E como só um capítulo é sacanagem... heheheh 

Eu sei, eu sei, as vezes eu sacaneio... >_< Foi mal! XD

Vamos aproveitar pra conhecer um pouquinho do ator. =D

Nome: Wang Qing
Data de nascimento: 10/03/1993
Altura: 1,93 m
Hobbys: Jogar basquete, ser host em programas de TV, dublar

Ele é muito ATRAENTE [cool - legal, atraente].
Ele parece ser muito difícil de se entrosar. Na verdade ele é só um GAROTO. Um garoto FOFO.
Ele tem um CORAÇÃO DE VIDRO. Ele só esconde isso e não nos deixa ver.
Nós [as fãs chinesas] chamamos ele de BABA (significa "pai") e uma vez ele disse, "Voltei, minhas filhas."

Sim, ele é um fofo e, na verdade, sorri bastante! ^^ hahaha



_________________________________________________________________________________


Cap. 14 – Aposta é aposta.



A briga estava no clímax.

Depois da cobra rei se libertar da torção apertada da píton, ela empinou seu corpo, sua postura quase se igualava a altura de um homem. O par de olhos estava preenchido com um frio olhar mortal que fez aqueles que estavam perto recuarem alguns passos.

Guo Chengyu lançou um olhar de esguelha para Chi Cheng com seus olhos injetados. As veias estavam óbvias em volta do pescoço de Chi Chen, o pomo de adão dele estava flutuando. O olhar dele estava cheio de escuridão enquanto ele encarava intensamente o recinto. Isso indicava claramente sua ansiedade agora. Guo Chengyu deu um leve sorriso.

A píton sofreu um segundo ataque, dessa vez no abdômen.

Aparentemente, o veneno começara a fazer efeito, já que os movimentos da píton diminuíam gradualmente. Ainda assim ela estava puxando ferozmente a cobra rei. Ela prendeu a cabeça desta para evitar ser atacada por ela novamente. A cobra rei também estava ligeiramente subjugada pela exaustão; ela tentava seu máximo para levantar seu pescoço em uma tentativa de evitar sufocamento pelo estrangulamento da píton.

O tempo passava lentamente. O olhar da píton escureceu.

A cobra rei aproveitou a chance para se libertar do estrangulamento da píton. Ela estava animada de novo.

Guo Chengyu assoviou. Arrogância levantou suas sobrancelhas.

“Bebê, só mais um pouco. Fode!”

Chi Cheng não estava nervoso. Ele meramente sorriu para Guo Chengyu.

“Não me diga que está aqui para me humilhar?”

Guo Chengyu colocou a mão no ombro de Chi Cheng e cuspiu para o lado onde estava de pé.

“Ah não. Veja, somos amigos!”

Deixando as brincadeiras de lado, na verdade, Guo Chengyu se sentia balançado por dentro. Ele e Chi Cheng se conheciam há mais de dez anos. Ele estava especialmente ciente de seu temperamento. Uma vez que essa pessoa começava a ficar cortês, o perdedor certamente seria a outra parte. Eles vinham batalhando há anos e Guo Chengyu acabava perdendo cada vez. Como resultado, Chi Cheng conseguira um lutador impudente apesar das perdas repetidas; nunca ausente.

Os dois retornaram sua atenção para o recinto ao mesmo tempo.

Parecia que o resultado era evidente. Alguns dos espectadores começaram a sacudir as pernas com impaciência, todos esperando a cobra rei ficar de pé com desdém. Mal eles sabiam, a píton morrendo voltou à vida. Em um instante, o animal feroz disparou e se enrolou apertado em volta da cobra rei, sem deixar nenhum espaço disponível para se debater. Os espectadores levantaram seus punhos de novo enquanto o silêncio se fez. Um som perturbador de esmagamento vindo no peito da cobra rei traumatizou os ouvidos.

Por fim, a cobra rei fez seus últimos esforços e parou de se mover.

Guo Chengyu ficou chocado apenas por um momento antes de aplaudir Chi Cheng.

“Tudo bem. Perdi de novo.”

Chi Cheng mudou seu olhar bruto na direção de Guo Chengyu. Um riso profundo escapou das narinas dele. “Você deve ter pensado que eu não vivi bem, certo? Sempre me dando coisas toda semana.”

