Oiê!!! \^0^/

Quase não posto hoje... Por que? Pre-gui-ça. =P *apanha*
Mas criei coragem para isso e aqui está o capítulo. o_x

É bem curtinho, infelizmente. Mas amanhã teremos mais! ^^ (ou, quem sabe, ainda de madrugada...XD)

Beijos =*

Lena.

*¬*
_________________________________________________________________________________


Cap. 46: Casal melancólico 


Belas árvores estavam alinhadas dos dois lados das ruas das fileiras arrumadas de casas estilo europeias, com janelas circulares adornadas com pedras de gesso dando um ar nobre e elegante. Sentado no carro, o olhar dele estava direcionado para fora da janela, seus olhos estavam quietos e pacíficos, mas ainda tinham um leve traço de dignidade e austeridade.

“Comandante, nós chegamos.”

Dois homens jovens vestidos com uniformes militares abriram a porta ajudando Gu Wei Ting a sair do carro. Na frente deles, dois guardas abriram a porta da casa e respeitosamente escoltaram Gu Wei Ting para dentro.

“Você voltou!” Jiang Yuan disse calorosamente enquanto puxava Gu Wei Ting para dentro. Ela desabotoou o casaco dele enquanto disse sorrindo, “A comida será feita logo, eu pensei que você não voltaria para casa, eu vou aquecer a comida.”

O rosto rígido e severo de Gu Wei Ting finalmente relaxou um pouco. Depois que ele trocou de roupas, Gu Wei Tig foi para o banheiro lavar as mãos, mas, de repente, ele viu a escova de dentes de Gu Hai sob a bancada, a água já estava fluindo, mas Gu Wei Ting estava completamente alheio a isto.

Durante o jantar, Jiang Yuan perguntou cuidadosamente, “Xiao Hai ainda não quer voltar para casa?”

Gu Wei Ting baixou o rosto, “Não tem necessidade de pensar nele, essa criança não é disciplinada o suficiente. Se eu não o abandonasse para experimentar dificuldades, ele nunca saberia o quanto é sortudo de ter a própria casa.”

Jiang Yuan suspirou, tinha um toque de nervosismo em suas bochechas gentis e amáveis, “Mas fazê-lo sofrer assim também é inaceitável! Ele só tem 17 anos, esse é o momento mais importante em toda a vida dele, se ele realmente experimentar dificuldades e isso deixar uma cicatriz em seu coração, ele não vai lhe odiar por uma vida?”

“Um cara grande como ele não é tão frágil, aguentar dificuldades é para a experiência e treinamento dele. Eu lembro que quando eu era jovem...”

“Quando você era jovem usavam óleo de cozinha ilegal?” Jiang Yuan interrompeu o discurso de Gu Wei Ting, “Quando você era jovem, tinha melanina no leite em pó que você bebia? Quando você estava doente, o médico lhe daria comprimidos tóxicos? O presente é diferente daquele tempo. Colocando-o para fora você não o estará treinando para ser mais forte, mas o fará sofrer e se tornar vulnerável socialmente.”

Gu Wei Ting não esperava que Jiang Yuan, que era uma dona de casa, seria capaz de falar palavras tão afiadas assim. Por um momento ele não encontrou palavras para refuta-la, então ele simplesmente ficou em silêncio.

Jiang Yuan usou seu kuàizi para mexer seu arroz, ela olhou de relance para Gu Wei Ting e perguntou incisivamente, “Por que eu não vou falar com ele?”

“Você não precisa encontra-lo, ele não lhe tratará bem.”

“Eu vou e tento! Você vê, ele se foi porque eu estou aqui, basicamente ele não quer me ver nem um pouco! Se eu pudesse faze-lo refletir e mudar sua impressão a meu respeito, os seus problemas com Gu Hai não seriam resolvidos?”

“Não se preocupe com isso!” Gu Wei Ting colocou alguns vegetais para Jiang Yuan, “Você deve se preocupar com seu próprio filho! Ele viveu uma vida difícil, pense em um jeito de fazê-lo vir para cá o quanto antes, isso é mais importante. Se ele não quiser viver aqui, então eu posso arranjar uma casa separada para ele. Nossa casa em Guo Mao Qiao está vaga, certo? Se realmente for impossível para ele viver aqui, então apenas o leve para viver lá.”

“Isso não está certo.” Jiang Yuan baixou seu kuàizi. “Aquela casa foi arrumada para Xiao Hai, se você deixar Bai Luo Yin viver lá Xiao Hai não vai querer matar você?”

“Humm...” O rosto de Gu Wei Ting escureceu. “Veja a atitude dele, ele nem mesmo quer voltar, por que eu ainda daria uma casa a ele?”

“Eu vou falar com Xiao Hai, persuadi-lo a voltar.” Jiang Yuan puxou o braço de Gu Wei Ting, seu rosto mostrando uma expressão suplicante.

Gu Wei Ting parou, e então concordou.

“Então, e quanto a Luo Yin?”

Quando Jiang Yuan ouviu o nome de Bai Luo Yin, ela começou a enrugar as sobrancelhas preocupada, “Eu completamente não tenho ideia do que fazer com aquela criança, ele nem mesmo quer me ver.”

“Então vamos fazer assim, eu vou vê-lo.”

“Ãh?” Jiang Yuan se surpreendeu.

Gu Wei Ting baixou seu kuàizi.

“Eu vou falar com ele.”

“Essa... Essa criança é extremamente teimosa, você... Não seja muito duro com ele.” Jiang Yuan estava preocupada que seu filho sofresse.

“Não se preocupe!” Gu Wei Ting colocou sua mão sobre a de Jiang Yuan, confortando-a.


“Eu sei meus limites.

*****

4 Comentários

  1. Obrigada pelo capítulo e por conseguir vencer a preguiça. 😘😘

    ResponderExcluir
  2. Obrigado por mais esse capítulo lena... Ansioso pelos próximos... Quem sabe n sai algum pela madrugada como vc mesma disse... Tá quase chegando a perte que quero ler quando Gu Hai vai pra casa de Bai Lou Yin... <3
    Bjs... P'Phil

    ResponderExcluir
  3. Segunda vez lendo a história depois de ver a serie de novo. Estou muito "VIciado" nisso.
    haha N pude resistir a fazer a piada com viciado. =D

    ResponderExcluir
  4. Seguinte : Uma hora a bomba vai explodir e o recém casal descobrirá q seus filhos ficam. Imagine o militar correndo com um fuzil atrás do Bai Luo e heroicamente o Gu dando uma de patriota e salvando sua esposa? 23gy2g3g3y

    Tá cada vez melhor e impossível de parar, agradeço pelo o excelente trabalho, vlw msm, tem tudo pra continuar melhorando <3

    -Sim, viciado.

    ResponderExcluir