Oi de novo!

Nesse capítulo, finalmente o primeiro encontro de Wu Suwei com Chi Cheng! \*O*/ Que é uma loucura só. hehehe Espero que gostem. =)

Um bom fim de semana para todos!

Beijos~        
Lena.
_________________________________________________________________________________


Cap. 19 – Aplicação de lei penal.



Às 7 horas, Chi Cheng estava sentado no carro de polícia dirigindo para o trabalho.

Hoje era seu primeiro dia de trabalho. Ele ia trabalhar na Aplicação de Lei Penal (Chengguan Ju) e, finalmente, ele chegou à unidade. Vários líderes de revezaram convidando-o para um chá em seus escritórios. Ele ainda não se apresentara aos seus colegas, entretanto eles já sabiam que seu pai é um Secretário Geral em um partido municipal e seu tio é o Chefe do Serviço Administrativo da Cidade e de Aplicação de Leis. Houveram vários rumores e olhares curiosos no momento que Chi Cheng se apresentou no escritório.

O turno de Chi Cheng já havia terminado, mas ele decidiu sair para patrulhar. O capitão rapidamente baixou sua bolsa e andou para o carro para começar a patrulhar junto com Chi Cheng.

Já estava escuro do lado de fora. O para-brisas estava coberto com uma fina camada de névoa. As luzes fortes estavam ficando embaçadas. A rua estava movimentada naquele momento. O clima frio não interrompia o entusiasmo dos vendedores no trabalho; os gritos e barulhos podiam ser ouvidos constantemente. Todo tipo de cheiros flutuava no ar, infiltrando no carro.

Wu Suwei estava vendendo nesta rua. Tinha um senhor vendendo batata doce assada à esquerda dele e um Dage [irmão mais velho] vendendo sapatos a sua direita.

“Ei!” Wu Suwei cumprimentou o dage, “A quanto tempo você faz isso?”

O dage estava acocorado enquanto fumava. Ele respondeu levemente, “mais de dois anos.”

“Você já foi pego pela Chengguan antes?” Wu Suwei perguntou.

“Nunca.” O dage riu.

Wu Suwei perguntou admirado, “Como você fez isso?” Ele esperou pela resposta por um longo tempo, mas o dage não respondeu. Finalmente, o senhor ao lado dele disse, “Porque ele é um Chengguan.”

Tinha um brilho nos grandes olhos de Wu Suwei que iluminaram a rua escura.

“Eu trabalho como um Chengguan de dia e abro uma barraca de noite, depois do meu turno. Eu não tenho escolha. Tenho duas crianças e não posso manter a alimentação dos meus filhos se eu depender apenas nos pequenos pagamentos.”

Wu Suwei mordeu os lábios. Parece que ninguém estava tendo uma vida fácil. “Então, se eu seguir você, não serei pego pela Chengguan?”

O dage cuspiu e disse orgulhosamente, “Bem isso.”

Abruptamente, a voz do dage diminuiu. Não muito longe dali, uma luz de aviso podia ser vista. A expressão do dage mudou de repente. Ele rapidamente juntou os sapatos e correu com vivacidade para a direção oposta, derrubando algumas barracas enquanto corria da Chengguan.

Wu Suwei estava pensando se deveria correr ou não. Ele viu, então, que o senhor estava firmemente ao lado dele, parecendo confiável e sem a intenção de fechar sua barraca.

“Por que você não correu?”

O senhor apontou confiantemente para o lado direito de um vendedor de melancias, um cara de 1,80m de aparência cruel com uma tatuagem no braço. Ele parecia com más notícias só de olhar.

“Aquele homem é chamado de Heizi [sinal preto]. Nós estamos protegidos. A Chengguan não se atreveria a ofendê-lo. Ele não teria problemas em derrubar três pessoas de mãos vazias!”

Logo depois da declaração do senhor, um carro de patrulha parou bem na frente da barraca de Heizi. Dois Chengguan saíram do carro.

O senhor apontou para o homem ao lado de Chi Cheng e disse, “Aquele moleque não é fácil! Sempre vai em cima de qualquer pessoa e usa violência. Ele bateu no cara que vende temperos antes, torceu o ombro dele imediatamente.”

Estava escuro demais. Wu Suwei não conseguia ver de quem o senhor estava se referindo.

