salvar aquilo. Se acontecesse de você me irritar depois, eu usaria aquilo para te ameaçar.” [Lena: Kkkkkkkkkkkk Savage!]
Os belos momentos que Gu Hai considerava como sagrados e gloriosos se desfizeram instantaneamente em ilusões vazias quando Bai Luo Yin contabilizou suas incontáveis intenções maliciosas.
Apesar disso, Gu Hai era simplesmente um homem genuíno – depois de ouvir tudo aquilo, ele ainda conseguiu manter uma expressão calma e se pôs a confortar Bai Luo Yin. Seu nível inacreditável de aceitação e tolerância podia deixar qualquer um sem palavras.
“Esses não são assuntos sérios. Contanto que você confesse pra mim, eu vou perdoar todos os seus erros, incondicionalmente. Tudo bem, vamos voltar e dormir. Não congele aqui.”
Bai Luo Yin estava prestes a levantar quando, de repente, ele lembrou de uma coisa. “Ah. Eu esqueci de te dizer que, na verdade, aquela...... não foi a primeira refeição que eu cozinhei pra você.”
Em apenas um segundo, Gu Hai parou seus movimentos de puxar Bai Luo Yin para cima.
“A primeira refeição que eu cozinhei foi comida pelo seu irmão.”
Gu Hai, “......”
“E... ela também tinha um sabor melhor do que essa.”
Gu Hai, “......”
Uma vez que Bai Luo Yin tinha dito tudo o que queria, ele se sentiu mais feliz do que antes e se preparou para ficar de pé. “Vamos, vamos voltar a dormir.”
PA!
Gu Hai imediatamente empurrou Bai Luo Yin para baixo de novo.
“Senta! Se você se atreve a levantar, tenta!” A atitude de Gu Hai deu uma virada brusca. Toda a paciência e clemência que ele tinha mantido apenas um momento atrás desapareceram completamente. O que permaneceu foi um par de olhos escarlate, cheios com chamas de tirania e agressão. [Lena: Começou.... ¬¬]
Bai Luo Yin realmente não esperava que fosse sofrer um revés na última sentença. Os assuntos anteriores que ele tinha confessado primeiro e eram considerados – para si mesmo – os crimes mais hediondos, acabaram por ser nada. No entanto, o que ele considerava ser a coisa mais trivial – nem mesmo válido de ser mencionado – inesperadamente fez o rosto de Gu Hai escurecer e explodir de raiva.
“Você não acabou de dizer que nada disso era sério?” Bai Luo Yin pegou o grande discurso anterior de Gu Hai e jogou de volta para ele.
“Como isso não é sério?” Gu Hai disse, seu ser encoberto por nuvens sinistras. “Se isso não é sério, então o que mais poderia ser?!”
“Não é como se eu tivesse cozinhado intencionalmente pra ele comer. Eu cozinhei pra você, mas ele comeu!”
Nesse ponto, os punhos cerrados de Gu Hai estavam estalando com ira. “Não me importa pra quem você cozinhou. No fim, não foi tudo pra barriga dele? Contanto que ele tenha comido, não está tudo bem!!” [Lena: Não é como se ele tivesse esperado o GY chegar pra entregar a comida de bandeja pra ele, né? ¬¬]
Um momento atrás, Gu Hai ainda estava sendo sincero e bondoso a ponto de deixar os cabelos de Bai Luo Yin arrepiados. Mas agora, não havia jeito de mudar sua mentalidade teimosa. Gu Hai usou toda sua força para empurrar a cabeça de Bai Luo Yin para baixo antes de dizer cruelmente, “É melhor você ficar sentado aqui e refletir cuidadosamente!”
Com isso dito, Gu Hai voltou para o quarto.
Quando Bai Luo Yin virou a cabeça para dar uma olhada na costa dele se distanciando, Gu Hai o repreendeu alto, “Fique aí obedientemente! Você não pode voltar pro quarto sem a minha permissão! Eu vou deixar você congelar a noite inteira!”
No entanto, depois que o cara irracional deitou na cama por menos de dez minutos, a mente dele já estava cheia com a imagem de um Bai Luo Yin nu e cativante sentado no chão. Aquela figura perfeita, o contorno suave dos músculos dele, aquele belo par de pernas longas que se cruzavam casualmente, e sem mencionar o volume que estava coberto perfeitamente com uma fina camada de tecido...... era absolutamente arrebatadora.
Nos últimos dias desde que Gu Hai vinha aplicando medicamento nos machucados de Bai Luo Yin, ele próprio quase sofrera hemorragia interna. Apesar de que, com grande dificuldade, ele estava conseguindo manter Bai Luo Yin em casa, o pior era que ele só podia olhar, sem tocar. Para alguém tão inescrupuloso quanto Gu Hai, isso era simplesmente um desperdício imprudente.
