Oi gente!!! ^^/

Finalmente chegamos ao momento que todos esperavam (o primeiro deles...), que é o dia que Gu Hai começa a dormir *cof cof* na casa *cof* de Bai Luo Yin. hehehe É impressionante como, em pouco tempo, ele já se sente em casa e fica perambulando por todo lado. hahahaha É o amor. É destino. >w< *fangirling*

Divirtam-se!!! Beijos~

Lena.

_________________________________________________________________________________



Cap. 49: Eu devo estar realmente bêbado



Gu Hai levou Bai Luo Yin para casa e Bai Han Qi estava conversando com outras pessoas na entrada de uma viela. Quando ele viu que Gu Hai e Bai Luo Yin já estavam de volta, ele imediatamente pegou seu banquinho dobrável; tinha uma ruga no canto dos olhos dele por causa de seu sorriso.

“Da Hai ah [1], não vá, coma o jantar aqui.”

Bai Luo Yin olhou para Bai Han Qi, obviamente tentando dar algum sinal, “Por que você o está convidando para comer aqui? Ele não é uma pessoa que compreende palavras de cortesia, se você convidá-lo para comer aqui ele com certeza vai.

“Isso é ótimo! Tio é tão gentil de me deixar comer aqui, seria descortês da minha parte ir embora.”

É claro que ia acabar assim!

Bai Luo Yin enrugou as sobrancelhas, ele olhou para Bai Han Qi com olhos cheios de hostilidade.

“Hoje tia Zou vai cozinhar para nós, não vamos servi-lo mal.”

“Não precisa fazer tia Zou cozinhar hoje, é a sua vez!”

Bai Han Qi ficou ali de pé, espantado, por uns 15 minutos, Ele está me elogiando ou amaldiçoando?

Quando Gu Hai entrou na cozinha, tia Zou estava preparando a massa de macarrão, o rolo de madeira grande e grosso rolava para frente e para trás sobre a superfície da massa; depois que a massa foi dobrada igualmente em várias camadas, tan tan tan... a habilidade perfeita e concentrada de corte dividiu a massa muito bem, a espessura era a mesma, o comprimento também similar, basicamente, era quase impossível dizer se o macarrão fora feito por mãos porque parecia totalmente ter sido feito por uma máquina.

“Tia Zou, sua habilidade de corte é incrível, a quanto tempo você pratica?”

Tia Zou apenas sorriu gentilmente, “Isso ao menos precisa de prática? Se você cozinha a mais de 20 anos, qualquer um seria capaz de fazer isso.”

“Você precisa da minha ajuda?”

“Não precisa, apenas vá para o quarto e faça seu dever de casa, eu terminarei isso logo, logo.”

Gu Hai viu que tinham dois pepinos sobre a tábua de corte, ele deu uma mordida e era realmente fresco, ele não podia evitar de dizer algumas palavras de elogio. “Tia Zou, onde você comprou esse pepino? O gosto é muito bom.”

“Esses são os pepinos que nós plantamos em casa, depois, quando voltarmos, você pode pegar uma sacola, leve-os para casa e dê aos seus pais. Nossos pepinos não são tratados com pesticidas, você pode comê-los sem preocupação.”

“Okay, quando voltarmos, eu vou na sua casa pegar alguns!”

Entre conversar e rir, tia Zou já tinha cortado os pepinos, que foram cortados perfeitamente retos, deitados sobre o prato como pequenas cortinas de porta. Além disso, tinham cubos de carne fritos em molho de soja, o cheiro do molho era realmente rico e os cubos de carne eram frescos e macios. Por outro lado, a quantidade de vegetais era igual, tinham grãos de soja, toona chinesa, rabanetes... Todos juntos, eles formavam uma visão cativante, só de olhar para eles, as pessoas se sentiriam ávidas e desejosas.

“Tia, você quer eu prove primeiro no seu lugar?”

“Você terminou ou não?”

Gu Hai nem tinha estendido seu kuàzi para o macarrão ainda quando ouviu a reprimenda de alguém da porta, “Saia e faça alguma coisa! Você se atreve a comer sem fazer nada?”

Quando tia Zou viu as figuras de Bai Luo Yin e Gu Hai de costas, ela não pôde evitar de se perguntar, Esses dois garotos, por que eles são tão dolorosamente doces e amáveis?

