Ahhh~ Quase eu consigo postar antes de meia-noite. =/  hehe

O importante é que está aqui, né? ^^/

Claro que não! Já deve estar todo mundo dormindo! 

=X

Ah. Algumas partes podem parecer estranhas, porque esse capítulo foi traduzido a partir de uma só tradução para o inglês, então não pude comparar com o outro para ver o que ficava melhor. Quando sair o outro eu vejo o que dá para atualizar. =)

Lena.

_________________________________________________________________________________


Cap. 32: Aqui, um aroma agradável permeia



Voltando para casa ao meio-dia, a água dentro da bacia já tinha ficado amarela. Bai Luo Yin levantou o uniforme de Gu Hai, observando-o. Aparentemente tinha uma grande área de mancha amarelada que era bem óbvia, parecia que ia ser um pouco difícil tirar a mancha.

Bai Luo Yin raramente lavava roupa, todas as suas roupas eram lavadas por Bai Han Qi. Uma vez ou outra, quando seu pai não estava em casa, ele lavava algumas de suas próprias roupas porque, se ele deixasse para seus avós fazerem isso, com certeza metade das roupas não ficariam limpas.

Bai Luo Yin apanhou um banquinho de maneira que era bem baixo. Considerando a altura dele, que passava de 1,8 m, era realmente bem difícil esticar as pernas. Apesar disso, ele deveria aguentar esse tipo de posição de sentar, além do mais ele pensou que isso duraria pouco tempo.

No fim, Bai Luo Yin pensou errado.

Basicamente, esse não era um caso que podia ser resolvido em pouco tempo. Independentemente do tipo de sabão que ele usava, se era sabão em pó ou o sabão de enxofre de tia Zou, a mancha só clareava um pouco, mas não podia ser completamente removida. Bai Luo Yin já estava cansado apesar de só ter lavado por pouco tempo. Esse tipo de cansaço é completamente diferente daquele depois de um exercício físico. Apesar de exercícios físicos serem cansativos, a mente ficava relaxada, enquanto isso, esse tipo de cansaço incluía tudo, o corpo ficava cansado e a mente inquieta, até Bai Luo Yin já pensara em jogar o uniforme fora.

Porém, ao pensar que ele teria que pagar 40 yuan pelo uniforme, Bai Luo Yin não podia descarta-lo.

“Lao Bai, Lao Bai [1]”.

A voz de tia Zou chegou aos ouvidos de Bai Luo Yin.

Bai Luo Yin se levantou, o suor acumulando em sua testa estava brilhando sob a luz do sol. Ele usou os braços para enxugar o suor e sorriu na direção de tia Zou.

“Tia, você está aqui.”

Tia Zou usava um grande avental e seu longo cabelo levemente ondulado preso casualmente na nuca. Seu rosto redondo e suave estava preenchido com um sorriso caloroso.

“Sim, aqui estão alguns dumplings recheados para vocês. Estão frescos e com recheio de porco e anis.”

Bai Luo Yin tirou um guardanapo do varal para enxugar as mãos. Ele pegou o prato das mãos de tia Zou e engasgou com elogios, “Cheira tão bem.”

“Você já está acostumado a comer a comida do seu pai, então comer a comida de qualquer outra pessoa deve ser muito delicioso.”

Bai Han Qi tinha acabado de sair da cozinha. Quando ele viu o prato nas mãos de Bai Luo Yin, seu rosto ficou imediatamente envergonhado. Ele não podia nem fingir aquele tipo de falsa cortesia.

“Eu estava pensando agora mesmo em convidar você para comer conosco, você é muito gentil trazendo esse prato para nós.”

Bai Luo Yin apertou os olhos para Bai Han Qi, sem nem mesmo tentar dar-lhe algum crédito.

“Que prato que você faz pode ser apresentado para tia Zou?”

“Claro que tem! As berinjelas fritas que lhe dei da última vez não estavam boas?”

