Oi galerinha! \o/

Eu estava pensando seriamente em não postar nada hoje, mas... ahh~ Eu vi os comentários de vocês! Eu gosto tanto de ver vocês falando sobre Addicted que me deu vontade de postar mais um capítulo ainda hoje. hahaha *viciada*

Aproveitando o momento, eu esqueci de falar sobre o lançamento dos DVDs de Addicted no post de esclarecimentos! DX

Bem, a previsão é que os DVDs sejam lançados em Julho deste ano - Se Deus quiser!!! - então vão logo guardando o dinheirinho de vocês e vamos ver o que podemos fazer para conseguir nossos próprios bebês sem cortes!!! \*O*/

Esse mês foram lançados os CDs da trilha sonora e, apesar de eu não gostar de comprar CDs (nem tenho onde ouvir huahauahua), eu fiquei com uma SUPER vontade de comprar! Socorro! Olhem e me digam se não dá vontade de ter?


Ok, sem mais enrolação, aqui está o capítulo 30. =D Bjins

Lena.
_________________________________________________________________________________




Cap. 30: A grande briga entre pai e filho da família Gu



Quando Gu Hai chegou em casa já passava das 10 da noite, as luzes da casa dele estavam acesas e ele não sabia quem abrira a porta. Gu Hai entrou em casa e viu uma figura inesperada sentada no sofá.

O rosto de Gu Wei Ting estava duro, o corpo inteiro dele passando uma aura formidável ao invés de estar com raiva. Os olhos dele seguiram os movimentos de Gu Hai silenciosamente e ele franziu os lábios firmemente, como se estivesse esperando que Gu Hai falasse primeiro.

Gu Hai agiu como se não tivesse visto Gu Wei Ting, ele calmamente baixou sua mochila, tirou os sapatos, então foi para o quarto para trocar de roupas, só para descobrir que seu guarda-roupas já estava vazio.

“Onde estão minhas roupas?”

O coração de Gu Wei Ting de repente afundou; ele não via Gu Hai há quase um mês, se não fosse pela ligação feita pelo diretor da escola hoje, ele ainda estaria no acampamento do exército nesse momento. Ele veio até aqui com uma mistura de sentimentos de raiva e vontade de ver o filho. Ele cuidou de todos os problemas que Gu Hai causou e ele só queria ouvir uma palavra da boca de Gu Hai, “pai”, ainda assim as primeiras palavras que Gu Hai disse para ele foram perguntando pelas próprias coisas.

Gu Hai não recebeu resposta. Os olhos dele se moveram do rosto de Gu Wei Ting e logo encontraram uma mala no chão.

Gu Wei Ting não fez rodeios.

“Eu já arrumei suas coisas, venha para casa comigo agora. Eu não vou falar nada sobre sua briga essa tarde. Amanhã eu enviarei alguém para cuidar dos procedimentos para sua transferência de escola, volte para sua escola anterior. Jing Yuan vai trazer o filho dela também. Vocês dois vão estudar na mesma escola, então você tem que tentar aceita-lo como seu irmão.”

Gu Hai lentamente moveu a cabeça e olhou para o céu noturno pela janela.

“Não espere que eu vá voltar com você, sem chance!”

Depois que ele disse aquilo, Gu Hai queria arrastar sua mala de volta para seu próprio quarto, mas ela estava sendo bloqueada pelo pé de Gu Wei Ting, impossível movê-la.

“Você tem que voltar hoje. Mesmo que você não queira você ainda tem que voltar. É uma ordem.”

Gu Hai olhou para seu pai ferozmente, “Você não é meu comandante, você não tem o direito de me dar ordens! Mesmo que você queira me matar agora mesmo, eu ainda não vou viver junto com aquela família! Irmão? Que *** de irmãos? Eu só vou dizer isso hoje, onde quer que aquela família fique, não espere que eu pise nesse lugar!”

Gu Hai levantou abruptamente, apertou o pescoço de Gu Hai e facilmente o arrastou para a janela. O quarto de Gu Hai era no oitavo andar, se Gu Wei Ting usasse um pouco mais de força, Gu Hai com certeza cairia.

“Ótimo, você prefere estar morto do que voltar pra casa, certo? Hoje eu vou matar você, nem grite se você tem coragem, eu vou agir como se não tivesse um filho como você!”