Os dois Chengguans foram à frente da barraca de Heizi. Ninguém sabia do que eles estavam falando, mas, depois de alguns momentos, uma briga começou. Primeiro, o capitão empurrou Heizi. Este imediatamente desferiu um soco. Wu Suwei viu e queria dar um grito de raiva. O capitão viu Heizi direcionando o soco; ele levantou uma de suas pernas e o chutou na hora. Aquele tão chamado ‘homem que podia derrubar três homens de mãos vazias’ voou com o chute. Ele atingiu a barraca de melancias atrás dele, explodindo algumas das melancias. Estas se espalharam para todos os lados. Parecia uma piscina sanguenta de cérebro espalhado.

Gritos ecoaram pela rua. No meio do caos, o senhor empurrou seu carro de assar batata doce e correu apressado.

Wu Suwei não podia ver o rosto de Chi Cheng claramente. Ele apenas viu que Heizi ainda estava no chão.

Todos os vendedores tinham fugido. A rua inteira estava deserta, ficando apenas Wu Suwei que ainda estava em seu lugar.

Logo os dois Chengguans vieram à frente de Wu Suwei. Chi Cheng olhou para Wu Suwei. Ele estava usando um chapéu que escondia seu rosto. Apenas uma forte mandíbula e uma fina linha fria de lábios podiam ser vistas. Um cigarro estava preso em sua boca. Apesar das duas figuras estarem escondidas na escuridão, suas aparências permaneciam indiferentes.

Fumar definitivamente poderia acalmar Wu Suwei neste momento.

O capitão falou primeiro. “Por que você não correu?”

“Ei, você está tão petrificado assim?”

“Idiota, estou falando com você!”

“Você vai se sentir satisfeito depois de aguentar até um certo nível?”

O capitão parou de falar.

Wu Suwei nem chiou de medo. Ele finalmente levantou a cabeça. Seus olhos encontraram os olhos frios de Chi Cheng. Então ele se virou e lentamente pegou a panela. Wu Suwei se virou novamente e olhou não muito distante do triciclo.

Da perspectiva de Chi Cheng, ele viu apenas um par de brilhantes olhos pretos que brilhavam estranhamente.

Wu Suwei se virou rapidamente e jogou uma panela de mingau em Chi Cheng.

.......

A rua inteira estava ameaçadoramente quieta.

O capitão sentiu um arrepio frio correr sua espinha.

Wu Suwei pensou que Chi Cheng iria evitar isso, quem saberia que ele ficaria parado, sem se mover um centímetro. Metade do corpo de Chi Cheng estava coberto com o mingau pastoso. Correr! Eu vou morrer se não correr! Wu Suwei correu para oeste, deixando o triciclo e a panela.

O capitão se recuperou do choque e rapidamente perseguiu Wu Suwei, que ficou bloqueado no entroncamento.

Tinha um tijolo sob os pés de Wu Suwei. Ele o apanhou e ferozmente o quebrou em sua testa! “Vem! Eu tenho essa habilidade!”

O capitão estava chocado.

Wu Suwei pegou um pedaço e bateu na cabeça. Ele, então, continuou o desafio, “Não quer brigar? Vem! Você não quer usar violência como punição?”

As pernas do capitão estavam ficando fracas.

De repente Chi Cheng andou a passos largos na direção deles. Wu Suwei sentiu uma força formidável. Parecia que nuvens negras estavam sobre sua cabeça; o clima mudara instantaneamente. Ele jogou o tijolo e correu, correu furiosamente! Seus passos eram furiosos sob as estrelas!

Chi Cheng, que estava coberto com o mingau grudento tinha parado de correr atrás de Wu Suwei, porque suas mãos e pés não estavam funcionando direito por causa da viscosidade.

Seus olhos focaram na sombra distante do homem menor. Não me deixe pegar você! 

8 Comentários

  1. Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk obrigada pelo trabalho😙😙😙😍

    ResponderExcluir
  2. Rsrs... OMG, ele jogou o migau msm. Dorei!
    Obrigada pelo capitulo Lena.

    ResponderExcluir
  3. Tô ansioso pelas tretas.
    >.<
    Obg pelo cap... Bjs P'Phil

    ResponderExcluir
  4. Nossa muito bom,só esperando as tretas,to amando muito tudo isso, ansioso também para as tretas de addicted.

    ResponderExcluir
  5. que fuga ridicula foi essa? kkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  6. ObrigadA pelo capítulo, mas que cena pastelão kkll

    ResponderExcluir
  7. Kkkkkkkkkkk esse wu suwei é uma comédia kkkkkkk sempre morro de rir e ainsa imagino os atores nessa cena. Pena que na série não foi exatamente assim, entretanto deu pro gasto.

    ResponderExcluir
  8. Lembro dessa cena do mingau na série,foi bem cômica.
    Claro que na novel é diferente, mas ainda assim foi divertido de se imaginar.

    ResponderExcluir