Durante o jantar, Gu Hai bebeu uma garrafa de cerveja e comeu enquanto conversava alegremente com vovó Bai. Dessa vez, vovó Bai encontrou um melhor amigo, mesmo depois do jantar ter terminado ela não queria deixar Gu Hai ir. Ela apontou para o pátio e disse alegremente para Gu Hai, “Esse pedaço de terra é cheia com as colheitas que o companheiro Liu Shao Qi [2] nos ensinou a plantar...”

Gu Hai: “.....”

Bai Luo Yin puxou a mão de vovó Bai, persuadindo-a gentilmente, “Vovó, você deve lavar seus pés. Venha, vamos para o seu quarto.”

Se aproveitando do momento que Bai Luo Yin saiu para pegar o pano para limpar os pés de sua avó, Gu Hai o segurou.

“Eu sei o que sua avó quer dizer, ela não quer que eu vá embora.”

Bai Luo Yin deu palmadas firmes no ombro de Gu Hai.

“Você pensa demais!”

Depois de dar duas voltas pelo pátio, Gu Hai foi até a porta do quarto de vovó Bai e observou silenciosamente a luz turva do lado de dentro. Ele não sabia a quanto tempo essa lâmpada era usada, a luminosidade era ainda menor do que a da tela de um celular. No entanto, quando Gu Hai olhou para a lâmpada e olhou para as pessoas sob a luz dela, ele de repente sentiu que seu coração estava completamente cheio de calor. Aqui é casa. A noite em casa não deveria ser tão clara quando o dia, ela devia ser turva e silenciosa, onde as silhuetas de suas pessoas mais queridas ficam crescendo e diminuindo constantemente na parede.

Vovô Bai bebeu um copo de vinho branco e já dormira fazia tempo, seus roncos chegavam fracamente aos ouvidos de Gu Hai. Vovó Bai ainda estava balbuciando infinitamente sentada diante de seu neto, que pacientemente limpava seus pés.

Às vezes, Gu Hai achava que Bai Luo Yin era realmente frio, mas tinham vezes que ele sentia que ele era especialmente cheio de calor.

Ele podia ser caloroso e frio com as pessoas, era tão claro. Quando ele está sendo frio, você pensa que ele é completamente incompatível com a luz do sol acima de sua cabeça, entretanto, quando ele é caloroso, mesmo que apenas uma vez ou outra, não importa quanta neve se acumule em seu coração, ela derreterá em um instante. Esse tipo de pessoa vai agarrar seu coração todas as vezes. Quando você se mover adiante ele vai recuar, e quando você recuar, ele vai virar a cabeça para trás esperando que você venha; isso faz você perder a cabeça. Mesmo que você e ele fossem do mesmo gênero, e vocês fossem apenas amigos, quando ele não está aqui sua vida simplesmente se torna incompleta.

Além de 'droga', Gu Hai não conseguia pensar em outra palavra para descrever Bai Luo Yin.

Quando Bai Luo Yin saiu do quarto de sua avó, seus arredores já tinham se acalmado e ele só ouvia alguns latidos de cachorro ocasionalmente; ele não sabia quando tia Zou tinha saído. O pátio era nitidamente dividido; dentro do banheiro feito com coberta de plástico estava a silhueta cansada de Bai Han Qi, que estava em meio a lavar as roupas. Bai Luo Yin voltou para seu próprio quarto.

Ele não sabia quem acendera as luzes do seu quarto, Bai Luo Yin mal pisara dentro quando ele ficou sem palavras.

Gu Hai já havia tirado seus sapatos e estava deitado na sua cama, descansando a cabeça em seu travesseiro, coberto com sua colcha, e ele não se sentia nem um pouco envergonhado.

“É melhor você dar o fora rápido!”

Bai Luo Yin chutou Gu Hai.

A voz de Gu Hai soava como se estivesse balbuciando, mas quando ele abriu um dos olhos, este brilhou vividamente.

“Eu estou bêbado!”

O rosto de Bai Luo Yin escureceu, “Para de besteira! Você bebeu só uma garrafa, quem está tentando enganar? Rápido, levanta!”

“Eu não consigo levantar!”

“Não seja idiota!”

Bai Luo Yin se inclinou para puxar Gu Hai, mas este forçosamente o puxou para a cama, as tábuas da cama dando um rangido. Gu Hai usou as duas mãos para abraçar o ombro de Bai Luo Yin, suas duas pernas desesperadamente pressionando Bai Luo Yin na cama. Os olhos de Gu Hai estavam semelhantes aos de uma cobra embriagada, se contorcendo e rastejando sobre o corpo de Bai Luo Yin, fazendo este tremer sem deixa-lo escapar facilmente.

