Oi pessoas! o/

Alguém conseguiu ler a bíblia de mais cedo? hahahaha Ninguém é obrigado, mas seria legal. hohoho XD

Aqui está o capítulo 29. Êêêêê, estamos indo bem! \^u^/  Eu gosto bastante desse capítulo. Espero que gostem também. >w<

Bjs.


Lena.

_________________________________________________________________________________



Cap. 29: Bebendo na rua o quanto quiser



“Não beba assim, vai machucar seu estômago.”

Gu Hai tirou o copo de cerveja da mão de Bai Luo Yin, mas o outro garoto rapidamente o pegou de volta, bebeu tudo de um gole, até arrotou depois que acabou de beber, e continuou comendo o espeto de carne na sua outra mão.

Gu Hai de repente pegou o espeto que Bai Luo Yin estava comendo e enfiou na própria boca.

O rosto de Bai Luo Yin escureceu, “Tem muita comida aqui, por que diabos você roubou o meu?”

“Por que eu quero.”

Bai Luo Yin lançou um olhar afiado para Gu Hai e então se virou para gritar pro dono da loja, “Chefe, me dê mais uma cerveja!”

Gu Hai ficou surpreso por um momento e rapidamente parou Bai Luo Yin e gritou para o dono, “Já chega, chefe! Não precisa trazer mais!”

“Se você só quer causar problemas pra mim, cai fora!”

No fim, Gu Hai não pôde impedir Bai Luo Yin, que bebeu e comeu o quanto podia. Quando mais ele bebia mais falante ele ficava, Gu Hai tinha uma chance de saber mais sobre ele.

“Na verdade, minha mãe não é aquele tipo de pessoa; mesmo que ela nunca tenha se importado comigo desde cedo, ela nunca fez aquele tipo de coisa. Ela sempre desprezava o meu pai, ela é uma pessoa muito realista que quer viver no luxo.”

“Eu acredito em você.” Gu Hai apenas sorriu amargamente, “Por sorte, você ainda pode ver sua mãe. A minha mãe já morreu.”

Bai Luo Yin olhou para Guhai, incrédulo. Todo esse tempo ele sempre pensava que Gu Hai tinha uma vida confortável, ao ponto de ficar entediado com ela, então ficava procurando pelos erros de outras pessoas.

“Eu sei o que você está pensando.” Gu Hai acendeu um cigarro e olhou para Bai Luo Yin com um sorriso fraco, “Além de você, você já me viu implicar com outra pessoa?”

Bai Luo Yin estendeu a mão e Gu Hai lhe passou um cigarro. A fumaça permanecia na frente dos olhos deles, enquanto as outras pessoas em volta deles pareciam não existir.

“Você já sabia da situação da minha família desde o começo?” Bai Luo Yin perguntou.

Gu Hai assentiu. “Eu sabia um pouco.”

“Então você ficava implicando comigo e me irritando, tudo para consolar seu coração, é verdade?”

Gu Hai apagou seu cigarro, bebeu um gole de cerveja e segurou seu riso.

“Isso não é implicar com você, é me importar com você, eu estou usando uma forma especial de amar você.”

“Não abuse da minha tolerância para alimentar sua sem vergonhice.”

Depois que Bai Luo Yin disse essas palavras ele riu, Gu Hai também riu. Enquanto eles riam juntos, o ódio entre eles simplesmente desapareceu.

Gu Hai continuava grelhando os espetos de porco enquanto Bai Luo Yin continuava bebendo.

Enquanto ele assistia Gu Hai ocupado em frente à grelha quente, Bai Luo Yin sentiu de repente que esse homem tinha se tornado bem amigável. Talvez fosse pelas suas experiências em comum, que desencadeou uma simpatia no coração de Bai Luo Yin. Talvez tivesse sido o senso de justiça de Gu Hai que comoveu Bai Luo Yin. Talvez fosse simplesmente o efeito do álcool... Bai Lio Yin de repente queria abrir seu coração para essa pessoa.

“Eu tenho muitos amigos. Eles estão sempre juntos quando estão felizes, mas quando têm dificuldades, eles guardam seus problemas para si mesmos.”