Consequentemente, Jovem Mestre Gu parecia estar no meio de uma apresentação de biàn liăn [1]. Quinze minutos atrás, ele foi para o quarto com um rosto sombrio, mas quinze minutos depois, ele saiu de novo com um rosto vermelho e, usando táticas tanto gentis quanto enérgicas, ele iludiu Bai Luo Yin de volta para a cama.
[N/T1: Biàn Liăn (lit. troca-rosto) é uma antiga ópera chinesa que é subgênero da ópera Sichuan. Os artistas dela normalmente usam roupas e máscaras vivamente coloridas. Eles se movem de acordo com a música rápida e dramática e mudam de uma máscara para outra quase imediatamente com o abanar de um leque, movimento da cabeça ou ondulação da mão.]
No curto tempo de poucos minutos, os corpos dos dois estavam entrelaçados. Como Bai Luo Yin exigiu o calor corporal de Gu Hai, este permitiu de boa vontade que ele se esfregasse nele como quisesse. Rapidamente depois disso, ele foi direto ao prato principal enquanto sua mão grande deslizou sem dificuldade para dentro da roupa íntima de Bai Luo Yin.
No momento que Bai Luo Yin sentiu a intrusão, seu corpo enrijeceu. “Você não disse que não tocaria em mim até que eu me recuperasse?”
Gu Hai fez um voto solene, “Mesmo que eu não toque você lá, eu ainda posso fazer você sentir prazer intenso.”
Isso implicava, simplesmente, que Bai Luo Yin seria montado a noite inteira sem ao menos ter uma chance de assumir a liderança.
Ao ver a ligeira hesitação de Bai Luo Yin, Gu Hai imediatamente pressionou Xiao Hai Zi – que estava queimando como ferro de solda – no meio da bunda de Bai Luo Yin, batendo com ele ali ocasionalmente para provocar. “Faz quantos dias? Desde o dia que brigamos até agora, eu não toquei nem na sua mão.”
Bai Luo Yin pensou nisso cuidadosamente, isso é verdade... já passaram mais de dez dias. Como sei ‘filho’ não estava em uma condição muito boa, ele não estivera com humor para pensar nesses assuntos. Mas agora que Gu Hai o tinha afagado daquela forma, Bai Luo Yin realmente queria aquilo, agora que seu desejo foi finalmente incitado. O saudável mestre atrás dele deve ter suportado muito sofrimento, certo?
Subsequentemente, Bai Luo Yin virou a cabeça para receber o beijo profundo que Gu Hai iniciou.
A língua de Gu Hai desceu dos lábios de Bai Luo Yin serpenteando para o espaço entre as pernas dele antes de abri-las convenientemente. Sua língua provocou maliciosamente a parte interna das coxas dele, porém ele se recusava a lamber ou tocar o lembro insaciável no meio.
Bai Luo Yin foi provocado até sua respiração estável se transformar gradualmente em arquejos enquanto ele ofegava por ar. A ponta da língua de Gu Hai deslizou em volta das costuras da cueca dele, fazendo os músculos das pernas de Bai Luo Yin tremerem irregularmente. No fim, ele não pôde aguentar mais aquilo e pressionou a cabeça de Gu Hai em cima de Xiao Yin Zi.
“Me chupa......”
Os lábios de Gu Hai descansaram contra Xiao Yin Zi enquanto um sorriso sedutor se formou no rosto dele. Quando suas mãos, separadas pelo fino tecido da cueca, esfregaram e massagearam Xiao Yin Zi, Bai Luo Yin reagiu imediatamente enquanto a cintura dele se elevou em um arco. Gu Hai deu tapinhas na bunda dele, “Vamos esperar até que você fique melhor antes que eu brinque com ele. Seja bom e me escute. Apenas aguente isso primeiro......”
O rosto de Bai Luo Yin escureceu imediatamente.
Gu Hai não podia suportar ver Bai Luo Yin infeliz, então ele o persuadiu com uma voz suave. “Okay, okay, okay, eu vou dar algumas lambidas nele por cima da sua cueca. Você não pode tirá-la!”
Mas como resultado, depois de apenas ser um pouco provocado por Gu Hai, ficou ainda mais difícil para Bai Luo Yin suportar aquilo. Era como coçar um pé com uma comichão por fora da bota – era simplesmente insatisfatório e a coceira piorava.
