E aqui está o segundo capítulo de hoje. ^^

Que carma é esse do Wu Suowei. XD huahauhauahua

Beijos~         
Lena.
_________________________________________________________________________________

Cap. 26 – Mudando de carreira.



Chi Cheng estava na Chengguan há menos de um mês e ele foi forçado pelo seu pai a mudar de departamento – Departamento de Polícia. O motivo era porque Zhong Wenyu ouviu que seu amado Chi Cheng fora encharcado com mingau por um vendedor de rua, ela tinha chorado e ficado chateada com isso. Por alguns dias, ela vinha perturbando Chi Yuan Duan. Ela disse que ser um chengguan era um trabalho muito cansativo, tinha uma baixa reputação social e ela não queria que seu filho ficasse naquele departamento. Chi Yuan Duan não podia recusar o pedido dela e, eventualmente, cedeu.

Naquele dia, chi Cheng foi dito para ir para casa por ordens de Chi Yuan Duan.

“Eu vou encontrar alguém para cuidar de suas cobras. Se você quiser vê-las, mude para as unidades e trabalhe honestamente. De pequeno a grande, não importa qual seja seu hobby, eu não vou interferir. Criar cobras é algo a que eu não me oponho, mas você só pode fazer isso como uma ocupação secundária. Eu não me importo com quanto você ganha com apostas de cobras, uma ocupação regular é mais importante que qualquer coisa. E também, eu reservei o seu banquete de casamento para essa mesma data no ano que vem. Eu lhe dou somente um ano, se você não trouxer uma namorada, você deverá casar com quem eu lhe disser para casar.”

“Certo. Contanto que ela não tenha medo de cobras.” Chi Cheng disse.

Chi Yuan Duan ficou ansioso, “Você tem que trazer essa coisa para todo lugar que vai?”

A mão enorme de Chi Cheng se moveu para o corpo de Xiao Chubao, acariciando-a lenta e gentilmente, mostrando seu amor pela píton.

Zhong Wenyu que estava ao lado de Chi Yuan Duan tentou persuadir. Chi Cheng não tinha uma namorada no momento, por isso ele não ouviria tudo o que eles dissessem. Quando ele tiver uma namorada, ele saberá como amar alguém e, naturalmente, vai distinguir o bom do mau.

Antes de sair, Chi Yuan Duan perguntou a Chi Cheng.

“O filho do Sr. Wang está paraplégico, você não está envolvido nisso, certo?”

Wang Jia Cun é o pai de Wang Zhenlong. A cidade natal dele é na província de Shanxi, mas depois ele se mudou para Beijing para começar um negócio. Seu filho era frustrado porque Wang Jia Cun não ganhava tanto. A razão pela qual Chi Yuan Duan conhecia essas pessoas era porque, dois anos atrás, Wang Jia Cun pediu a um subordinado de Chi Yuan Duan que fizesse algumas coisas e ele deixara uma impressão em Chi Yuan Duan. Aconteceu de Chi Cheng estar por perto quando Wang Zhenlong se acidentou. Apesar de várias investigações mostrarem que Chi Cheng não tinha envolvimento com o acidente, Chi Yuan Duan ainda estava preocupado que ele pudesse estar envolvido deliberadamente.

Chi Cheng respondeu indiferentemente, “Eu não conheço nenhum filho do Wang.”

“Melhor que seja assim.”

Ao final do ano, com as variedades de bônus e bolsos cheios com vários tipos de envelopes vermelhos, a taxa de carteirismo [N/T: Vulgo bater-carteira] tinha aumentado. O departamento de polícia estabeleceu a “Brigada Anti-Carteiristas”; centenas de policiais à paisana patrulhavam as ruas para pegar os ladrões. Todo dia, milhares de pessoas eram presas. Chi Cheng tinha acabado de chegar ao Departamento de Polícia há alguns dias e se juntou ao time.

No começo, ninguém considerava Chi Cheng uma força principal do time, afinal de contas, ele é da segunda geração, com um profundo histórico familiar e fundação sólida, mas ele não dependia desses pequenos sucessos para ganhar uma promoção e enriquecer. Contanto que ele não causasse problemas e se dedicasse... Quem pensaria que, enquanto ele se misturava preguiçosamente fora da estação, depois de um tempo ele voltaria para a estação com mais de uma dúzia que foram capturados por ele. Ele tinha ficado com animais por um longo tempo, por isso Chi Cheng tinha uma visão mais aguçada que outras pessoas. Chi Cheng sabia na hora quem era um ladrão.

Os ladrões pertenciam a uma gangue e policiais trabalhavam juntos para captura-os. Depois, eles pegaram os ladrões, jogaram-nos no chão e as mãos deles foram algemadas. Eles eram talentosos em pegar ladrões.

Chi Cheng não, ele sempre agia sozinho.

Um dia, ele estava de pé no ponto de ônibus, seus olhos vagavam preguiçosamente em volta e instantaneamente caíram sobre dois jovens homens. No momento que os passageiros estavam se amontoando na direção do ônibus, um jovem parou deliberadamente na entrada, provocando a multidão a se empurrar e discutir. Outro jovem tirou vantagem do momento caótico e estendeu a mão para o bolso da jaqueta de uma mulher...

No momento que ele estava prestas a conseguir, seu pulso foi agarrado; ele se virou e viu um rosto sorrindo demoniacamente para ele.