É melhor não mencionar o incidente das berinjelas; só de falar nelas já dava arrepios em Bai Luo Yin. Ele realmente amava comer berinjela porque o prato de berinjelas fritas que vovó Bai fazia era delicioso. Aquele dia, Bai Han Qi quis fazer esse prato sozinho, mas depois disso ele não deixou as berinjelas fatiadas de molho na água, então, quando foram fritas, todas as berinjelas ficaram pretas, parecendo um prato de pickles que tinham fermentado demais. Ainda assim isso não era nada. O que deixou Bai Luo Yin extremamente furioso foi que, quando ele começou a comer, Bai Han Qi não só tinha usado o dobro da quantidade de sal, como também usou o molho de soja escuro. Depois que ele terminou de comer sua língua estava dormente.

Tia Zou teve um vislumbre das roupas dentro da bacia e começou a perguntar, “Quem está lavando as roupas?”

“Ah, sou eu que estou lavando.”

Tia Zou disse ansiosa, “Como seu pai pode permitir que você faça esse tipo de trabalho?”

“Por que eu não posso fazer esse tipo de trabalho?” Bai Luo Yin riu.

Tia Zou andou até a bacia e, sem dizer mais nada, ela se sentou e começou a esfregar com as mãos.

“Seu trabalho é ler livros e estudar. Esse tipo de coisa é trabalho nosso.”

Primeiro, Bai Luo Yin queria parar tia Zou, mas quando ele se aproximou dela viu que ela esfregava com toda a força. De repente, ele perdeu a coragem de estender as mãos e para-la. Ele não sabia por que, apesar de tia Zou ser uma dona de casa e da força dela não ser maior que a dele, quando ele a viu esfregando as roupas sentiu que ela era realmente forte. Há não muito tempo atrás, a mancha ainda estava óbvia, mas depois de passar pela lavagem pesada dela, ele não podia mais ver a mancha. Bem assustador. Parece que em todas as áreas tem um especialista assim como um amador.

Tia Zou derramou a água suja, derramou um balde de água limpa nas roupas, repetindo isso duas ou três vezes. O uniforme, anteriormente com uma aparência trágica, agora já parecia novo em folha. Apesar de não poder ser comparado a um recém comprado, pelo menos as manchas de sangue não podiam mais ser vistas.

Olhando para o uniforme branco pendurado no varal, o coração de Bai Luo Yin repentinamente ficou mais leve.

Na manhã seguinte, Gu Hai pegou sua bicicleta e passeou pela vizinhança de Bai Luo Yin por algum tempo até a silhueta deste aparecer do meio dos raios de sol da manhã. Os cantos da boca de Gu Hai se curvaram num sorriso, ele tirou suas pernas longas e esguias do chão e as rodas da bicicleta começaram a girar, deixando gotas de orvalho para trás.

Bai Luo Yin estava andando quando, de repente, uma bicicleta roçou o seu corpo. A bicicleta foi bem rápida, e também era pesada. A força obrigou Bai Luo Yin a inclinar levemente o corpo para frente.

Sem pensar, ele já sabia quem era a pessoa idiota por trás disso.

À frente, o pé de Gu Hai pisou no chão e ele rapidamente virou a bicicleta enquanto apertada com força os freios, as rodas da bicicleta criando um belo arco no chão. Ele virou a cabeça e sorriu para Bai Luo Yin. Um sorriso maldoso que era como a luz morna e gentil da manhã em um dia frio, seu corpo inteiro dando a sensação de masculinidade misturada com ternura.

Entretanto, Bai Luo Yin era incapaz de admirar Gu Hai. Ele andou despreocupadamente adiante enquanto friamente dizia algumas palavras.

“Você ainda consegue manobrar com essa bicicleta acabada de segunda mão?”

Gu Hai estava meio andando e meio pedalando sua bicicleta, seguindo Bai Luo Yin de trás, “Como você sabe que minha bicicleta é de segunda mão?”

“Todo dia sempre tem uma bicicleta que desaparece nessa área. Se a sua fosse nova, você já a teria perdido agora.”

“Por que você não disse isso antes?!” A expressão de Gu Hai estava cheia de arrependimento, “Se eu soubesse antes que bicicletas eram facilmente roubada por aqui, eu não teria gastado tanto dinheiro para comprar uma.”