Gu Hai, então, lembrou de seus próprios amigos. Ele não pôde evitar de levantar o canto de seu lábio, “Esse é um problema comum entre os homens. Não há o que fazer.”

Bai Luo Yin virou sua garrafa de cerveja de novo, “Eu tinha uma namorada. Ela é muito bonita e a família dela é muito rica, mas nós terminamos. Eu tenho dormido muito todos os dias, porque esse assunto está sempre me incomodando...”

Durante aquela noite, Bai Luo Yin falou sobre muitas coisas e Gu Hai manteve-se em silêncio ao lado dele. Bai Luo Yin falou sobre suas dores e dificuldades sem nenhuma reserva, incluindo como a situação de sua família trouxera obstáculos ao seu relacionamento, o amor irreal deles dois por causa de seu relacionamento à longa distância com Shi Hui, bem como todas as suas preocupações com seu futuro, o conflito com a própria mãe, e sem mencionar o ódio doloroso que ele sentia contra a diferença de classes sociais...

Depois que terminou de ouvir Bai Luo Yin, Gu Hai sentiu que Bai Luo Yin havia erguido uma barreira entre eles novamente. Obviamente, eles estavam ficando um pouco mais próximos mais cedo, mas então essa barreira os separou mais uma vez.

Um Bai Luo Yin completamente bêbado se levantou para fazer xixi. Gu Hai conseguiu arrastá-lo para um lugar vazio e disse-lhe para fazer ali.

Bai Luo Yin levou a mão até a calça e fez um gesto para baixar o zíper, mas, na verdade, sua calça nem tinha zíper, ele só precisava puxá-la para baixo.

Vendo que Bai Luo Yin estava prestes a começar, a expressão de Gu Hai mudou e ele rapidamente parou Bai Luo Yin. “Não faça xixi ainda! Baixe sua calça primeiro, aí você pode fazer!”

“Eu já tirei!”

Bai Luo Yin abriu as mãos, o rosto colorido de vermelho por causa do álcool enquanto sorria estupidamente.

Gu Hai abriu um sorriso com a cena, “Quando que você a tirou? Não é isso que ainda está em você?”

Bai Luo Yin olhou para baixo, a calça ainda estava ali.

“Não precisa tirar, é só fazer com elas aí, evita o trabalho.”

“Pra quem você evita o trabalho?” Gu Hai levou a mão até a frente de Bai Luo Yin, usando uma mão para baixar a calça dele, enquanto a outra mão segurou a mão de Bai Luo Yin ajudando-o a segurar seu membro, “Segura, agora pode mijar.”

Bai Luo Yin escutou Gu Hai obedientemente e começou a fazer xixi. Gu Hai tirou vantagem do luar e deu uma olhada no membro de Bai Luo Yin. Todo cara definitivamente tem um problema em comum: quando ele vê outra pessoa expondo sua masculinidade, ele sempre faria comparações de tamanho entre a sua própria e dos outros.

Depois que Bai Luo Yin terminou, ele olhou para Gu Hai, “Você não vai mijar?”

“Agora não.”

Bai Luo Yin apontou para a calça de Gu Hai. “Então, tire sua calça também, vamos ver quem é o maior de nós dois.”

Gu Hai abriu um largo sorriso enquanto subia a calça de Bai Luo Yin e respondeu, “Da próxima vez... Da próxima vez...”

Bai Luo Yin estava tão bêbado que não andava em linha reta, a cada dois passos ele tropeçava em alguma coisa. Gu Hai não aguentava mais olhar, ele se abaixou para colocar Bai Luo Yin nas costas e o carregou.

Os braços de Bai Luo Yin descansavam nos ombros de Gu Hai e o ar quente de sua expiração se espalhava por todo o pescoço dele. Gu Hai podia sentir seu próprio pescoço queimando, então ele tentou subir mais Bai Luo Yin em sua costa, fazendo o nariz dele bater no seu pescoço.

“Você está com sono?” Gu Hai perguntou.

“Ah...?” Bai Luo Yin respondeu entorpecido.

O tom de Gu Hai nunca foi tão gentil assim, “Então apenas durma. Durma por um tempo e logo você estará em casa.”