Bai Luo Yin finalmente colocou a própria mão dentro da cueca, mas Gu Hai rapidamente o parou e a puxou de volta. Então Gu Hai levantou a cintura de Bai Luo Yin e o manobrou para uma posição de joelhos com o rosto colado na cama. A cueca de Bai Luo Yin foi puxada para baixo e todas as suas partes vergonhosas ficaram completamente expostas na linha de visão de Gu Hai.
Gu Hai admirou a visão magnífica como se fosse uma preciosidade. Ele nem disfarçou seu olhar sem vergonha enquanto seus olhos vagavam divertidamente pelo traseiro exposto de Bai Luo Yin. Este queria evitar isso, mas ele temia que Gu Hai fosse fazer alguma coisa que o fizesse se sentir ainda mais envergonhado.
É uma pena que o pervertido Jovem Mestre Gu nunca fosse desistir de qualquer oportunidade de molestar Bai Luo Yin. Para ele, humilhar o oficial taciturno e fazê-lo mostrar expressões lascivas na frente dele lhe davam um grande sentimento de realização.
Com isso em mente, Gu Hai colocou as mãos de Bai Luo Yin sobre as próprias nádegas antes de ordenar com energia: “Abra elas com suas próprias mãos. Me mostre o quanto você quer isso.”
A expressão de Bai Luo Yin mudou em um flash enquanto seus olhos encaravam Gu Hai odiosamente. Estava óbvio que ele não podia aceitar uma representação obscena de tão larga escala.
Gu Hai não se sentiu nem um pouco desanimado pelo desafio de Bai Luo Yin. Ele saiu da cama, levantando seu orgulhoso Xiao Hai Zi e andou até o armário para tirar a ‘arma’ desenvolvida recentemente. Seus lábios se curvaram em um sorriso perverso enquanto ele pensava: Hoje eu devo punir você até que se torne obediente.
No momento que Bai Luo Yin viu aquela coisa, ele rangeu os dentes imediatamente em ressentimento, “Você simplesmente não vai desistir de promover essa coisa, heim?”
“Eu prometo que você vai gostar.” Gu Hai alardeou mais uma vez.
De fato, Gu Hai se esforçou muito para melhorar a qualidade da vida sexual deles. O brinquedo passou por repetidos testes e modificações, para garantir que era perfeitamente seguro, e o efeito marcante do brinquedo estava além do que a mente humana poderia compreender.
Gu Hai ligou e o ajustou na velocidade normal. Quando ele apontou o brinquedo para a zona erógena de seu baobei, Bai Luo Yin estremeceu imediatamente, como se estivesse sendo eletrocutado. Ele tentou escapar para todas as direções enquanto Gu Hai o perseguia, até que ele foi forçado contra o canto da cama. Ele pegou o brinquedo vibrante e o colocou sobre os mamilos salientes de Bai Luo Yin. Não demorou muito para que prazerosos gemidos graves escapassem daquela boca teimosa.
“Tira isso... Ngh...”
Gu Hai sorriu maldosamente, “Se eu realmente tirar, você não vai chorar?”
Tendo dito isso, Gu Hai deslizou o brinquedo para a cintura de Bai Luo Yin, que não conseguiu se segurar mais enquanto sua cintura se contraía incontrolavelmente de prazer. Os músculos em seu abdômen inferior também estremeciam enquanto ele continuava lutando para escapar do brinquedo.
Ver Bai Luo Yin reagir daquela forma tão libidinosa por um brinquedo fez Gu Hai se sentir um tanto enciumado. Parecia que ele nunca tinha visto Bai Luo Yin ficar tão excitado assim antes, mesmo quando ele tentava lhe dar prazer pessoalmente.
Gu Hai deslocou aquele brinquedo novamente e o colocou entre as nádegas de Bai Luo Yin. Exatamente quando Bai Luo Yin soltou um gemido incontrolável, Gu Hai rapidamente empurrou o brinquedo para dentro.
“Ah... Ah... Nghh...”
Depois de enfiar e puxar o brinquedo do buraco lascivo de Bai Luo Yin algumas vezes, o coração insaciável de Gu Hai ainda se sentia insatisfeito. Ele pegou a mão de Bai Luo Yin e a colocou na extremidade do brinquedo, ordenando-o com uma voz grave, “Se você quer tanto isso, então faça você mesmo.”
De fato, o brinquedo era realmente mais fascinante do que Gu Hai. Quando Gu Hai o ordenou a abrir a própria bunda antes, ele estava extremamente indisposto, mas agora... ele já estava indisposto a tirar aquilo de dentro de si mesmo quando estivera ali apenas a poucos minutos. Ele nem mesmo hesitou em fazer a coisa mais vergonhosa na frente de Gu Hai.
Bai Luo Yin começou a se masturbar com o brinquedo enquanto mordiscava o mamilo inchado de Gu Hai.