O corpo de Bai Luo Yin estava rígido de certa forma.

Gu Hai capturou os olhos hesitantes de Bai Luo Yin, agarrou firmemente o ombro dele e colidiu seus dentes [3].

“Eu devo estar... realmente bêbado.”



____________________________________

Notas de Tradução:


[1] “Da Hai ah” – Não sei se vocês repararam isso na série, mas eles têm esse costume de falar um “ah” depois do nome as vezes. Não sei bem o que quer dizer, mas na Coréia do Sul tem algo bem parecido (alguém aqui vê doramas coreanos? Tipo, se o nome da pessoa é Haesoo – Meu apelido coreano huahauhau – algumas pessoas podem chama-la de “Haesoo ya”, se o nome for Chanyeol, fica “Chanyeol ah”. É uma forma que demonstra proximidade e carinho com quem se fala, da mesma forma que “kun” e “chan” no Japão. Logo, acredito que seja algo desse tipo.

[2] Li Shao Qi (1898-1969) foi um líder comunista chinês e mártir da Revolução Cultural.


[3] Essa frase me deixou maluca!!! Por que diabos ela tá escrita de jeito tão confuso?! *surtando* O que eu quero dizer é... Essa frase, em inglês, está escrita de um jeito que você não sabe se Gu Hai “bateu” os próprios dentes ou se ele “colidiu” os dentes dele com os de Luo Yin, o que seria um beijo... Né!!!!! Arg! DX Maaaassss, assim como ele pode estar usando a desculpa de estar bêbado só para dormir na cama de Bai Luo Yin, ele pode muito bem estar usando a mesma desculpa para se aproveitar do momento e roubar um selinho, né? Hehehe Vai saber... Vamos esperar a outra tradução para tirar a prova...

9 Comentários

  1. <3 <3 <3 finalmente começou... <3
    eu quero mais... por favooooooooor...
    eu quase morro de ansiedade por esperar novos capitulos
    Gu Hai sempre se aproveitando né... ¬.¬
    kkkkkkkkk
    obg por mais este capitulo... bjs!
    P'Phil

    ResponderExcluir
  2. Ain deus, sério... essa novel tá acabando comigo. PQ eu queria tuuuuuuto, queria saber inglês e tals... foda

    Obrigada pelo trabalho. Continuaremos aqui, lendo e comentando. 💜

    ResponderExcluir
  3. Gente esses dois te cativam do pra depois te arrasar. É triste mas não consigo parar de ler kkkkkkkkkkkkk
    Obrigada pelo trabalho😍😘

    ResponderExcluir
  4. O que dizer né. Só quero mais
    Obrigada por traduzir e pelo ótimo trabalho.

    ResponderExcluir
  5. Ainnn Finalmente está começando XD XD XD
    Adoro esse lado cara d pau do Guhai ^^
    Sem falar da fofice tsundere do Bai Louyin ^^
    Amei esse capítulo ^^
    Como essa novel é viciante, ne ^^ Pq será ??? XD XD
    Esperando ansiosamente pelos próximos XD
    Obrigada por continuar com a tradução (^,^)V
    Bjitosss

    ResponderExcluir
  6. aaaaah as coisas estão começando a ficar boas :9 kkk
    obrigada por mais um capitulo *----*

    sera que você pode tira uma duvida?!

    queria saber quantos capítulos são?
    eu tinha visto em algum lugar que era uns 106 capítulos a novel eu acho, mais ae eu vi em outro lugar,
    eles tinha 175 e eles ainda estava postando capítulos e em outro com capítulos 208 .....
    e depois li em algum lugar que a serie terminou por volta do capitulo 112 - 113
    ou seja estou mega confusa O_O

    ResponderExcluir
  7. Tb queria saber quantos capítulos são a novel, e qual capitulo que ira ultrapassar a série ?

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. mdss você salvou minha vida, você não sabe o quanto eu te amo, você é um anjo obrigado, li tudo em 1 dia, e agora estou morrendo de ansiedade para o proximo capitulo,n para pf pf pf, não devia ter lido tão rapido :/ mais fazer oq é viciante, ainda acho que algum dia eles voltaram a gravar a série, fez muito sucesso, não podem parar por causa daquele gorverno -.-'.Mas em fim, muito obrigado de novo <3

    ResponderExcluir