“Quem vai dormir? Quem vai dormir?” Bai Luo Yin de repente levantou a voz e deu um soco na bochecha esquerda de Gu Hai, “Você quer cortar meu uniforme com tesoura de novo?”

Metade do rosto de Gu Hai estava doendo. A paciência que ele tinha com outras pessoas nunca chegaria perto da que ele tinha só com Bai Luo Yin. Nem ele mesmo entendia por que ele não podia ficar com raiva na frente desse cara idiota.

“Seu canalha!”

Bai Luo Yin gritou para a rua escura e vazia.

“Se você dizer coisas assim de novo, acredite ou não, eu vou jogar você numa vala.”

Bai Luo Yin não disse uma palavra, sua expiração tocava a orelha de Gu Hai regularmente. Ele caiu no sono, talvez com toda aquela conversa há pouco ele pôde finalmente soltar o peso em seu peito. Gu Hai continuou carregando Bai Luo Yin sentindo que o vento aquela noite não estava tão frio.

“Mãe...”

Um rastro de líquido quente desceu pelo pescoço de Gu Hai, fluiu pelo seu peito e penetrou em seu coração, despertando as emoções que ele tinha suprimido por tanto tempo.





“Tio.”

Assim que Bai Han Qi viu Bai Luo Yin, ele podia finalmente soltar um suspiro de alivio. Ele apressadamente desceu Bai Luo Yin das costas de Gu Hai, sua boca murmurando constantemente para si mesmo, “Finalmente encontrei ele! Não me atrevi a falar sobre isso para a avó dele, rápido entre na casa e descanse!”

“Eu não vou entrar.” Gu Hai respondeu, então tirou o uniforme que estava vestindo e entregou para Bai Han Qi. “Esse é o uniforme de Bai Luo Yin, o clima está realmente frio, por favor coloque mais roupas nele depois.”

“Ah...” Bai Han Qi olhou agradecido para Gu Hai, “Muito obrigado pela sua ajuda hoje.”

“Não foi nada, ele estava se sentindo para baixo hoje, então saiu para beber. Ele deve estar bem pela manhã.”


Bai Han Qi continuamente concordava com a cabeça enquanto olhava as costas de Gu Hai desaparecendo na distância. Ele não podia evitar de suspirar, “Que tipo de família é capaz de criar uma criança tão boa quanto ele?”

_____________________________

Vejam esse vídeo de uma cena cortada do Bai Luo Yin bêbado. hehehe

8 Comentários

  1. Cada dia os capítulos estão bons..... tradutora continue com esse lindo trabalho..... olho todo os dias pra ver se tem novos capítulos.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada por mais um capítulo ^^
    Estou adorando a novel cada vez mais ^^
    Continue com o lindo trabalho ^^
    Fighting (^,^)

    Bjitos (^3^)V

    ResponderExcluir
  3. Ai meu deus *¬* agora que começa as ladaias e as pegações socorr <3 Lindo, continue ~ bjsbjs

    ResponderExcluir
  4. Ai meu deus *¬* agora que começa as ladaias e as pegações socorr <3 Lindo, continue ~ bjsbjs

    ResponderExcluir
  5. Ta quase lá... Ai que amor 😍

    ResponderExcluir
  6. Eu n consegui ver a pt cortada q tu deixou ai em baixo ;-;.
    As traduções estão ótimas

    ResponderExcluir
  7. Deus que me livre! kkkkkkk OMG ~~ ~~ ~~

    Primeiro: Gu Hai ajudou o amigo (Amor da vida dele) a se aliviar ( Fazer xixi enquanto ele [Gu Hai] aproveitava a paisagem rsrs ...)

    Mais tarde : "Fluiu pelo seu peito e penetrou em seu coração, despertando as emoções que ele tinha suprimido por tanto tempo" (Saliva do Bai Luo Yin) GZUS!

    Daí eu disse : -Pronto. 2hu3hu23huhu23hu23@#GY#GY@.
    Claro que bateu um flash back dos meus companheiros de turma do ensino médio kkk,
    pois meu hobby era shippá-los com seus melhores amigos (Muhahahah).

    Apaixonante e com louvor viciante, no próximo eu infarto de vez kk.

    ResponderExcluir