“Você não disse que sempre morou nessa área? Como você não está ciente desse problema?”

Gu Hai engasgou depois de ouvir essa frase.

“Tia Zou, por favor nos traga duas tigelas de coalhada de feijão, cinco pães de gergelim recheados com salsicha e duas panquecas doces fritas.”

Gu Hai também disse para tia Zou, “Me traga uma porção também, o mesmo de Bai Luo Yin.”

Bai Luo Yin olhou para Gu Hai com olhar de surpresa.

Gu Hai perguntou, “Qual o problema?”

“Nada.”

Na verdade, Bai Luo Yin queria dizer meu pedido já inclui a sua parte, mas, no fim, ele hesitou então não disse nada.

Dois garotos sentados em uma mesa que estava quase cheia com café da manhã. Falando honestamente, Bai Luo Yin podia comer facilmente a comida dos dois pedidos e, no máximo, ele comeria menos no almoço. No entanto, ele estava preocupado que Gu Hai fosse desperdiçar a comida, tia Zou lhes dera bastante comida e por um preço baixo. Além disse, todas as comidas eram a coisa real, sem ingredientes falsos e, precisamente por causa disso, Bai Luo Yin detestava seu hábito de deixar um pedaço ou dois depois de terminar a refeição.

Gu Hai tirou um pedaço da panqueca doce frita, a superfície era crocante enquanto o interior era macio. O gosto era duas vezes mais delicioso dentro da boca.

“Faz um bom tempo desde que comi uma panqueca doce frita tão autêntica.”

Originalmente, Gu Hai queria falar sobre a primeira vez que ele comera panquecas doces fritas quanto ele tinha por volta de cinco para seis anos. As palavras estavam na ponta da língua, mas no fim ele as engoliu. Ele mantinha sua própria boca estritamente, se por algum motivo ele expusesse seu segredo um dia, ele estaria morto.

“Onde você geralmente come o café da manhã?” Bai Luo Yin perguntou casualmente.

“... Geralmente, hummm, eu paro onde posso, compro alguma comida aleatoriamente e me satisfaço com ela.”

Bai Luo Yin não sondou mais, ele se concentrou em comer sua própria comida. Ele tinha um hábito de separar o recheio do pão quando comia pão de gergelim. Ele comia primeiro o recheio e depois o pão. Sendo assim, ele comeu primeiro a salsicha de presunto de dentro dos cinco pães, enquanto o que sobrava eram os grossos pães de gergelim que estavam empilhados na mesa.

Gu Hai notou isso e pensou que Bai Luo Yin não gostasse de comer o pão, então ele tirou cada uma das salsichas de presunto de dentro de seus próprios pães e colocou no prato de Bai Luo Yin. Então, ele pegou a pilha de pães de gergelim e colocou no seu próprio prato.

Bai Luo Yin estava ligeiramente aturdido quando levantou a cabeça para olhar para Gu Hai. Ele o viu devorar os pães de gergelim sem gosto sem traço algum de relutância.

Gu Hai parou e viu que Bai Luo Yin o estava encarando, “Me olhar comendo faz você ficar cheio?”

“Eu não posso dizer exatamente que comi o suficiente para ficar cheio ou não, mas certamente não tenho mais vontade de comer.”

Apesar de ter falado desse jeito, a impressão de Bai Luo Yin com relação a Gu Hai começara a mudar lentamente. Inicialmente, ele sentia ódio e desgosto, mas então isso mudou para perdão, e depois isso desenvolveu-se ainda mais para o tom atual de boa impressão e afeto... Oara Bai Luo Yin, que julga os outros a vida inteira pela primeira impressão, a melhora de Gu Hai era novidade.

“Se você acabou, então vamos.”

A visão de pratos e tigelas vazias dispersou a preocupação de Bai Luo Yin. Essa era a primeira vez que ele encontrava um rival equiparado em comer. Como esperado, seu bom físico não era apenas resultado de treinamento físico, mas também da alimentação.

Gu Hai montou sua bicicleta novamente e pedalou com Bai Luo Yin para a escola.