“É claro!” Guo Chengyu contorceu a boca e acendeu um cigarro. “Ninguém está em minha mente, com exceção de você.”

Chi Cheng estreitou os olhos ao sinal da píton devorando a cobra rei não muito longe deles. Só quando ela estava no estômago da outra que Chi Cheng disse com sua voz rouca. “O que você trouxe dessa vez?”

Aquilo era redundante. Ele só queria humilha-lo. Os dois tinham um acordo não dito que o perdedor enviaria sua amante para o vencedor dormir com ela uma vez.

Guo Chengyu sinalizou com os olhos para Liwang, que trouxe uma jovem modelo com quem ele acabara de se envolver.

“Esse é Chi Cheng. Ele é mais velho do que você, então chame-o de Chi ge [1].”

A jovem modelo veio da parte sul da China. Ela tinha um forte sotaque sulista.

“Chi ge.”

O pomo de adão de Chi Cheng se moveu, reconhecendo a presença dela. Gui Chengyu estava de pé ao lado dele. Chi Cheng colocou a mão embaixo do vestido da modelo. Com um gancho de seu dedo, as meias foram rasgadas até o nível do joelho dela.

“Já dormiu com Guo zi?” Chi Cheng perguntou.

A jovem modelo olhou timidamente para Guo Chengyu.

Guo Chengyu levantou o queixo. “Seja sincera. Ele não se importa.”

A modelo assentiu.

Chi Cheng ainda tinha a mão sob o vestido dela. Ele levantou um lado de sua roupa de baixo e levou seus dedos para dentro. A jovem modelo sentiu frio sobre seu corpo. Era como se um picolé escorregadio fosse enfiado nela. O rosto dela ficou pálido em um instante enquanto seus joelhos foram ao chão. A dor, assim como o terror esmagador, fez ela suar profusamente.

Uma cobra deslizou de debaixo do vestido dela. A cabeça dela estava coberta de sangue.

“Minha cobra não morde.” Chi Cheng disse calmamente. “Ela ainda é virgem.”

O rosto de Guo Chengyu mudou um pouco. Seu olhar sinistro disparou para Liwang ao lado dele.

“Onde infernos você a encontrou?”

Liwang foi até o ouvido de Guo Chengyu é sussurrou, “Ele está lhe difamando de propósito. Sem dúvida que essa cobra morde.”

Ele já tinha os olhos injetados para começo de conversa e, agora, eles pareciam ser perfurados com uma faca. Guo Chengyu esticou o pescoço enquanto engolia com dificuldade.

“Não jogue se você não pode se dar ao luxo de perder.” Chi Cheng bateu de leve na testa de Guo Chengyu com a costa da mão. “Usando uma garotinha para me enganar. É repugnante pra caralho.”

Com isso, ele apontou para a modelo. “Ajude-a a se levantar e leve-a para um check up. As despesas médicas são por minha conta.”

______________________________________

Nota de Tradução:



[1] Ge – A tradução direta seria “irmão”. Ge é um honorífico usado para chamar um homem mais velho. Também pode ser usado como apelido para pessoas próximas. Quando alguém lhe chama de “ge” pode indicar respeito, proximidade ou aegyo.

7 Comentários

  1. É... bem escroto ein!? Aff coitada da cobra velho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo. Tenho pena delas.... =/
      Pelo menos o Chi Cheng gosta das dele de verdade. O Guo Chengyu só quer elas para brigar... -_-

      Excluir
  2. Eita... Eles são uns doidos xp Eu leio isso e fico pensando o quanto esse futuro "casal" é diferente. mas, estou ansiosa para saber como esse amor vai surgir

    ResponderExcluir
  3. "Os dois tinham um acordo não dito que o perdedor enviaria sua amante para o vencedor dormir com ela uma vez."
    Tou sentindo cheiro de treta... rsrs

    ResponderExcluir
  4. Mano, o cara colocou uma cobra na menina, mano. Sério...
    Maaano, isso é a coisa mais estranha que já vi e olha que já vi muita coisa.
    Céus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso não é nada comparado com algums hentai's japoneses, principalmente os que tem tentáculos :v

      Excluir
  5. Eita que cena pesada de se imaginar.
    Espero que Wu traga uma atmosfera mais suave e alegre pra vida do Chi Cheng.

    ResponderExcluir