Ele instruiu Bai Luo Yin com uma voz rouca enquanto a mão dele circulava sua cabeça, “Baobei, chupa mais forte.”
Obedecendo, Bai Luo Yin chupou com mais força, fazendo Gu Hai soltar imediatamente gemidos abafados, mas altamente satisfeitos.
Quando ele deu outra olhada rápida em Bai Luo Yin, ele pôde vê-lo se ajoelhando ao lado dele, com a mão se movendo vigorosamente atrás dele mesmo enquanto a língua dele girava rapidamente em seu mamilo endurecido. Gu Hai podia imaginar exatamente como o brinquedo vibrador estava sendo engolido e cuspido por aquela entrada sedutora.
A respiração de Gu Hai estava ficando mais e mais instável enquanto transbordava com o cheiro de sangue. Seus olhos estavam ardendo de desejo que inflamaria a qualquer momento. Originalmente, ele tinha planejado humilhar Bai Luo Yin, mas como resultado ele acabou atormentando a si mesmo ao ponto de não conseguir suportar mais. Uma parte dele queria ver a imagem provocante de Bai Luo Yin brincando consigo mesmo até que estivesse lagrimando de prazer, mas outra parte dele também queria sacar sua arma o mais rápido possível e se juntar ao combate. [Lena: Acredito que essa menção a cheiro de sangue seja só no sentido de ele estar se esforçando muito para resistir (igual como eles falam em ter “hemorragia interna” por estar se segurando muito.]
Quando as mãos de Bai Luo Yin finalmente tocaram o membro entre as pernas de Gu Hai, ele notou que a pré-ejaculação do Xiao Hai Zi já tinha alcançado um metro de comprimento. Vendo aquilo, Bai Luo Yin usou os dedos para esfregar o sêmen da ponta da cabeça antes de limpá-lo maliciosamente no canto dos lábios de Gu Hai.
Perdendo o controle, Gu Hai gritou e imediatamente puxou o brinquedo para fora da passagem de Bai Luo Yin enquanto liberava Xiao Hai Zi simultaneamente. Para declarar seu próprio direito de soberania, Gu Hai esfregou seu membro na entrada de Bai Luo Yin, então perguntou com um sussurro rouco, “O que você quer? Hmm?”
O rosto vividamente ruborizado de Bai Luo Yin emitia um charme sedutor. Apesar de ser difícil dizer isso, ele ainda disse a verdade a ele.
“Eu ainda quero aquele brinquedo...” [Lena: Bwahahaha GH se lascou! Perdeu pro brinquedo que ele mesmo mandou fazer! (ŎŎ)]
Com isso dito, Bai Luo Yin esticou a mão para pegar o brinquedo que Gu Hai havia jogado para o lado da cama.
“...??!!”
A expressão de Gu Hai mudou bruscamente enquanto cada respiração sua carregava uma rajada de ciúmes. Ele não pôde se segurar e inseriu Xiao Hai Zi impacientemente, lançando-se grosseiramente pelo bem de tomar um controle imediato.
No fim, Bai Luo Yin finalmente se perdeu em meio a penetração repetitiva. Quando ele estava à beira de gozar, Gu Hai agarrou cruelmente sua cintura e, com cada penetração profunda, ele perguntava, “Você ainda quer aquela coisa?... Hm?...”
O cabelo que tinha ficado encharcado de suor balançava contra a testa de Bai Luo Yin ao ritmo dos movimentos de balanço. Ele estava completamente enlaçado no turbilhão de prazer. Seus lábios finos e sensuais abriam e fechavam erraticamente enquanto ele ofegava.
“Não... Eu só quero você...”
Gu Hai rangeu os dentes em satisfação e, depois de forçar seu pênis apaixonadamente naquela passagem apertada, os dois homens finalmente alcançaram o pico do orgasmo juntos. Exatamente como Gu Hai havia dito, ele realmente não usou as mãos para dar prazer pelo membro de Bai Luo Yin, ele contou apenas em sua própria força formidável e conquistou Xiao Yin Zi.
Para Gu Hai, o som mais bonito do mundo era aquele de quando Bai Luo Yin alcançava seu clímax enquanto chamava ‘Da Hai’ apaixonadamente.
Enquanto Gu Hai ainda estava saboreando daquele doce momento, Bai Luo Yin já estava falando para si mesmo, “Essa coisa certamente é boa de usar.”
Ouvindo isso, Gu Hai virou a cabeça apenas para ver que Bai Luo Yin tinha pegado o ‘rival no amor’ mais uma vez e estava brincando com ele.
Jovem Mestre Gu congelou por alguns segundos antes de rugir, “LARGA–ISSO–AGORA!”
*****
Resultado de imagem para BTS laughing so much gif