You Qi tinha visto Gu Hai e Bai Luo Yin entrando na sala de aula juntos já duas vezes. Sua mente estava extremamente confusa, ele não pôde resistir de perguntar, “Por que você veio para a escola junto com ele?”

“Eu me esbarrei nele por coincidência.”

You Qi ainda queria perguntar mais, mas Bai Luo Yin já tinha virado sua cabeça para trás.

Ele jogou um uniforme no peito de Gu Hai.

Gu Hai sacudiu o uniforme, pausou por um momento, e finalmente perguntou para Bai Luo Yin, “De quem é este uniforme?”

“Você pergunta pra mim de quem é esse uniforme? Você acha que eu lhe daria o meu uniforme?”

“Meu?”

Gu Hai já tinha esquecido sobre esse assunto. Antes de vir para essa escola, Fang Fei já tinha preparado uniformes escolares ilimitados para ele. Então, quando aquele uniforme manchado de sangue desapareceu, ele não se importou. Ele pensou que Bai Luo Yin já tivesse jogado aquele uniforme fora.

“Esse é o uniforme que você vestia quando lutou no outro dia.”

Bai Luo Yin apenas falou essa parte antes de convenientemente deitar sobre sua mesa, se preparando para dormir.

Entretanto, Gu Hai não conseguia se acalmar, ele estava extremamente empolgado. Ele usou as duas mãos como pinças para cutucar Bai Luo Yin, perguntando repetidamente: “Foi você quem lavou esse uniforme?”

“Não.”

“Pare de mentir.” Gu Hai segurou o sorriso, “Você se atreveu a deixar sua família ver esse uniforme?”

“Você sabe e ainda assim pergunta!”

Bai Luo Yin usava uma expressão fria e indiferente.

Depois disso, Gu Hai manteve seu rosto sorridente por sabe Deus quanto tempo. A expressão nos olhos dele era como de um par de ganchos, eles continuavam passando pelo corpo todo de Bai Luo Yin.

Bai Luo Yin lavou minha roupa?

Gu Hai imaginou a cena em sua cabeça e já estava na lua com tal imagem. Um rapaz bonito e inteligente lavava essa roupa com as próprias mãos, mas ela não ficava mais limpa, seu coração ficaria irritado. Ele deve ter pensado: Por que eu tenho que lavar essa roupa? Eu posso muito bem joga-la fora! Mas quando ele pensasse nisso, ele definitivamente não ficaria disposto a joga-la fora. Ele iria franzir as sobrancelhas e só relaxaria quando a roupa estivesse completamente limpa e brilhando.

Ele não fazia ideia que o cheiro de sabão podia ser tão intoxicante.


___________________

Nota de Tradução:


[1] Lao Bai – é um apelido usado para o pai de Bai Luo Yin. Literalmente significa “velho Bai”.


E assim temos um primeiro vislumbre da grande imaginação de Gu Hai. hahahaha

Adoro como ele fica imaginando as coisas, apesar de que as vezes pode causar problemas imaginar demais, né? XD

Próximo Capítulo →



← Capítulo Anterior

7 Comentários

  1. Rsrs Gu Hai é meio doidinho.. rs

    ResponderExcluir
  2. Rsrs Gu Hai é meio doidinho.. rs

    ResponderExcluir
  3. Gu Hai está tão apaixonado <3 Continue <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E isso é apenas o começo do começo. hahahaha <3

      Excluir
  4. Obrigada por mais um capítulo ^^
    Gosto d ver a linha de pensamento dos dois personagens ^^
    O modo como o Gu Hai vai conquistando o afeto d Bai Lou Yin aos poucos ^^
    E esse final com o Gu Hai imaginado o Yin lavando a roupa dele é mto fofo
    Ele já está mto apaixonado <3 <3
    Estou amando a novel ^^
    Obrigada pelo esforço e disposição em traduzi-la ^^
    kissus

    ResponderExcluir
  5. Gu hai melhor pessoa, os pensamentos dele me representam na novel

    ResponderExcluir
  6. Gu Hai parece eu quando olho para alguém que gosto e começo a imaginar uma vida toda com a pessoa. Hsuhsus Amo o Hai por ele ser meio doidinho kkk

    ResponderExcluir