Depois que o ônibus saiu, todos viraram suas cabeças para ver o que estava acontecendo do lado de fora; aquelas perninhas corajosas se transformaram em geleia. Chi Cheng agarrou o braço do ladrão e virou seu corpo todo. O ladrão foi arrastado por cinco metros, metade de seu rosto ficou despelado. O outro ladrão molhou as calças de medo, se virou e tentou correr. Chi Cheng puxou a gola dele e ele bateu no quadro de avisos, seus dois dentes da frente foram arrancados.

.......

Esses dias, muitas pessoas estavam doentes com febre fria, a clínica estava lotada, quase transbordando de pessoas. Jiang Xiaoshuai estava ocupado passando entre os pacientes, mudando soros, puxando agulhas, prescrevendo remédios... e ele tinha que proteger seus ouvidos dos numerosos choros de crianças.

Wu Suowei brincava desocupadamente com uma tampa de garrafa de um lado, praticando a flexibilidade dos dedos indicadores e médios.

“Da Wei, me passe uma seringa.”

Depois disso ele se virou para pegar um pequeno frasco de remédio. Depois que terminou, ele percebeu que Wu Suowei não se movera e ainda estava brincando com a tampa.

“Ei, eu pedi para me passar uma seringa, você não ouviu?”

Wu Suowei disse sem olhar para cima, “No bolso do seu jaleco.”

Jiang Xiaoshuai tocou o bolso duvidosamente, mas realmente tinha uma seringa fechada lá. Estranho... ele obviamente não viu Wu Suowei se levantar e não sentiu ninguém colocar nada em seu bolso. Como essa seringa foi parar em seu bolso?

Wu Suowei mostrou um sorriso cheio de dentes. Parecia que ele tinha dominado algum kung fu de alto nível.

Depois de sair do trabalho, Jiang Xiaoshuai perguntou, “Por que você está sempre brincando com essa tampa?”

“Eu queria treinar a flexibilidade dos meus dedos.” Wu Suowei estendeu sua mão direita.

Jiang Xiaoshuai riu alto, “Esse homem aprende tantas coisas sem sentido.”

Wu Suowei estava extremamente envergonhado e bateu firmemente do peito de Jiang Xiaoshuai.

“Não fale besteiras, esse é meu negócio.”

Jiang Xiaoshuai estreitou os olhos, “Que tipo de truque você vai fazer dessa vez?”

Wu Suowei foi até o ouvido de Jiang Xiaoshuai e sussurrou, “Recentemente eu sigo um mestre (sifu), a habilidade é incrível e ele aceita vários discípulos em um evento. Nós seguimos ele para aprender a habilidade e, depois que conseguimos, nós daremos a ele 20% de comissão.”

Jiang Xiaoshuai soube instantaneamente e se opôs imediatamente.

“Não roube!”

“O que?” Wu Suowei não levou a sério, “Esse mundo é cheio de ladrões. O dinheiro do governo não foi roubado do dinheiro dos pagadores de impostos? Uma destruidora de lares nunca rouba o marido de outra pessoa? Você nunca comprou CDs piratas, nunca leu novelas piratas?”

Jiang Xiaoshuai foi ludibriado por Wu Suowei, se virou para olhar para ele; não tinha traços de culpa no rosto dele e seu coração não acelerou nem um pouco.

“O discípulo superou o mestre. Até eu sou uma pessoa antiética, mas não tanto quanto você.”

“Eu sou um Robin Hood.” As palavras foram ditas orgulhosamente.

Jiang Xiaoshuai escarneceu, “Você ajuda alguém financeiramente? Por que eu nunca vi isso?”

“Sou eu!” Wu Suowei bateu em seu peito, “Eu não sou pobre? Eu pensei cuidadosamente. Eu não vou roubar de pessoas comuns, não roubarei de trabalhadores migrantes, eu vou roubar das pessoas más. Por exemplo, furar fila fazendo compras, fugir de pagar a taxa dos ônibus, comportamento público impróprio, obscenos com mulheres...”

“Tch...” Xiaoshuai azedo levantou uma sobrancelha, “Como se você quisesse fazer mal às pessoas.”

Wu Suowei parecia que não se importava, mas, na verdade, ele tinha uma batalha interna. Ele não queria fazer isso, mas o problema era que já era o fim do ano, todos ganhavam bônus de fim de ano e sua mãe ainda não sabia que ele havia se demitido. Ser um vendedor de rua garantia dinheiro limpo, mas ele era olhado de cima todo dia, vivendo como um rato de rua. Sem mencionar que aquele chengguan careca o tinha reconhecido, por isso ele não podia fazer mais nada que requeresse que ele mostrasse o rosto.

“Eu ouvi falar que carteirismo aumentou esses dias e que muitos policiais patrulham as ruas para capturar os ladrões.” Jiang Xiaoshuai lembrou.

“Não se preocupe.” Wu Suowei bateu no ombro de Jiang Xiaoshuai, “Eu começo de noite e eles não terão mais tanta energia para brincar comigo a noite.”

Jiang Xiaoshuai disse, “Pare quando for suficiente, não exagere.”

“Entendi.”

3 Comentários

  1. Kkkkkkkkkkkkkkkk nussa. Q sorte dele

    ResponderExcluir
  2. Haaaaaaaa... nossa que coisa...
    não esperava por isso...
    espero que ele mude de ideia antes de ser pego...
    afinal de contas os fins não justificam os meios, os erros alheios não diminuem os seus.
    obrg por mais esse cap lena...
    bjs bjs...
    P'Phil

    ResponderExcluir

  3. “Eu sou um Robin Hood."
    “Você ajuda alguém financeiramente? Por que eu nunca vi isso?”
    “Sou eu!”

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK Cuidado c o q deseja Robin Hood...

    ResponderExcluir