E aí, o que estão achando? =)

Pelo menos Wu Qiqiong/Wu Suwei ganhou algo de bom arrebentando a própria cabeça, não acham? Esse médico está se tornando um ótimo amigo! Adoro ele! ^^

Tadinho, tão bobinho ele, né? ç_ç Tem gente que é boa demais para o próprio bem...

Lena.
Posso ter inveja do rosto de um menino? ç_ç Que fofo!
_________________________________________________________________________________


Cap. 6 – Pedir dinheiro emprestado da mãe.



Wu Qiqiong estava deitado de barriga com o IV na mão. Ele virou a cabeça para olhar para Jiang Xiaoshuai. “Eu sou positivo e nunca fiz uma única coisa da qual me envergonhar toda a minha vida. Eu devotei meu coração à ela. Por que ela tem que terminar comigo?”

“Por que você é tão cabeça-dura, fácil de entender e então ela se cansou de você. Todo mundo tem o desejo de conquistar alguém. Quando a satisfação de ter conseguido vai gradualmente sumindo, ela eventualmente vai perder o interesse. Você vai jogar o mesmo jogo ou assistir a mesma série repetidas vezes?”

“Sim. Eu já assisti ‘Sacando espada’ mais de 20 vezes.”

Jiang Xiaoshuai ficou sem palavras. “Quantas pessoas de mente limitada como você existem por aí?”

Wu Qiqiong coçou a capa de seu celular onde a tinta quase tinha saído. Ele se sentia incerto, então ele dirigiu a pergunta a Jiang Xiaoshuai. “Diz... Se eu fosse encontra-la depois da minha recuperação e desse a ela um presente bem caro para provar que eu não sou mesquinho, ela ainda vai terminar comigo?”

Jiang Xiaoshuai disse suas palavras suavemente, “Uma raiz que não ama você vão gerar numerosos galhos razoáveis. Depois que você quebra um, sempre haverá outro depois. Demora um dia para quebrar um galho, enquanto ela meramente precisa de alguns segundos para crescer um novo. O ritmo que você usa para satisfazer as desculpas dela nunca vai alcançar o ritmo que ela arruma desculpas.”

“Eu não acredito nisso.” Wu Qiqiong persistiu.
                                                                                                           
Jiang Xiaoshuai bateu na cabeça de Wu Qiqiong com irritação.

“Por que você é tão cabeça-dura?”

“Eu estudo teoria. Tem uma coisa chamada evidência em todos os assuntos. Sem nenhuma razão concreta, eu não posso inferir nenhuma conclusão. Você deve ter lido muita ficção e estar imaginando demais. Na verdade, interações humanas não são tão complexas quanto parecem. As vezes a razão para duas pessoas terminar é a falha em se comunicar. Situações assim são muito comuns!”

“Ótimo!” Jiang Xiaoshuai decidiu parar de discutir com Wu Qiqiong. “Pense o que quiser!”


Um mês passou rapidamente e o ar já tinha começado a esfriar. O machucado de Wu Qiqiong também se recuperou totalmente. Durante esse período, Wu Qiqiong perdeu mais 5 quilos. Ele estava alegre e seu corpo ficava mais em forma dia após dia. Ele conversava com Jiang Xiaoshuai todos os dias, então os dias não pareciam ser tão terríveis. Além disso, seu temperamento ficou melhor também.

“Realmente saindo dessa vez?” Jiang Xiaoshuai lançou a ele um olhar de esguelha. “Não vai voltar de novo, certo?”

“Provavelmente não. Estou mais certo dessa vez.”

Jiang Xiaoshuai soltou um grande suspiro. “Ótimo. Vá então. Mas passe aqui de vez em quando se estiver livre.”

Wu Qiqiong saiu da clínica com confiança. Comparado a antes, ele não sentira tanta falta de Yue Yue. Ele não ligou para ela imediatamente, ao invés disso, deu a volta e se dirigiu para casa.

A mãe dele estava sentada em uma cama de tijolos costurando uma malha de lã pesada para seu neto. Esses dias, ninguém mais veste esse tipo de calças pesadas. Elas são pesadas e difíceis de lavar. Entretanto, a mãe dele simplesmente queria fazer isso. Ela sempre achava que aquelas vendidas do lado de fora não seriam quentes o suficiente, só com algum tecido e algodão, ela ficava preocupada com isso. Devido sua velha idade, seus olhos já não eram tão bons como antes, era difícil para ela passar a linha na agulha. Suas mãos já estavam doendo e ela ainda não conseguira.

“Deixa eu ajudar você.”

As mãos grossas de Wu Qiqiong seguraram a agulha, seus olhos estavam brilhando; diante deles haviam apenas a agulha e a linha.

“Minha criança, você parece tão magro.” O coração da mãe dele doeu.

Wu Qiqiong riu suavemente. “Estou fazendo dieta.”

“Você não parece bem estando tão magro. Mais gordo é melhor.”

“Não conta se só você gosta de ver, sua nora precisa gostar também.”

Sua mãe perguntou de novo, “Quando Yue Yue vem em nossa casa?”

Wu Qiqiong passou a agulha com a linha para ela e desviou ligeiramente a pergunta. “Em breve. Ela está ocupada com o trabalho esses dias. Ela não encontra o tempo.”

Sua mãe assentiu com a cabeça e continuou com o trabalho a sua frente.

Wu Qiqiong observou enquanto sua mãe colocava o tecido que foi cortado dentro de uma caixa de sapatos, sem ter certeza para que seria usado. Já faziam muitos anos que eles tinham a caixa de sapatos. Mesmo depois da companhia da marca falir, aquela caixa ainda estava firme como sempre, sem uma mínima distorção. O coração de Wu Qiqiong doeu, incapaz de dizer as palavras enterradas em seu peito.

“Você tem algo a me dizer, certo?” Sua mãe viu através de sua inquietação.

Wu Qiqiong não conseguia encontrar sua voz. Era simplesmente impossível colocar em palavras.

A mãe dele o entendia e ela engatinhou lentamente até o outro lado. Camadas de colchas estavam empilhadas cuidadosamente ao lado. Ela retirou as duas primeiras camadas e abriu a que estava logo embaixo, removeu o enchimento e o tecido. Tinha um pequeno bolso costurado apertado ao longo dele. Ela removeu o enchimento e retirou uma bolsinha dele. A bolsa também estava costurada bem fechada. Depois de tirar uma camada depois de outra camada, tinha apenas dez mil dentro.

“Mãe, eu vou devolver isso para a senhora.” Wu Qiqiong disse.

Sua mãe dispensou, “Nós somos mãe e filho. Dinheiro não fica entre nós.”


........

5 Comentários