13 Comentários

  1. Parece que o jogo virou né Guhai hahahhhah

    ResponderExcluir
  2. Gu Hai com ciúmes do vibrador, kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Kkkkkkkkk como é bom ver esse does amou muito lena obrigado vc e maravilhosa

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. BWAAAAHAHAHAHAHAHAHAHHH!!!!!
    TADINHO DO XIAO HAI ZI!!!!!
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    PERDEU O MARIDO PRO BRINQUEDO!!!!!
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    MORRI!!!!!
    FINALMENTE UMA LIMONADA!!!!!
    JÁ N ERA SEM TEMPO!!!KKKKKKKK
    MANO...MELHOR COISA É UMA TRILOGIA DE ADDICTED!!!NOSSASIÓRA!!!!
    QUASE MORRO DE FELICIDADE!!!
    MAS VAMOS LER O PRÓXIMO, PQ TEM MAIS UUUUUMMM!!!
    AAAAAAAAAA!!!!!
    GRANDE XERUUU!!=3=
    s2 *w*

    ResponderExcluir
  6. Lena,
    Feliz aniversário. Que seja próspero teu viver: profissinal, pessoal e um amor que ilume e se deixe iluminar por você. Obrigada por nos trazer estas traduçoes maravilhosas.

    ResponderExcluir
  7. Sinto inveja desse amor louco desses dois 😍😍😍😍😍😍😍mas uma inveja boa lógico 👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻👏🏻

    ResponderExcluir
  8. Também o amor é incondicional deles, Gu Hai é simplesmente apaixonado pelo Bai Lo yin e vice versa. Sou apaixonada pela essa novel . Parabéns Lena que Deus te abençoe sempre beijos 🎂👏

    ResponderExcluir
  9. Gu se lascou perdeu para o brinquedinho kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  10. Kkkkkkkkkkkkkkkkkk com ciúme del vibrador?

    ResponderExcluir
  11. Meu...... em q ponto chegamos Gu Hai?..
    Em q ponto chegamos?!?!?!
    😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂😂

    ResponderExcluir