Gu Hai apertou a mandíbula e manteve uma postura reta, seus brilhantes olhos pretos se misturando com o céu noturno do lado de fora.

Os dois ficaram em um impasse por um momento, quando a mão de Gu Wei Ting usou um pouco mais de força, o corpo inteiro de Gu Hai foi para fora facilmente. Vendo que Gu Hai não estava lutando nem um pouco, Gu Wei Ting de repente retirou a força de sua mão e puxou Gu Hai de volta para dentro. Depois de tudo isso, Gu Hai nem sentia coisa alguma, em vez disso era Gu Wei Ting quem realmente estava suando pelo corpo todo.

“Você está satisfeito agora?” Gu Hai olhou para Gu Wei Ting. “Por favor, volte! Eu vou tomar um banho e dormir. Ainda tenho aula amanhã.”

“Se eu não lhe desse tudo, você acha que seria capaz de viver assim tão bem? Que você pode facilmente alugar uma casa com mais de cem metros quadrados como essa? Vou lhe dizer uma coisa, eu vou cortar toda a sua mesada agora mesmo! Em menos de um mês você estará implorando para eu lhe levar de volta!”

“Se é assim, por que ainda perde seu tempo vindo aqui? Você pode cortar minha mesada imediatamente, faça isso agora mesmo. Apenas e volte pra casa e espere! Apenas espere se em um mês ou não eu vou até a sua porta implorar!”

“Você acha que eu não faria isso?”

“Eu nunca pensei assim. Você nunca teve nada que não se atrevesse a fazer.”

Gu Wei Ting apertou os punhos e enrugou as sobrancelhas, passando uma aura tirânica e implacável. Quando ele era jovem, se defrontasse com esse tipo de filho ingrato, já teria dado um tiro e o matado. Mas agora que ele era velho, tinha perdido uma esposa, com mais de 40 anos já ele apenas começava a entender o significado de uma família, no entanto aquela família já se desmanchava.

“Eu não tenho um filho como você.”

“Depois de dizer isso, Gu Wei Ting saiu com um rosto sombrio.

Gu Hai sentou no sofá, estupefato por um tempo, então respirou calmamente, ele percebeu que não estava se sentindo desconfortável. Sempre que ele tinha uma grande briga com Gu Wei Ting no passado, por fora Gu Hai ainda pareceria indiferente, mas por dentro um certo desconforto o seguiria por um longo tempo. Mas dessa vez, por fora ele tinha uma expressão indiferente e por dentro ele também se sentia bem confortável. Gu Hai sentiu uma certa alegria em seu coração.

Sem mesada?

Isso quer dizer que agora ele também era uma pessoa pobre?

Isso também quer dizer que não existe uma barreira entre ele e Bai Luo Yin, ele não precisaria tentar quebra-la?

Existe alguma outra coisa que o faria mais feliz do que isso?

Gu Hai parecia estar possuído, ele empacotou todas as coisas do seu quarto, então ligou para o senhorio no meio da noite para informar que ele queria se mudar desse lugar. Ele pretendia alugar uma casa o mais perto possível da casa de Bai Luo Yin, quanto mais pobre melhor.


Ele também planejava vender todos os seus itens de valor, especialmente o seu celular edição limitada, ele queria substitui-lo por um modelo antigo de segunda mão; e também os tênis Nike nos seus pés, ele tinha que substitui-los por um par daqueles piratas vendidos em barracas de rua. Ele também tirou o relógio de marca de seu pulso e, na verdade, ele podia simplesmente desenhar um relógio no pulso com uma caneta...

8 Comentários

  1. Meu deus esse capitulo foi o melhor de todos, eh legal poder ver tudo que se passa na cabeça dos personagens q não vemos na serie.

    ResponderExcluir
  2. Meu deus esse capitulo foi o melhor de todos, eh legal poder ver tudo que se passa na cabeça dos personagens q não vemos na serie.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também amo isso!! Por isso sempre saio a procura das novels depois que vejo as séries! hahahaha

      Excluir
  3. desenhar um relógio no braço é exagero kkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza! Mas ser exagerado é uma das principais características do Gu Hai. huahauhauahua

      Excluir
  4. Que fofo esse Gu Hai mdsssssssssss. Melhor capítulo

    ResponderExcluir
  5. Lendo essa maravilha hoje e estou amando. Seu trabalho é lindo. Obrigado por faze-lo.

    ResponderExcluir